As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 08-28-2009. Acessado 489 vezes.
Título da Postagem:Memória da anistia política no Brasil. Doc. nº 115 – 2009
Titular:GTMelo
Nome de usuário:GrupoGuararapes
Última alteração em 08-28-2009 @ 04:27 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Estamos Vivos! Grupo Guararapes!

NÃO TEMOS A MÍDIA,MAS TEMOS O AMIGO PARA SUBSTITUÍ-LA Nos últimos dias, foi noticiado que, por iniciativa do Governo Federal, (a lógica nos diz que o Governo de Minas, também apóia esta decisão) seria inaugurado em Minas Gerais um Memorial da Anistia Política no Brasil, visando mostrar ao Povo Brasileiro a verdade sobre tudo o que aconteceu no Brasil, desde o Movimento de 1964 até a devolução do Poder aos civis em

1985 com a eleição de Tancredo Neves.

E nada mais grandioso para Minas Gerais do que ter no Memorial, dois políticos mineiros de grande valor, ambos civis, em dois momentos decisivos daqueles 21 anos: - Abrindo o Memorial, Magalhães Pinto, Governador de Minas, que, a partir de Minas Gerais, iniciou o Movimento Revolucionário em

31 de Março de 1964; - e encerrando o Memorial, Tancredo Neves, ao final dos Governos Militares e com a concordância destes, eleito Presidente em

1985, para restabelecer a Democracia no Brasil.

O resto é só, alem da abertura dos arquivos secretos, proposta pelo Governo, iniciar pesquisas nos jornais da época: - desde a eleição e renuncia de Jânio Quadros, e sobre o Governo Jango até 31.03.1964; - e desde 31.03.1964, até a eleição de 1985.

E na visão militar, uma sugestão para que Minas Gerais, como sempre teve uma historia de grandes feitos heróicos, orgulho de todos os brasileiros, ouça os dois lados adversos. Lembre, especialmente, o que aconteceu em 1963 e início de 1964, como a tentativa do seqüestro do Governador Carlos Lacerda, os Movimentos de Indisciplina nas Forças Armadas, e a permanente e continuada subversão da Ordem Pública, todos estes movimentos de violência pública, ignorados e às vezes, até estimulados por Jango. E lembre, especialmente, a Marcha das Mulheres com Deus e pela Liberdade, extraordinária porque, pelo que conhecemos dos anteriores 04 séculos da Historia do Brasil, nunca tinha havido antes qualquer movimento semelhante e tão significativo.

E na parte referente ao período dos Governos Militares, não se esqueça de que uma das primeiras manifestações de Castello Branco foi o seu desejo de restabelecer logo ao fim do seu mandato, a volta de um Civil à Presidência, vontade comprovada com liberdade para a eleição de dois adversários políticos do seu Governo, um deles, Israel Pinheiro, eleito Governador de Minas, em 1965. E não se esqueça também de colocar no Memorial, o Atentado Terrorista contra o Aeroporto Guararapes, PE, em 1966, no qual morreu um Almirante e um Jornalista, e foram feridos um oficial do Exército e vários civis, entre eles uma criança, talvez este atentado um obstáculo intransponível para a rápida transição democrática, do qual até hoje, os "Defensores da Democracia do Governo", nunca se preocuparam em descobrir os autores.

E para facilitar o trabalho que os Governos Federal e de Minas Gerais estão se dedicando de serem fieis à Historia Pátria, vamos sugerir que consultem e pesquisem uma listagem com os nomes de 126 Militares e Civis assassinados por Comunistas Terroristas, publicada na Revista do Clube Militar, 432, Fevereiro, Março Abril, 2009.

E encerramos desejando que a MINAS GERAIS de TIRADENTES, homenageado em todo o Brasil, com um DIA DE FERIADO NACIONAL, mantenha esse orgulho que é de todo Brasil, de ter no seu Estado, um MEMORIAL, com um registro histórico, VERDADEIRO E PATRIÓTICO, DIGNO do POVO BRASILEIRO.

ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº 12 58 93, Cartório do 1º registro de títulos e documentos, em Fortaleza.




Bookmark and Share
Outas colaborações de GrupoGuararapes
Veja Mais
Perfil de GrupoGuararapes
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!