As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 28-02-2012. Acessado 883 vezes.
Título da Postagem:A nova ebulição para uma Revolução de Fragmentação da federação brasileira
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 28-02-2012 @ 12:38 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

A nova ebulição para uma Revolução de Fragmentação da federação brasileira

ISAÍAS 6-3: E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.
 
Poderão vir as revoltas separatistas, já com motivações abaixo dos generais da covardia militar do Brasil ... E não teremos, na ocasião, forças armadas para o enfretamento de diversos focos de revoltas civis nos estados que sustentam a federação brasileira. Chega de sustentar vermes e pecaminosos indigentes das palavras do Senhor dos Exércitos.
 
Só existem glórias onde houver exércitos ... Sem eles haverá tirania, escravidão, exploração, servilismo, subcivilizações e abusos toda espécie. O direito a reação começa a provocar reflexões de guerrilhas revanchistas ... Ou todo tipo de GREVES desmoralizantes aos governistas. Ou a maximização do denuncismo.
 
A subversão tomou o domínio político do país e com o comunismo-anarquista do tupiniquinato petista e que nos parece estar provocando um incêndio de indignações. Da indignação para a revanche violenta se torna o último passo!
 
Estamos em plena era da insensatez e da falta de regras ...  
 
Onde não há liberdade individual, e direitos humanos legítimos, a repressão e a tirania precisam estar em permanente alerta e municiadas com um poderoso e moderno aparato militar. O que encarece a manutenção do regime comunista ...
 
A fragmentação na URSS deu-se pelo seu "enfraquecimento" bélico, relacionado à perda contínua de recursos militares confiáveis, da precariedade de manutenção dos equipamentos, da quebra econômica de seu PIB, do empobrecimento do povo soviético, da perda da competição tecnológica, da percepção da inadequação da ideologia comuno-socialista, como inspiradora de políticas e do regime irracional de produção - segundo os cadernos e textos de engenharia.
 
Hoje a Rússia se “arrasta” na industrialização, apesar de haver previsões para 2020 de que aquele país venha a ser a 6ª economia do planeta. E apesar de ter “duelado”, com os EUA, por mais de 40 anos, ficou sem prumo ideológico, caindo na “rede capitalista”, tem um PIB (de Us$ 987 bilhões em 2007) pouco maior do que o da coréia do sul (de Us$ 888 bilhões em 2007). O trabalhador da Coréia do Sul gera, em média, cerca de Us$ 37.000,00 em riquezas.

O trabalhador russo gera, em média, Us$ 13.430,00. Sendo que a Rússia tem 73,5 milhões de trabalhadores e a Coréia do Sul 24,5 milhões (base de 2007).
 
A Coréia do Sul quase caiu no domínio do regime comunista e hoje ela supera a Rússia. Esta última tem 3 vezes mais trabalhadores e sua produtividade econômica é 2,77 vezes menor do que a coreana do sul ...
 
Isto representa o “esgotamento” do processo de industrialização russo, após os mais de 20 anos da queda do muro de Berlim: ineficiente, obsoleto, dispendioso, ainda desumano, repleto de anomalias técnicas, científicas e administrativas, com resquícios da velha gestão do capataz da “fábrica comunista” e no baixo padrão competitivo, em qualidade e confiabilidade.
 
Na guerra fria as convenções militares da polaridade EUA-URSS fizeram com que os soviéticos começassem a perder o foco da sua unidade "federativa" - a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas - e que favoreceu sua fragmentação, ou o retorno da autonomia dos estados, ou o surgimento de estados novos e de ondas separatistas.
 
A URSS deixou de ser a "megacuba" que estava indo a se tornar, pela degeneração progressiva da sua força política e militar, e de um fracasso econômico na sua produção, em manter a coesão e a união de várias repúblicas contíguas e suas componentes territoriais.
 
Veio o colapso do comunismo continental soviético. E o muro de Berlim caiu, levando com ele a velha "cortina de ferro" ... Então, agora, voltamos à pergunta: - e o Brasil poderá ser uma nova nação continental a se fragmentar?

O Brasil poderá ser mais um "ensaio macabro", na reprodução de uma devastação social, econômica e moral, tal como foram as da URSS.
 
Há mais de um século os ideólogos do comunismo argumentavam contra o Capitalismo, de que este é um grande "reprodutor social da miséria". Mas, o que o processo histórico tem mostrado é que o Comunismo, não só, é o real reprodutor social da miséria humana, mas, também, é o reprodutor inconteste das mortandades e extermínios - de seres humanos, de patrimônios, de riquezas, da justiça e dos direitos humanos ...
 
Logo, para o Brasil se tornar uma nação continental fragmentada (coisa que aconteceu com a URSS), dada a velocidade de seu colapso, sobre a inércia do controle político, a degeneração de sua defesa e concentração militar e o esgotamento de sua produção tecnológica e dispendiosa, teria que já ter "investido" em gastos militares, para elevar a sua densidade de defesa.
 
E o Brasil tem uma grande extensão territorial de fronteiras contíguas e de costas marítimas, além do seu espaçoso "mar das 200 milhas", por onde irá haver a "deterioração do seu poder militar e de controle". Visitar o link a seguir: http://www.militar.com.br/artigo-2270-A-Queda-Militar-do-Brasil-de-1985-a-2012

Como poderá o Brasil sustentar um regime ditatorial de pseudos “democratas” terroristas, guerrilheiros e sindicalistas, sem forças armadas ideologicamente coesas e alinhadas com o ideário comunista? Hoje temos uma administração anarquista e corrupta, sem capacidade para solucionar os mais prioritários problemas brasileiros ...
 
Este regime Petista não conseguirá garantir a segurança e a defesa nacional.
Atualmente a defesa territorial do Brasil é irrisória, no sentido de estar dotada de uma concentração maior em sua densidade de defesa (Visitar o link a seguir: http://www.militar.com.br/artigo-2270-A-Queda-Militar-do-Brasil-de-1985-a-2012).
 
Como os estados do norte e nordeste brasileiros são os maiores beneficiários do programa "Bolsa Família", já apresentando um viés de acomodação, e de apreciação, de um "salário repouso - sem reciprocidade trabalhista", são os estados que poderão "aderir" mais facilmente ao PNDH-3 e a um "sistema socialista sindical tropicalista".
 
Dilma foi eleita por cerca de quase 40 milhões de votos dos beneficiários do Programa Bolsa Família (entre beneficiários diretos e indiretos), na mais abjeta política de transferência de renda, para sustentação do poder político do país.
 
E tais estados (do norte e nordeste brasileiros) são os que menos contribuem para o PIB total do Brasil (de R$ 2,67 trilhões – 2007). Se tomarmos apenas os estados do sudeste e do sul vamos constatar que eles correspondem a cerca de 73,1% do PIB total do país. E representam os estados que já possuem uma longa tradição capitalista, correspondendo a geração de riquezas na ordem de R$ 1,95 trilhões (2007/08 – IBGE) e uma arrecadação em impostos na ordem de R$ 740 bilhões.
 
Mas, o Petismo não domina o Poder Técnico e nem o Poder Econômico do Brasil ... O Petismo não possui a capacidade administrativa mais importante, ligada ao desenvolvimento social, econômico, técnico e científico do Brasil.
 
Os quadros petistas possuem muito poucos especialistas e técnicos que conjugam com as estultícias bestiais de ignorantes metidos a governistas.
 
Vejam como o Petismo tratou o centro de pesquisas Comandante Ferraz na Antártica, nestes últimos 9 anos, segundo o link: http://estadao.br.msn.com/ciencia/instituto-perde-dados-de-40-projetos-de-pesquisa-ap%c3%b3s-inc%c3%aandio-na-ant%c3%a1rtida , Por Heloisa Aruth Sturm, de O Estado de S. Paulo, www.estadao.com.br , Atualizado: 27/02/2012 23:35, Instituto perde dados de 40 projetos de pesquisa após incêndio na Antártida.
 
Pelo histórico da ascensão e queda das nações os regimes parecidos ao do PT se “esfarofaram” em mais de 90% deles no máximo em 25 anos. O tempo de uma geração de completos analfabetos políticos, tanto em suas escolhas, quanto em suas intenções administrativas, e de domínios por potentados de corrupção e crimes lesivos: sociais, humanos, ambientais, soberania, econômicos, morais, militares, civis, técnicos e patrióticos.  
 
Notamos haver um “ciclo tentativo” de distribuição, e transferência de renda, no regime do Petista/Lulista, dinamizando o vício e o pecado capital da preguiça, o qual poderá migrar para um regime comunista anárquico, sob a administração de terroristas, guerrilheiros e sindicalistas, agora em 2012, com Dilma Rousseff eleita presidente com os 40 milhões de votos do Bolsa Família ... 

O que poderá haver com a implementação de um regime comuno-socialista, no entrechoque cultural e ideológico, entre os estados sul-sudeste e os estados norte-nordeste (ficando os do centro-oeste como contrapesos) é uma fragmentação da federação brasileira. Pois, não há forças armadas para sustentar um regime impositivo e que contrarie a liberdade natural do ser humano.
 
Se fizermos um ensaio numérico, com os padrões militares o lulismo/petismo terá que elevar o efetivo das forças armadas para 3,67 milhões de militares e ampliar seu gasto para Us$ 160 bilhões, para manter a equivalência com o padrão de defesa e concentração militar do menor país comunista da atualidade: CUBA.
 
Mas, o Brasil não é ilha e sim quase um “continente”, logo este perfil de sustentação militar, a um regime comunista, ainda será extremamente frágil para manter o país sob este regime por muito tempo ...

E a grande questão será: - o que virá depois, da “nova queda do comunismo anárquico”, no processo histórico brasileiro? 
 
Como o PIB brasileiro em dólares - Us$ foi de 1.067,5 bilhões (2007/8), o PT terá que passar a gastar com forças armadas de 1,5% do PIB total para 15% do mesmo, se realmente quiser expor toda a sociedade e a federação brasileira a um experimento psicopático e temulento.
 
A atual situação de conflitos entre as forças armadas e os governistas, após a crise da QUEDA MILITAR do país irá favorecer a fragmentação federativa, ou a reivindicação da autonomia dos estados capitalista, ou até o surgimento de estados novos e de ondas separatistas.
 
O que constatamos aqui é que os terroristas, os guerrilheiros e os comunistas, que são amantes de Fidel Castro, e que gostam de Cuba, como um ícone ideológico, são leigos em civilização, e são desinformados militar, política e industrialmente.
 
Podemos dizer que Lula, José Dirceu, Genoíno, Franklin Martins, as novas ministras da Dilma, o comuna Aldo Rebelo, os filósofos da “CUSPE”, os vermelhos do ministério da educação, do ministério da saúde, os que assumiram o ministério da justiça, e outros ministérios, a cambada de suporte ideológico ao MST, o pessoal do PT, PSOL, PC do B e outros bandos comunistas-partidários, do Lulismo e extra-Lulismo, propalam ideologias e afeições a líderes criminais (como Fidel Castro, Stalin e o neo-Hugo Chávez), que nem são capazes de compreender o significado psicopático de suas opções e escolhas ...
 
Talvez vivam de pequenos símbolos ou modelos de ideários mal compreendidos e que nos faz denotar a baixa qualidade das suas formações políticas e que exibem.

E que com tais precárias percepções, querem impor ao país um regime que já se frustrou e que experimentou as mais desoladoras práticas de injustiça e contra os reais direitos humanos.
 
Chico Buarque, Oscar Niemeyer, artistas globais e regionais, padres e bispos, jornalistas, empresários da corrupção, professores, filósofos, sociólogos e alguns militares (e muitos) estão enganados sobre Fidel, Cuba e o comunismo – são todos “psicóticos desinformados”.
 
Eles captaram percepções superficiais e medíocres, eles se eivaram num romantismo de amor às trevas, à mortandade e às crueldades sangrentas. Gente incapaz de efetivar uma demonstração da validade científica do modelo cubano ou do comunista.
 
O Petismo não soube levar a civilização brasileira, nos últimos 9 anos, a um porto seguro, ou ao paraíso do qual Lula se babou a divulgar aos seus eleitores aprisionados em currais – um interditado intelectual, moral e ideológico ...
 
E isto vem provocando uma inquietação sobre a visão do que pode vir a ocorrer se não houver um basta institucional, civil, militar e jurídico.
 
Muitos temem pela juventude, pelos filhos, netos, parentes e amigos. O futuro será mais incerto, não bastasse o caos e a complexidade dos problemas humanos e naturais que se avolumam, com as catástrofes ambientais e econômicas.
 
Abraços,
 
Lewton



Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!