As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 26-08-2010. Acessado 1329 vezes.
Título da Postagem:DIZEM QUE A "COBRA NÃO FUMOU", E QUE LULA VAI "SENTAR A PÚA NAS FORÇAS ARMADAS".
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 26-08-2010 @ 10:16 am
[ Avise alguém sobre este texto ]

DIZEM QUE A "COBRA NÃO FUMOU", E QUE LULA VAI "SENTAR A PÚA NAS FORÇAS ARMADAS", COM DILMA NO PODER ... 

SUGERIMOS À "REDE INFORMAL DE INTELIGÊNCIA" AVALIAR OS SINAIS SOBRE O "ESTADO FORTE" DE DILMA - AS FORÇAS ARMADAS (FFAA) PODEM ESTAR SENDO "MANOBRADAS" PARA A CRIAÇÃO E A MANUTENÇÃO DO "DILMISMO" PETISTA.

SEGUNDO AS 3 NOTÍCIAS ABAIXO, ESTAMOS TENDO INDÍCIOS DE QUE AS FORÇAS ARMADAS SERÃO "APARELHADAS" PARA O USO DAS ARMAS NO "ESTADO FORTE" DE DILMA.

LULA DEU PODER DE POLÍCIA AS FFAA, VAI CRIAR 488 CARGOS COMISSIONADOS NO MINISTÉRIO DA DEFESA, ALÉM DE "TRIPUDIAR" COM AS MESMAS, JÁ QUE DIZ HAVER UMA "ACOMODAÇÃO" MILITAR SOB A SEDUÇÃO DO LULISMO (E POR NÓS PODE HAVER UMA POSSÍVEL CORRUPÇÃO MORAL DAS FFAA), POIS LULA DECLARA QUE OS MINISTROS MILITARES ATUAIS, PODERIAM SER CHAMADOS DE "CAMARADAS" ...

===============================

25/08/2010 - 16h33

Lula sanciona lei que dá poder de polícia às Forças Armadas

Publicidade

DE BRASÍLIA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou na tarde desta quarta-feira (25) a lei que cria o Estado Maior das Forças Armadas.
Enviado pelo Poder Executivo no final do ano passado ao Congresso Nacional, o texto recebeu sanção presidencial sem vetos. Durante esforço concentrado do Senado Federal, no início do mês, o plenário da Casa aprovou o PLC (Projeto de Lei Complementar) e encaminhou o texto para o presidente. Durante a solenidade, Lula agradeceu os parlamentares pela rapidez da tramitação.
Acompanhe a Folha Poder no Twitter
Conheça nossa página no Facebook
Uma das principais mudanças da lei é a que que autoriza as Forças Armadas a revistar pessoas e veículos, fazer patrulhamento e "prisões em flagrante delito" nas faixas de fronteiras do país. O Exército já tinha esse poder, agora ampliado para Marinha e Aeronáutica.
A nova lei ainda reforça o poder do ministro da Defesa ao dar a ele o poder de indicação dos comandantes das Forças Armadas, hoje sob responsabilidade do presidente da República. "Antes, ele [o ministro] era ouvido", ressaltou o titular da Defesa, Nelson Jobim, durante solenidade no Palácio do Planalto.

======================================

25/08/2010 - 18h00

Governo envia ao Congresso projeto que cria 488 cargos comissionados na Defesa

Publicidade

DE BRASÍLIA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou na tarde desta quarta-feira (25) ao Congresso Nacional um projeto de Lei que cria 488 cargos comissionados no Ministério da Defesa, informou a pasta. O custo da medida será de R$ 18,9 milhões anuais.
Em solenidade no Palácio do Planalto, Lula assinou diversos documentos que reformulam a pasta, sob comando do ministro Nelson Jobim. Uma das medidas foi a sanção de lei complementar que reestrutura o Ministério da Defesa e cria o Estado Maior das Forças Armadas, cujo titular será o general José Carlos de Nardi.
A lei ainda dá poder de polícia à Marinha e Aeronáutica --o Exército já tinha essa prerrogativa.
Por meio de medida provisória, Lula criou duas novas secretarias e a chefia do Estado Maior. De acordo com a Defesa, essa medida não terá impacto financeiro, uma vez que cargos técnicos foram extintos para dar lugar aos novos cargos.
=======================================

25/08/2010 - 16h40

Mais um ano no poder e passaria a chamar militares de 'camaradas', diz Lula

Publicidade

SIMONE IGLESIAS
FLÁVIA FOREQUE
DE BRASÍLIA

Ao sancionar nesta quarta-feira o projeto que cria o Estado Maior das Forças Armadas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que se ficasse mais um ano no poder passaria a chamar os militares de "camaradas".
Acompanhe a Folha Poder no Twitter
Conheça nossa página no Facebook
"Camarada" é uma forma de tratamento amistosa mas com conotação política que foi muito utilizada na ditadura militar por partidos de esquerda, principalmente PCB e PC do B.
Lula citou os comandantes do Exército, Enzo Peri; da Aeronáutica, Juniti Saito; e da Marinha, Júlio Soares de Moura Neto e, em seguida, chamou-os de "companheiros."
"Mais um ano no poder e eu chamaria [vocês] de camaradas", disse Lula.
Uma das principais mudanças da lei é a que autoriza as Forças Armadas a revistar pessoas e veículos, fazer patrulhamento e "prisões em flagrante delito" nas faixas de fronteiras do país. O Exército já tinha esse poder, agora ampliado para Marinha e Aeronáutica.

================================

ABRAÇOS,

LEWTON




Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!