As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 17-06-2011. Acessado 862 vezes.
Título da Postagem:ADOTANDO A MERITOCRACIA NAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS GOVERNAMENTAIS
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 17-06-2011 @ 02:06 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

ADOTANDO A MERITOCRACIA NAS ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS GOVERNAMENTAIS

MERITOCRACIA, GOVERNANÇA, PÚBLICA, ADMINISTRAÇÃO, NOVOS, PODERES, TÉCNICO, ECONÔMICO, POLÍTICO, ATIVIDADES, GOVERNAMENTAIS, OTIMIZAÇÃO, APLICAÇÃO, CAPITAL, IMPOSTOS, VERBAS, PREJUÍZOS, ADMINISTRATIVOS, IDEOLOGIA, METAS, RESULTADOS, ZERO, CEM, PROGRAMAS, PLANOS, MST, CAMPESINATO, AGROPECUÁRIA, AGRICULTURA, PECUÁRIA, COMPETÊNCIA, CAPACIDADE, CUSTOS, REDUÇÃO, RACIONALIZAÇÃO, RACIONAL

A MERITOCRACIA PRESENTE NO CAPITALISMO ESTÁ ASSOCIADA ÀS CONDIÇÕES ILIBADAS DO CONTRATADO, À SUA CAPACIDADE TÉCNICA E ADMINISTRATIVA, AO SEU CARÁTER E SUAS FORMAÇÃO EDUCATIVA E CULTURAL – DAQUI SE ESPECIFICAM OS PERFIS PARA SELEÇÃO E RECRUTAMENTO – NO MERCADO CAPITALISTA. E ELA NÃO ESTÁ RELACIONADA AOS ATOS SIGILOSOS TÃO SOMENTE QUE POSSAM PRODUZIR ESCÂNDALOS OU REVELAR SEGREDOS INCONFESSÁVEIS – COMO É COMUM NO SISTEMA POLÍTICO E PARTIDÁRIO BRASILEIRO (QUE POR CONFIANÇA NÃO PODEM SER REVELADOS – “VAMOS ROUBAR E FICAR RICOS”, POR EXEMPLO). ELA ESTÁ CONECTADA A UM OBJETIVO MAIOR DE MINIMIZAR PERDAS E MAXIMIZAR GANHOS – OTIMIZAÇÃO – DE QUALQUER TIPO DE PRODUÇÃO OU SERVIÇO. 

AS POLÍTICAS DE UMA DILIGENTE EMPRESA CAPITALISTA SÃO DEFINIDAS PARA CONVERGIREM ESFORÇOS EM DIREÇÃO DE METAS E OBJETIVOS – CONSENSADOS COM VIABILIDADE TÉCNICA, ECONÔMICA, SOCIAL E AMBIENTAL – QUE SÃO “INSPIRADAS” NO QUE DENOMINAMOS A “IDEOLOGIA DA ADMINISTRAÇÃO”. E ESSAS POLÍTICAS SÃO O FOCO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO, TOCADO COM SERIEDADE E OTIMIZAÇÃO – PROMOVER O MELHOR E OBTER A MELHOR QUALIDADE DE ATENDIMENTO ÀS NECESSIDADES DEFINIDAS NESSAS POLÍTICAS, AO MENOR CUSTO TOTAL. 

OTIMIZAR É MAXIMIZAR GANHOS E MINIMIZAR PERDAS!

PODEM FAZER PARTE DAS POLÍTICAS VÁRIOS ITENS TAIS COMO: 1. DEFEITO ZERO, 2. ACIDENTE ZERO, 3. CLIMA PESSOAL CEM, 4. PREJUÍZO ZERO, 5. INSATISFAÇÃO SALARIAL ZERO, 6. DOENÇA DO TRABALHO ZERO, 7. AQUECIMENTO LOCAL ZERO, 8. SUSTENTABILIDADE CEM, 9. RECLAMAÇÃO DO MERCADO ZERO, 10. PREVENÇÃO TOTAL CEM. 

A “IDEOLOGIA DA ADMINISTRAÇÃO” É NADA MAIS NADA MENOS DO QUE UM PROGRAMA DE GOVERNO CONECTADO ÀS EXPECTATIVAS DA SOCIEDADE, E DO MERCADO, ONDE SE ARTICULAM AS AÇÕES GOVERNISTAS, LEGISLATIVAS E JUDICIÁRIAS, DE UM ESTADO EFICIENTE E EFICAZ. E ELA PODE SE ESTENDER A TODAS AS METAS E OBJETIVOS DE UM PROGRAMA DE GOVERNO COERENTE – CIENTÍFICO E MODELAR. AS METAS SÃO CONVENCIONADAS EM ZERO OU CEM – PARA SEUS OBJETIVOS, NA SAÚDE, NA EDUCAÇÃO, NA AGRICULTURA E PECUÁRIA, NA DEFESA DO MEIO AMBIENTE, NA HABITAÇÃO, NA INFRAESTRUTURA, NA CULTURA, NA DEFESA MILITAR, NA SEGURANÇA PÚBLICA, NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS, NO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E ETC. 

A “IDEOLOGIA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA”, NO FUTURO, NÃO TERÁ NENHUMA RELAÇÃO COM IDEOLOGIAS POLÍTICAS E FILOSÓFICAS, MAS TÃO SOMENTE COM EFICIÊNCIA E EFICÁCIA (NA ENGENHARIA: EFICIÊNCIA É A CAPACIDADE DE OBTER RESULTADOS, CADA VEZ MAIS MELHORADOS E EFICÁCIA É A CAPACIDADE DE OBTER OS RESULTADOS ESPERADOS, PROGRAMADOS E PLANEJADOS). E NÃO TERÁ NADA A VER COM PERSONALIDADES MARCANTES – DE MODO POSITIVO OU NEGATIVO – E SIM COM UM SISTEMA ORGANIZADO DE MÉTODOS, CAPACITAÇÃO E SEGURANÇA TÉCNICA – SERÁ MELHOR A EFICIÊNCIA E A EFICÁCIA DE “ANTIPÁTICOS E CARRANCUDOS”, DO QUE A TEMERIDADE E A IMORALIDADE DE “SIMPÁTICOS MEDÍOCRES E PERDULÁRIOS”.

A “PERDA DE TEMPO” NAS AÇÕES GOVERNISTAS SIGNIFICA DOR, SOFRIMENTO E MORTE – EM ALTO CUSTO ECONÔMICO, FINANCEIRO, SOCIAL, HUMANO E CIVILIZATÓRIO – SEM RETORNO DE INVESTIMENTOS, AINDA “MATANDO” O SISTEMA DE PRODUÇÃO CAPITALISTA, QUE SUSTENTA QUALQUER FORMA DE GOVERNO – REINADO, IMPÉRIO, DEMOCRACIA, DITADURA, SOCIALISMO E FORMULAÇÕES IDEOLÓGICAS HÍBRIDAS. E ESSA FALTA DE UM SISTEMA ORGANIZADO DE MÉTODOS, CAPACITAÇÃO E SEGURANÇA TÉCNICA, DAS AÇÕES GOVERNISTAS NACIONAIS E MUNDIAIS, COLOCOU O CAPITALISMO COMO BODE EXPIATÓRIO DAS AÇÕES GOVERNISTAS LESA-PÁTRIA, QUE SE JUSTIFICARAM, TRANSFERINDO SUA CULPA AO PROCESSO DE PRODUÇÃO E DE SERVIÇOS CAPITALISTAS QUE LHES SUSTENTARAM.      

NO CAPITALISMO “PERDA DE TEMPO” SIGNIFICA PERDA DA LUCRATIVIDADE E FALTA DE RETORNO DO CAPITAL DE INVESTIMENTO – SIGNIFICA “MORTALIDADE EMPRESARIAL”: PERDA DE EMPREGOS, DE ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS, DE CAPACIDADE PRODUTIVA EXPORTADORA, PODER TECNOLÓGICO E ECONÔMICO E ETC. 

A INICIATIVA PRIVADA BRASILEIRA TEM ALTA MORTALIDADE, POR FALTA DE EDUCAÇÃO & TREINAMENTO (EDUCAÇÃO É AUMENTAR O CONHECIMENTO E TREINAMENTO É AUMENTAR A HABILIDADE), FALTA DE PROFISSIONALISMO, FALTA DE MECANISMOS DE GESTÃO, FALTA DE RESPEITO AOS CONTRATOS, FALTA DE RIGOR NO CONTROLE FINANCEIRO E FALTA DE INVENTIVIDADE. E POR “CRITÉRIOS DE ENTRADA” IMPROVISADOS (ENTRAR NO MERCADO DE MODO COMPETITIVO, E COM CAPACIDADE E SEGURANÇA TÉCNICA), SEM BASE CIENTIFICA E ADMINISTRATIVA, ALÉM DE CONTAR COM MÃO-DE-OBRA SOB SELEÇÃO E RECRUTAMENTO “PRIMÁRIOS”, SEM LEVAR EM CONTA A MERITOCRACIA. 

NUMA EMPRESA PRIVADA “SOBREVIVENTE” CERCA DE 20% A 40% DAS SUAS RECEITAS BRUTAS, COM VENDAS DE MERCADORIAS E SERVIÇOS, ESTÃO RELACIONADAS AS: “PERDAS, OMISSÕES, NEGLIGÊNCIAS, FALHAS, DEFEITOS, ACIDENTES, CONFLITOS, ERROS CULPOSOS E DOLOSOS, DESORDENS, CAOS, CRIMES E DELITOS DE TODA ESPÉCIE”. PRODUTOS OU SERVIÇOS QUE CUSTAM CERCA DE R$ 1,20 A R$ 1,40 POR UNIDADE, EM VERDADE TÊM EMBUTIDOS NO SEU PREÇO DE VENDA CERCA DE R$ 0,20 A R$ 0,40, AGREGADOS POR INEFICIÊNCIA E INEFICÁCIA – PAGAMOS CARO PELA FALTA DE CAPACIDADE E DE SEGURANÇA TÉCNICA, O QUE PODERIA NOS SER VENDIDOS A R$ 1,00 POR UNIDADE.

ESTIMAMOS QUE MAIS DE 80% DESSE EFEITO COLATERAL DO “FRACASSO ADMINISTRATIVO EM LARGA ESCALA” ACOMETAM AS PREFEITURAS, OS ESTADOS E O GOVERNO FEDERAL – OU 4.480 MUNICÍPIOS DE 5.600, OU 21 ESTADOS DE 27 E CERCA DE 80% DAS OPERAÇÕES A ATIVIDADES DO GOVERNO FEDERAL – DE CADA R$ 10,00 APLICADOS (QUE FORAM IMPOSTOS ARRECADADOS DA PRODUÇÃO CAPITALISTA), NAS OPERAÇÕES E AÇÕES GOVERNISTAS, APENAS R$ 2,00 RESULTAM EM ALGUM “BENEFÍCIO” – AINDA, ASSIM, CASO SUA APLICAÇÃO TENHA “SOFRIDO ALGUM TIPO DE ADMINISTRAÇÃO OU CONTROLE CIENTÍFICO”.

SE AS AÇÕES GOVERNISTAS E INSTITUCIONAIS NÃO TÊM FINS LUCRATIVOS NADA E NENHUM DISPOSITIVO LEGAL, MORAL OU TÉCNICO LHES “AUTORIZA” A PRODUZIR PREJUÍZOS, MAZELAS E MISÉRIAS HUMANAS. SÃO AÇÕES DEGENERADAS – ELAS SIM SÃO CULPADAS PELA DESIGUALDADE, PELA DISFUNCIONALIDADE HUMANA, PELO SUBDESENVOLVIMENTO E FALTA DE EDUCAÇÃO, PELA FOME E DESNUTRIÇÃO, PELO DESEMPREGO E DEPRESSÃO, PELA ALTA CRIMINALIDADE E A VIOLÊNCIA, PELOS MORTICÍNIOS EPIDÊMICOS E DOENÇAS, PELOS ACIDENTES NAS ESTRADAS E CIDADES, PELOS DESASTRES AMBIENTAIS E CLIMÁTICOS, PELOS DESARRANJOS MORAIS, ÉTICOS E INSTITUCIONAIS. E O FRACASSO BRASILEIRO DOS ÚLTIMOS 23 ANOS (NO “GRIDE” MUNDIAL DE “CIVILITUDE”) DE GOVERNANÇA CIVIL, DESDE JOSÉ SARNEY.  

AS AÇÕES GOVERNISTAS E INSTITUCIONAIS “OPERAM EM CAMPO SEM CONTROLE TÉCNICO, JURÍDICO E SOCIAL”: 1. NÃO HÁ COMPROMISSO COM RESULTADOS, 2. NÃO HÁ COMPROMISSO COM A SOCIEDADE, 3. DINHEIRO PÚBLICO “NÃO TEM DONO”, 4. TODOS OS PROCESSOS SÃO “OBSCUROS” E 5. ESTÃO ACIMA DA LEI E NA MARGEM DA IMPUNIDADE.

AS CALAMIDADES DECORRENTES DAS ATIVIDADES, SUAS FERRAMENTAS, INSTRUMENTOS, CONSTRUÇÕES E MÁQUINAS, SE ORIGINAM NA FALTA DE ROBUSTEZ DE SEUS PROJETOS, DE UMA DESCUIDADA OPERAÇÃO E DAS CONDIÇÕES PRECÁRIAS DO MEIO. NASCE AÍ O ACIDENTE, A CALAMIDADE OU A CATÁSTROFE. E O LULISMO ESTÁ CHEIO DE “ACIDENTES, CALAMIDADES E CATÁSTROFES” – TÉCNICAS, ADMINISTRATIVAS, ECONÔMICAS, PROFISSIONAIS, MORAIS, ÉTICAS E CIENTÍFICAS. 

 A “CRIMINALIDADE ADMINISTRATIVA PÚBLICA” PROTELA SOLUÇÕES POR PURA INCOMPETÊNCIA, ENCOBERTADA PELA DESCULPA DO PESADO ÔNUS POLÍTICO EM QUE TODAS AS SOLUÇÕES IRÃO PROVOCAR FRENTE AO ELEITORADO, SE FOREM REALMENTE SOLUCIONADOS OS PROBLEMAS – COISA DE ESTÚPIDOS E CHARLATÕES ADMINISTRATIVOS E LEGISLATIVOS. E ASSIM VÃO DIZIMANDO A CIDADANIA, OS EMPREENDIMENTOS, AS INICIATIVAS, AS ESPERANÇAS, OS SONHOS E AS VIDAS HUMANAS BRASILEIRAS.

OU ENTÃO VAMOS A DOHA, PEDIR ESMOLAS, OU COMPENSAÇÕES, AO MODO CORRUPTO E INÉPTO DA GOVERNAÇA BRASILEIRA QUE SÓ CRIA A DESORDEM E O RECESSO.

A AGROPECUÁRIA NO BRASIL AINDA É UMA ATIVIDADE “DESERDADA” DOS AVANÇOS DA ENGENHARIA INDUSTRIAL. E COMEÇA A SOFRER VÁRIOS TIPOS DE “PRESSÕES EVOLUTIVAS” PARA MIGRAR PARA O CAMPO MAIS PROFUNDO DA TECNOLOGIA.

COMEÇAM A OCORRER VÁRIOS TIPOS DE RESTRIÇÕES PARA A SUA OPERACIONALIDADE, NOS MOLDES DAS PRÁTICAS MILENARES E SECULARES, TAIS COMO:

  1. ESCASSEZ DE ÁGUA E RACIONALIZAÇÃO DO SEU USO E REUSO;
  2. ESCASSEZ DE TERRAS E REDUÇÃO DO DESMATAMENTO;
  3. EXCESSO DE POLÍTICAS INERENTES À CONSERVAÇÃO E USO DAS TERRAS;
  4. IMPULSO PARA AGREGAÇÃO DE VALOR TÉCNICO, E ECONÔMICO, EM SEUS PRODUTOS E SEUS DERIVADOS;
  5. IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS E ENFRENTAMENTOS DISPENDIOSOS;
  6. REDUÇÃO DE CUSTOS E DAS PERDAS E AUTOMAÇÃO DE PROCESSOS;
  7. MINIMIZAÇÃO DE USO DE ELEMENTOS COMBUSTÍVEIS USUAIS DA ATUAL MATRIZ ENERGÉTICA;
  8. ADOÇÃO DE UM MODELO CAPITALISTA DE ADMINISTRAÇÃO E CONTROLE;
  9. AUMENTO DE SUA PRODUTIVIDADE EMISSIVA DE GASES DO EFEITO ESTUFA;
  10. INCORPORAÇÃO DE TECNOLOGIAS FUTURISTAS, TAIS COMO: GENÉTICA, COMPUTAÇÃO, FÍSICA ONDULATÓRIA DA LUZ, OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS, CAPACITAÇÃO TÉCNICA DE TRABALHADOR, TERMODINÂMICA E PREVENÇÃO AMBIENTAL, CONFINAMENTO E OTIMIZAÇÃO;
  11. REDUÇÃO DO USO DE ENERGIAS APLICÁVEIS;
  12. MIGRAÇÃO DO CONCEITO PERDA PERCENTUAL PARA PERDA ZERO;
  13. ADOÇÃO DE ESTOQUES ESTRATÉGICOS DE ALIMENTOS, PARA EQUILÍBRIO E/OU PROTEÇÃO DE SAFRAS;
  14. MINIMIZAR O IMPACTO DO AUMENTO PROPORCIONAL DOS PREÇOS DAS MATÉRIAS PRIMAS E DOS FERTILIZANTES;
  15. REDUÇÃO DA TOXIDADE DOS ALIMENTOS;
  16. AUMENTO DA ESCOLARIDADE DO TRABALHADOR;
  17. CONFERIR MAIOR RESISTÊNCIA A PERECIBILIDADE DOS ALIMENTOS;
  18. ADEQUAR A PRODUÇÃO EM ESCALA COM O TEMPO REAL DO CONSUMO LOCAL E REGIONAL;
  19. APROXIMAÇÃO AOS CENTROS URBANOS E ÀS REDES VIÁRIAS;
  20. ADEQUAÇÃO À PROGRESSIVA COMPLEXIDADE DA LEGISLAÇÃO APLICÁVEL: SANITÁRIA, AMBIENTAL, QUALIDADE E SEGURANÇA DE CONSUMO;
  21. CRIAÇÃO DE UM NOVO ARRANJO DE COOPERATIVISMO RURAL E DE AGRONEGÓCIOS RESPECTIVOS;
  22. MINIMIZAÇÃO DE SOCORRO E/OU SUBSÍDIOS PÚBLICOS ÀS ATIVIDADES;
  23. GLOBALIZAÇÃO DA COMPETIÇÃO EM QUALIDADE, PREÇO, QUANTIDADE, PRAZO DE COLOCAÇÃO E SEGURANÇA DE CONSUMO;
  24. CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO SEM PLANEJAMENTO FAMILIAR, E SEM UM ADEQUADO SUPORTE A FORMAÇÃO DA CIDADANIA, EM BONS PADRÕES HUMANISTAS.

SABEMOS QUE AS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS TÊM SE MOSTRADO TANTO BUROCRÁTICAS, QUANTO REATIVAS, NUM MODELO DE ORGANIZAÇÃO, COM POUCA DILIGÊNCIA E OPERACIONALIDADE.

TUDO LEVA A CRER QUE ESTAMOS DIANTE DE UM MODELO RECESSIVO, EMBORA FOMENTADO PELA INICIATIVA PRIVADA, A QUAL CRIA AS BOAS NOTÍCIAS E AJUDA QUASE 100%, COM A CRIAÇÃO DE A SEGURANÇA ALIMENTAR.

TEM UMA FORTE AGRAVANTE RELACIONADA COM O EXCESSO DE POLITIZAÇÃO SOCIALISTA E COMUNISTA, COMO O QUE SE REVELAM PELO MST, SEUS LÍDERES, E AGENTES DA IGREJA, QUE PRESUMEM RESOLVER OS PROBLEMAS DE SOBREVIVÊNCIA, E OPERAÇÃO TÉCNICA, COM IDEOLOGIAS E MASSIFICAÇÃO DE FILOSOFIAS SEPULTAS, E DE NENHUMA APLICABILIDADE PRÁTICA.

A ACADEMIA SE LIMITOU À RETÓRICA IDEOLÓGICA, EM CONTRAPOSIÇÃO DO DESEMPENHO E DA PRODUTIVIDADE OPERACIONAL, A DESPEITO DE SUA CONTRIBUIÇÃO IDEALISTA.

NÃO FOSSE A UDR – UNIÃO DEMOCRÁTICA RURALISTA O DESAMPARO RURAL, DO HOMEM DO CAMPO, SERIA MÁXIMO.

O POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE AGRONEGÓCIOS PRIVADOS, SEUS LAÇOS INTERNACIONAIS E A CAPACIDADE OPEROSA DE COMPETIR, E DE RESOLVER PROBLEMAS, MINIMIZARAM OS EFEITOS DO AGRONEGÓCIO PRECÁRIO E DESASSISTIDO, PARA UM BRASIL CONTINENTAL, E QUE ESTARIA SOMENTE APOIADO PELA VISÃO LIMITADA DE UMA AGRICULTURA E PECUÁRIA RUDIMENTAR, BEM AQUÉM DAQUELAS JÁ MANIFESTAS PELA INICIATIVA PRIVADA.

A REFORMA AGRÁRIA COMO PROPOSTA SOB A ÉGIDE SOCIALISTA E COMUNISTA, NOS ENFOQUES DO CAMPESINATO SOVIÉTICO DE 1917 A 1989 E CHINÊS NA ERA MAO TSE TUNG, SE CONFIGURA NUMA IMATERIALIDADE ASSOMBROSA, EM FIXAR, SOB PERMANÊNCIA, A INDIGÊNCIA TECNOLÓGICA E CIVILIZATÓRIA AO HOMEM DO CAMPO.

A URBANIDADE NÃO PODE SER REFUTADA COMO VEM OCORRENDO, NO BRASIL, E POR SER UM MOVIMENTO INEVITÁVEL, A CONVERSÃO DAS DIRETRIZES DE LIBERTAÇÃO, DO HOMEM DO CAMPO, DEVE ORIENTAR-SE EM LEVÁ-LO AO CRESCIMENTO HUMANO, MAS COM A DIGNIDADE DE UM TRABALHADOR TÉCNICO E CIENTÍFICO.

SEGURAMENTE APENAS 23 NAÇÕES NO MUNDO POSSUEM A SEGURANÇA TECNOLÓGICA CONECTADA À SEGURANÇA ALIMENTAR, RELAÇÃO ESTA EM QUE O BRASIL ESTÁ LONGE DE ENTRAR. E ESSAS NAÇÕES JÁ ESTÃO LIBERTAS E SÓ COMPARTILHARÃO SUAS BENESSES TECNOLÓGICAS, SOCIAIS E ECONÔMICAS COM NAÇÕES GOVERNADAS PELO SENSO DOS 3 (TRÊS) NOVOS PODERES (TÉCNICO+ECONÔMICO+POLÍTICO)+ PODER MORAL.

ELAS NÃO ABRIRÃO MÃOS DA SUA SEGURANÇA PLENA, A MENOS POR IMPOSIÇÃO DA NATUREZA, OU POR CATÁSTROFES CALAMITOSAS. E, MESMO ASSIM, SABERÃO RESSURGIR DAS CINZAS, MAIS RAPIDAMENTE DO QUE O BRASIL.

LEWTON BURITY VERRI

ENGENHEIRO INDUSTRIAL METALÚRGICO

CREA 74-1-01852-8 RJ

COPYRIGHT © 2008 – ENGº LEWTON BURITY VERRI 




Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!