As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 09-10-2010. Acessado 2323 vezes.
Título da Postagem:QESA's UNAM-SE
Titular:JOSE WELLINGTON HONORATO DE ANDRADE
Nome de usuário:WELLINGTONQESA
Última alteração em 09-10-2010 @ 11:07 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

SOU QESA E GOSTARIA PARASSE TODA DIVISÃO SEM SENTIDO. SE QUEREMOS VITÓRIA É PRECISO QUE ACABEMOS COM AS DIVISÕES, AS DISPUTAS, AS FALÁCIAS, AS INTRIGAS E AS "MARICAGENS".

QUER SER SUBOFICIAL?

ENTÃO DEIXA DE LADO O ORGULHO, A VAIDADE, A PRESUNÇÃO, A SOBERBA, A INSENSATEZ E A GANANCIA. OLHA O QUE TE SEPARA DA VERDADE E CONVERTE-TE AOS QUE LUTAM DE VERDADE POR TI SEM PARTIDO OU FACÇÃO. CREIO QUE VC SEJA INTELIGENTE. ENTÃO UNA-SE E SEJA QESAPARASEMPRE PARA QUE LOGO, LOGO POSSA SER CHAMADO DE SUBOFICIAL PARA SEMPRE.




Bookmark and Share

Comentários

tzlavrog em 10-10-2010 às 07:23 pm

Caro anônimo, Diante de seu anonimato, que para mim é a covardia personificada, já que não coloca o seu “nick”, também, acho que vc, se quer pertence a FAB. Pois, vc usa a expressão "contrato", linguagem típica do pessoal da Marinha, será que estou enganado?! Para seu conhecimento, em 1983, o então Ministro da Aeronáutica, saudoso Ten. Brig. Délio Jardim de Mattos aumentou o interstício para os Cabos em oito anos, com a possibilidade de estabilidade, conforme Portaria editada pelo Ministério da Aeronáutica à época. A Portaria versava que após os oito anos, caberia ao Ministério da Aeronáutica decidi pela concessão da estabilidade, foi o que ocorreu, muitos cabos estabilizaram. Diferente do Quadro Feminino da Reserva (QFGRA), lei 86.235/81, que previa um período de seis anos, além disso, o acesso do Cabo do Corpo Feminino para à graduação de Sargento era mediante concurso público. Diferente da prova interna que elas fizeram. Conforme o próprio Estatuto dos Militares (lei 6880/80) em seu art. 50, III, “a” garante a todos os militares, o direito a estabilidade, foi assim que os Cabos estabilizaram, e não por contrato, e sim por engajamentos, reengajamentos sucessivos até atingir os dez anos, como qualquer Praça da FAB. Não foi como vc escreveu e nem pensou: “(...) Esses oficias generais agiram com o coração e olha a merda que acabou dando. (...)” (sic). Pois, o Cabo com oito anos é um militar experiente, que tem um curso, que é o de Cabo e, também, se especializaram em eletrônica, eletricistas, telecomunicações e outras. Assim, foi respondido como o Cabo ensina o serviço para aquele monte de “novinho” cheio de teoria que sai da escola. Um detalhe, já na época, eu era Técnico em Eletrônica, cursei quatro anos em Escola Técnica. Realmente, vc não fez nada na sua vida Militar, além de olhar os outros, cheio de rancor para escrever, isso! : “(...) não fizeram porra nenhuma acharen que tenham feito grande coisa (...)”. Além dessa linguagem “chula” que vc usou, típica de um semi analfabeto, que mal terminou o ensino fundamental, como vc consegue escrever que os Cabos não estudaram, não fizeram curso e se fizeram não passaram. Quero dizer a vc, que muitos Cabos como eu, fizeram concursos e passaram, assim, conseguiram uma graduação, na carreira de Odontologia, Educação Física, Matemática, Letras e tantas outras. Como eu também, o fiz, cursei Filosofia e, depois, Ciências Jurídicas, além de ser versado em grego clássico, latim e hebraico (CLAC/UFRJ), também, possuo um bom conhecimento da língua inglesa e espanhola. Também, tenho um prazer, já que sou cinéfilo, adoro fazer legendas de seriados antigos, por exemplo, estou criando uma legenda para a primeira temporada do seriado “Black Sheep Esquadron” (12 episódios). Aqui no Brasil, levou o nome de “Ovelhas Negras”, passou na extinta Rede Tupi, canal 6. Por isso, não vou discutir com vc o mérito jurídico da promoção, até porque, não tem competência para isso. Ah! Outra coisa, no próximo ano, acho que vou cursar Ciências Política, é um ótimo curso. Faça, à mesma coisa, se fizer isso, vai crescer e ocupar-se, e assim, vai parar de viver olhando para os outros. Abraço!


Visitante em 10-10-2010 às 02:49 pm

Realmente fizeram uma merda tremenda. se tivessem cumprido a lei não estariam com esse problema . Sabem Pq ? Todos vcs teveriam ter o contrato encerrado quando completaram oito anos . Esses oficias generais agiram com o coração e olha a merda que acabou dando. Hoje não seria obrigado a ver pessoas que não fizeram porra nenhuma acharen que tenham feito grande coisa.Não estudaram , não se especializaram , não fizeram nenhum concurso ou se fizeram não passaram. Agradeça a DEUS.


Visitante em 10-10-2010 às 10:01 am

caro amigo, esses oficiais generais da FAB não querem enxergar a verdade que está diante de seus olhos. eles sabem muito bem da merda que fizeram quando promoveram as mulheres e se esqueceram dos homens. O que me deixa mais triste é que existem um montão de colegas nossos que puxam o saco destes caras.


Outas colaborações de WELLINGTONQESA
Veja Mais
Perfil de WELLINGTONQESA
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!