As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 02-03-2011. Acessado 1595 vezes.
Título da Postagem:PEC 300 - Carta ao Congresso Nacional: Motivos para a aprovação
Titular:Claudio Cassimiro Dias
Nome de usuário:CCassimiro
Última alteração em 02-03-2011 @ 07:59 am
[ Avise alguém sobre este texto ]

PEC 300
Carta ao Congresso Nacional: Motivos para a aprovação Claudio Cassimiro Dias - Criminólogo

Temos acompanhado nos últimos meses um debate acirrado acerca da aprovação da tão aclamada e desejada PEC 300. Temos visto mobilizações por todo o território brasileiro, por parte das policias estaduais, uma vez que a PEC 300 traria para esses policiais uma melhor qualidade de vida para seus integrantes e familiares. Em contraprestação, um policial bem remunerado prestará, sem sombra de duvidas, um serviço de melhor qualidade e eficácia.
Muitas perguntas surgem em torno do assunto, pois não se tem uma explicação plausível para a não aprovação da PEC 300, que não beneficiará somente os militares, mas a sociedade como um todo.
Policiais qualificados e bem remunerados terão condições de atender melhor as pessoas e com isso teremos uma satisfação por parte do público/cliente, qual seja o cidadão.
Insensatos, alguns políticos fingem não perceber a necessidade da aprovação da PEC 300, como se os policiais não tivessem nenhuma importância no cenário Nacional. Acontece que a segurança pública é hoje tema constante nas rodas de conversas, na mídia e no dia a dia. Não há como falar em segurança pública sem valorizar o prestador do serviço de segurança pública: O Policial. Aquele que deixa seu lar sem saber se voltará para casa.
Chega de descaso com esses valorosos homens que nos protegem de dia e de noite, enquanto a família, às vezes está passando por dificuldades financeiras e outras, a mercê atualmente dessa famigerada criminalidade crescente.
O exemplo muitas das vezes dado por alguns homens públicos causam um efeito cascata, pois a sensação de impunidade também incentiva os delinqüentes das classes B e C a copiarem, resguardadas as proporções, ações delituosas da classe A e B, ou seja, os crimes de colarinho branco, repercutindo em crimes comuns, na base da sociedade nas classes menos favorecidas.
E aqui não é preciso esconder que um policial que não é bem pago fica desmotivado e não se esforçará para coibir o crime além de um nível médio, ou seja, um policial motivado produz muito mais. Essa é a premissa.
Portanto, não há como fechar os olhos para a necessidade em caráter lesto, da aprovação da PEC 300 para o Bem Comum, em nosso País.


* CLAUDIO CASSIMIRO DIAS, Especialista (Latu Sensu) em Criminologia, Bacharel em Direito, Bacharel em Historia, Acadêmico Efetivo Curricular da Academia de Letras João Guimarães Rosa da Policia Militar de Minas Gerais, Cadeira 28, Ex-Diretor Jurídico do CSCS/PMBMMG, Conselheiro do CEPREV/MG, Pesquisador da Historia Militar e palestrante.




Bookmark and Share

Comentários

tinoco em 08-03-2011 às 02:52 pm

Esta PEC. tem tudo para não ser APROVADA, vc sabem muito bem disto. Olhem a situação de cada estado quem vai arca com este prejuízo, o governo federal. Que não quer dar nem a dif. dos 28.86% que já ganhamos na justiça. OBS. que em muitos caso NÃO CHEGA À 4%, vc acreditam em cada besteira, que só sendo muito tapado para crer.



Comente
Olá Visitante. Este usuário permite que você comente mas antes é necessário informar seu nome e email pessoal válido e ativo.
Você receberá um email de confirmação.
Nome: Obrigatório
Digite seu Email: Obrigatório. Não será divulgado.
Redigite seu Email: Obrigatório. Não será divulgado.
Código de segurança:_YA_SECURITYCODE
Digite o código de segurança:
  [ Voltar ]
Outas colaborações de CCassimiro
Veja Mais
Perfil de anonimo
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!