As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 09-10-2011. Acessado 715 vezes.
Título da Postagem:POLICIAIS AMEAÇADOS, AGENTES PENITENCIÁRIOS ACUADOS
Titular:Claudio Cassimiro Dias
Nome de usuário:CCassimiro
Última alteração em 09-10-2011 @ 01:17 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

 POLICIAIS AMEAÇADOS, AGENTES PENITENCIÁRIOS ACUADOS E O SISTEMA PENITENCIÁRIO FRAGILIZADO

 

CABO CLÁUDIO CASSIMIRO DIAS

(Criminólogo)

 

Nos dias atuais percebe-se que agentes penitenciários, policiais civis e militares e agentes do sistema de defesa social, e até juizes estão sendo vitimados e ameaçados pelos marginais. Exemplo disso é a relação de procurados postada em toda a mídia brasileira, de marginais de Minas Gerais. Inclusive 5 (cinco) deles já foram presos.

Mas, essa lista de procurados é apenas uma gota d’água no oceano, pois nossos policiais estão acuados e de mãos amarradas, pois os marginais têm mais direitos que os agentes que representam o estado. Antes que os policiais militares terminem o B.O. (Boletim de Ocorrência) os marginais são liberados, pelas leis que lhes são benevolentes.

O estado não consegue punir os marginais, e os policiais são punidos, a todo momento, e ameaçados com juntamente com sua família.

A morte da juíza Patrícia Acioli trouxe a tona um debate mais acirrado acerca do tema. Pois o sistema demonstra falhas e mesmo fragilidade por parte do estado.

Há algum tempo atrás os marginais não tinham coragem de ameaçar policiais, pois sabiam que o resultado não seria nada bom para eles.

Não se quer aqui criar uma polícia violenta e que haja como na lei de Talião “Olho por olho, dente por dente”, porém, que as autoridades façam valer a lei.

Nossos representantes e sociedade organizada devem iniciar um debate centrado na proteção aos policiais, como guardiães da sociedade, para que num futuro muito próximo não ocorra uma inversão total de valores, onde o cidadão de bem fique preso, e o cidadão, dito infrator transite livremente praticando crimes e ameaçando policiais ao bel prazer. Afinal, Polícia é polícia e pronto.

CLÁUDIO CASSIMIRO DIAS, CABO PM, CANDIDATO A PRESIDÊNCIA DO CSCSPMBMMG em 2012. Bacharel em Direito. Graduado em História. Pós Graduado em Criminologia pela PUC Minas. Acadêmico da Academia de Letras João Guimarães Rosa, da PMMG. Palestrante e Pesquisador da História Militar.




Bookmark and Share

Comente
Olá Visitante. Este usuário permite que você comente mas antes é necessário informar seu nome e email pessoal válido e ativo.
Você receberá um email de confirmação.
Nome: Obrigatório
Digite seu Email: Obrigatório. Não será divulgado.
Redigite seu Email: Obrigatório. Não será divulgado.
Código de segurança:_YA_SECURITYCODE
Digite o código de segurança:
  [ Voltar ]
Outas colaborações de CCassimiro
Veja Mais
Perfil de anonimo
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!