As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 19-03-2012. Acessado 1137 vezes.
Título da Postagem:Orçamentos e gastos empresariais, Ei você aí, me dá um dinheiro aí
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 19-03-2012 @ 09:54 am
[ Avise alguém sobre este texto ]

Orçamentos e gastos empresariais: - Ei você aí, me dá um dinheiro aí ...

Tags: Orçamentos, modelo, consolidação, preços, precificação, gastos, despesas, custos, variáveis, fixos, ponto de equilíbrio, cortes, racionalização, competição, competitividade, receitas, faturamento, lucro, impostos, líquido, bruto, monitoramento, monitoração, administração, engenharia, perdas, prejuízos

Um lar é mais do que uma empresa, já que suas atividades "preparam pessoas para o presente e para o futuro". E toda atividade laboral material, mental e espiritual possui investimentos frente a resultados esperados.

As famílias são células "construtoras de gente" e por isso necessitam de investimentos de todas as formas possíveis: amor, compaixão, tolerância, disciplina, educação, saúde, segurança, alimentação, lazer e DINHEIRO.
 
O senso comum das pessoas nos diz que quem não cuida organizadamente de sua casa, jamais cuidará de uma empresa, de uma instituição, de uma prefeitura, de um estado e de um país. Se no modelo celular de família não sabemos cuidar das nossas necessidades, em vista de sonhos e esperanças, muito menos complexo e menos embaraçoso, não teremos capacidade de cuidar do que não é nosso exclusivamente e que pertence a várias pessoas e coletivos.
 
Um brasileiro médio, no país, precisará de um salário mínimo de R$ 2.323,21 para prosseguir nas atividades de "construção de gente". Ver notícia (1). E seu salário em média terá que ser capaz de pagar todas as suas contas e gastos, em face de suas obrigações e necessidades. Ver tabela a seguir da notícia (2).
 
PESO DOS GRUPOS DE PRODUTOS E SERVIÇOS - IBGE/IPCA
 
Tipo Gasto__Peso % do Gasto (até 31.12.2011)__Peso % do Gasto (a partir de 01.01.2012)
 
1. Alimentação e bebidas____________23,46________________________23,12
 
2. Transportes_____________________18,69________________________20,54
 
3. Habitação______________________13,25________________________14,62
 
4. Saúde e cuidados pessoais________10,76________________________11,09
 
5. Despesas pessoais______________10,54_________________________9,94
 
6. Vestuário_______________________6,94_________________________6,67
 
7. Comunicação____________________5,25_________________________4,96
 
8. Artigos de residência______________3,90_________________________4,69
 
9. Educação_______________________7,21_________________________4,37
 
10. Total________________________100,00______________________100,00
 
Assim como a nossa família possui gastos de sobrevivência as empresas também ...
 
Na simplicidade da família, as categorias de gastos (ou de contas a pagar) podem ser as nove categorias apresentadas pelo IBGE/IPCA. E o salário que recebemos é a RECEITA que temos (a faturamento líquido de empresa-casa) para que possamos sustentar os pagamentos de todas as necessidades individuais ou familiares com nosso salário mensal.
 
Todo mês nossas contas são quase as mesmas, e nossas economias, também, poderão ser. Tendo a responsabilidade de "monitorar" a evolução de despesas e de gastos (contas a pagar) vamos formando um histórico anual de rendimentos e de gastos, ao ponto de podermos "racionalizar e cortar despesas". Ou fazer investimentos com as sobras dos rendimentos mensais, os quais podemos colocar em poupança ou em fundos de investimentos.
 
As sobras no orçamento de família são o "lucro da administração responsável de despesas".
 
Numa empresa seu faturamento mensal é o produto da venda total das unidades de produção e/ou de serviços pelo seu preço médio de venda. E o preço médio é nada mais nada menos do que Preço = Lucro + Custos. Onde Lucro é a taxa que o capitalista atribui, sobre os preços de custos de seus produtos e serviços, e os Custos são o somatório de todas as despesas que temos para venda total das unidades de produção e/ou de serviços de nossa empresa.
 
No lar as categorias de despesas são as nove básicas apresentadas pelo IBGE/IPCA, e na empresa em função da natureza operacional e missão dela, as categorias de despesas serão aquelas que forem mais adequadas para a formulação de seus Preços de vendas e comercialização de produtos e de serviços.
 
Na empresas as categorias de custos (ou de despesas) podem ser Custos Variáveis - os quais variam com a variação da produção e os Custos Fixos - os quais NÃO variam com a variação da produção. E ao longo de alguns anos a empresa já possuirá um histórico de gastos, e despesas, suficiente para que se possa determinar de antemão um ORÇAMENTO para o ano vindouro.
 
No primeiro ano de uma orçamentação a aproximação do orçamento com os eventos reais de despesas será de quase 70% e nos outros 2 a 5 anos a empresa chegará a quase 100% de precisão entre o orçado e o real.
 
O orçamento é um ótimo instrumento para o "controle e regulagem dos gastos". Se surgir uma despesa não prevista ela, obviamente, não terá "orçamentação" para que seja assumida. Então, ela poderá ser "planejada" para o ano seguinte. Caso seja de alta prioridade examinar se algum empréstimo pode ser tomado ou retirado algum dinheiro de dado fundo de aplicações.
 
Todo orçamento, para o ano seguinte, deverá estar orçado até 31 de janeiro do ano fiscal corrente para ele.
 
Os cortes de gastos podem até serem feitos com antecedência, com base no orçamento que está sendo elaborado, bastando se examinar a validade de seu corte, com estudos de viabilidade das contingências que poderão ocorrer quando da eliminação de certo gasto ou despesa.
 
Os administradores poderão fazer “pressão” para redução de custos só “monitorando” a confrontação do “orçado com o contas a pagar”, sem terem que entrar nos méritos industriais de custos, perdas, desperdícios, má qualidade, baixa produtividade e etc ... E isto passa a ser um “serviço” para os grupos de engenharia.
 
O óbvio ululante de um orçamento é de que jamais poderá ser seu valor superior às receitas com as vendas e/ou aplicações.
 
Claro, voltando para o orçamento da família, se todo o gasto familiar for superior à massa salarial total dela, a mesma estará se endividando e não cumprindo seus compromissos junto aos seus credores.
 
Numa empresa ocorre o mesmo (assim como num município, num estado e num país).
 
Procurando explicar, como se fazem orçamentos nas empresas competitivas, para redução de custos e “monitoração” da confrontação do “orçado com o contas a pagar”, apresentamos uma modelagem para qualquer tipo de empresa.
 
No link ao lado temos o lançamento das despesas numa planilha consolidadora ...
 
 
Vejamos as categorias de custos aplicáveis:
 
Memorial de cálculos
 
Orçamento de instituição financeira para o ano 2010.
 
Data base: 26/mai/2010 - calculado para os últimos 7 meses de 2010;
 
Custos com mão de obra
 
1.1 alimentação
20 dias x
15 reais x
5 médias
= 1.500,00
1.2 cesta básica
10 cestas
200 reais x
= 2.000,00
1.3 comissões
Zero
1.4 diárias de viagens
2 pessoas x
5 dias x
50 reais
= 500,00
1.5 impostos trabalhistas
10 pessoas x
1176 reais x
= 11760,00
IRPF, PIS, fundo de garantia e INSS
1.6 lanches e café
2 lotes de compras x
60 reais
= 120,00
1.7 planos de saúde
10 pessoas medial saúde x
600 reais x
= 6.000,00
1.8 plano odontológico
Zero
1.9 pró-labore
De acordo com estatuto
6.400 reais +
2 conselheiros casuais 200 reais
= 6.600,00 +
1 reunião extra a cada 3 meses x
400 reais
= 7.000,00
1.10 salários
5 pessoas x
CLT
= 9.270 reais +
3 pessoas x
CLT
= 3.300 reais
= 12.570,00
1.11 uniformes
Zero
1.12 vale para funcionários
Zero
1,13 vale transportes
2,70 x 22 dias x 2 conduções x 3 pessoas
= 357,00 +
3 pessoas de 357 reais
= 714,00
1.14 previsão de férias
10 dias de férias adquiridas + 10 dias de abono pecuniário x
10 pessoas (sobre a folha de pagamento)
= 8.380,00 ano
1.15 13º salário
+ 1 folha de pagamento de 12.570,00 ano
+ encargos de 7.000,00
1.16 vale refeição
7 pessoas x
15 reais x
22 dias
= 2.310,00
+
3 pessoas x
15 reais x
22 dias
= 990,00
= 3.300,00
1.17 seguro de vida
7 pessoas x
7,43
= 52,04
+
3 pessoas x
7,43
= 22,29
= 74,33
 
Custos administrativos
 
2.1 água
7 pessoas
= 230 reais
+
3 pessoas
= 90 reais
= 320,00
2.2 água mineral
7 pessoas + associados
10 galões x
6 reais
= 60,00
+
50% do consumo atual
= 30,00
=90,00
2.3 aluguel
2.100 reais x correção de 5%
= 2.205,00
2.4 assinaturas de jornais e revistas
Jornal estado de são paulo + folha de são paulo + diário da região
= 122,80
= 122,80
2.5 brindes - anual
50 cestas de natal x
40 reais
= 2.000,00
+ previsões - dia do cooperativismo
5 computadores 1300 reais
5 dvds 300 reais
5 tvs 800 reais
5 liquidificadores 150 reais
5 forno elétrico 350 reais
= 14.500,00
+ 50 cestas
40 reais
= 2.000,00
= 18.500,00
2.6 celular
4 celulares x
125 reais
= 500,00
2.7 condomínio e garagem
Zero
2.8 educação e treinamento
1 congresso x 2 pessoas x
2000 reais
= 4.000,00
+
1 seminário regional x 2 pessoas x
700 reais
= 1.400,00
+
1 curso de 3 dias x 2 pessoas x
500 reais
= 1.000,00
= 6.400,00
2.9 gás de cozinha - anual
2 botijões x
42 reais
= 84,00
2.10 internet
1 manutenção do site 400 reais mês +
1 uol 31,90 +
1 terra 75,55
1 vivo internet 2 celulares modem x
100 reais ou 200,00 mês
= 707,45
2.11 iptu
Casa alugada 165,64 por 10 meses
= 138,03 por mês
2.12 ipva
Zero
2.13 luz
7 pessoas
240,03,00 mês
+
3 pessoas ==> 10%
= 24,00
= 264,03
2.14 material de escritório
1 lote mês de 420 reais
+
6 toner x 80 reais
= 480 reais
= 900,00
2.15 material de limpeza
1 lote mês 350 reais
2.16 medicamentos - anual
Kit de primeiros socorros
= 100,00
2.17 mercado - alimentos
Zero
2.18 serviços de correios e motos
1 lote mês 400 reais +
1 mala direta para 1.000 associados 2.600 reais
= 3.000,00
2.19 sistema de TV vigilância e alarme
1 lote mês de 145,60
2.20 telefone fixo
5 linhas 971,53 mês +
1 linha fax 102,89 reais mês +
1 contrato de manutenção telefonia 130 mês
= 1204,42
2.21 TV a cabo
1 lote mês de 119,69
2.22 mensalidade associativa de classe
Ancc 765 reais +
Aceo 224 reais
= 989,00
 
Custos operacionais
 
3.1 acessórios e peças de aparelhos
1 lote 500 reais mês +
Reposição de equipamento de informática 250 reais +
3 computadores x 520 reais + 1 servidor no-break 600 reais
= 1.870,00
3.2 acessórios e peças para veículos
Zero
3.3 combustível
Zero
3.4 embalagens
Zero
3.5 epi's
Zero
3.6 ferramentas
Zero
3.7 fretes e taxis
2 fretes ano x 1.000 reais
= 2.040,00 (170,00 reais mês)
+
5 taxis x 120 reais
= 600,00
= 770,00
3.8 gás veicular
Zero
3.9 iluminação e acessórios
1 lote de 90 reais por trimestre
= 30,00 mês
3.10 manutenção intranet
Zero
3.11 manutenção de software
1 lote mês 2.710 reais
+
1 migração para o sisbr 1.800 reais +
1 econsig 1615,26 trimestre ou 538,42 mês
= 5038,42
3.12 reformas - anual
Acessibilidade a portadores de necessidades especiais 2.000 reais +
Porta giratória 10.000 reais de aquisição
= 12.000,00
3.13 reparos
1 lote mês 100 reais
 
Compra de materiais e insumos
 
4.1 aparelho de som cd
Zero
4.2 ar condicionado
Zero
4.3 armários
2 armários de aço x 150 reais
= 300,00
4.4 arquivos metálicos
Zero
4.5 balcões
Zero
4.6 bebedouros
Zero
4.7 cadeiras
6 cadeiras comuns x 50 reais
= 300,00
4.8 chuveiros
Zero
4.9 computadores
Orçado em 3.1
4.10 divisórias
Zero
4.11 estantes metálicas
Zero
4.12 filtros
Zero
4.13 fogões
Zero
4.14 gás de cozinha
Orçado em 2.9
4.15 geladeiras
Zero
4.16 livros e manuais
1 livro de cooperativismo ou finanças por mês x
70 reais
= 70,00
4.17 mesas
1 mesa de reunião de 1.600 reais +
12 cadeiras de diretor 200 reais
= 4.000,00
4.18 microondas
Zero
4.19 monitores
1 lote de apresentação de palestras
= 3000 reais ano
4.20 mouses
Orçado em 3.1
4.21 sofás
Zero
4.22 teclados
Orçado em 3.1
4.23 torneiras
Orçado em 3.13
4.24 TVs
Zero
4.25 utensílios de cozinha - anual
1 cafeteira = 200 reais +
1 dz de copos = 100 reais +
1 dz de xícaras + 1 bule + 1 bandeja = 300 reais
= 600,00
4.26 cofre
1000 reais ano
 
Custos financeiros
 
5.1 cobranças
Honorários advocatícios 1500 reais mês
5.2 contas bancárias manutenção
1 lote mês de 350 reais
5.3 contas de investimentos manutenção
Zero
5.4 empréstimos
Zero
5.5 financiamentos
Zero
5.6 juros de empréstimos
Zero
5.7 multas gerais
Zero
5.8 tributos e impostos
Diretoria + assessoria
INSS 1240,00 mês
 
Custos de contratação de serviços
 
6.1 advocatícios
1 advogado 3250 reais (com 13º) - beltrano
6.2 avaliações e auditorias
1 lote control 12 x 459,00
= 459,00 +
1 plancoop 450,00 reais mês 6 meses
= 900,00 mês por 6 meses
= 1359,00 por 6 meses e depois
= 459,00 por 6 meses,
= 1558,00 mês
6.3 consultorias
1 lote 4050 reais mês + férias + 13º
= 4887,50 mês
6.4 contabilidade
1 lote 1965 reais mês + 13º
= 2128,75 mês
+
220 reais folha de pagamento
= 2348,75 mês
6.5 despachantes
Zero
6.6 gráfica
Formulários + panfletos + cartões + folders + manuais + cartazes + faixas
= 7200 por semestre
= 600,00 mês
6.7 informática
1 lote de 1000 reais mês
= 1000,00
6.8 jardinagem
Zero
6.9 manutenção elétrica
1 lote de 300 ano
6.10 manutenção hidráulica
Zero
6.11 manutenção mecânica
Zero
6.12 propaganda
O outro lado (cotia) 500 reais +
Distribuição de panfletos 500 reais mês +
Publicação de edital 50 mês
= 1050,00 mês
6.13 publicidade
1 lote de 3000,00 ano
6.14 dedetização
600,00 ano
 
=====> fim
 
ABRAÇOS,
 
LEWTON
 
=================
 
 
08/03/2012 - 15h29
 
Salário mínimo deveria ser R$ 2.323,21 para brasileiro arcar com despesas básicas
InfoMoney
 
SÃO PAULO - O brasileiro precisaria de um salário mínimo no valor de R$ 2.323,21 em fevereiro, para conseguir arcar com suas despesas básicas, de acordo com dados divulgados pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) nesta quinta-feira (8).
A entidade verificou que são necessárias 3,74 vezes o valor do salário mínimo vigente na data para suprir as demandas do trabalhador. O cálculo foi feito com base no mínimo de R$ 622, em vigor desde o mês passado.
Em janeiro, o valor necessário para suprir as necessidades mínimas do trabalhador era de R$ 2.398,82, sendo 3,86 vezes maior que o salário mínimo vigente.
O salário mínimo necessário é o que segue o preceito constitucional de atender às necessidades vitais do cidadão e de sua família, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, sendo reajustado periodicamente para preservar o poder de compra.
 
O IPCA nos gastos de Orçamentos Familiares
 
IPCA - ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AMPLO
 
Abrangência geográfica: Regiões metropolitanas de Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, Brasília e município de Goiânia.
Janeiro/2012 - Alterações Significativas: A partir de janeiro/2012 o IPCA passou a ser calculado com base nos valores de despesa obtidos na Pesquisa de Orçamentos Familiares - POF 2008-2009. A POF é realizada a cada cinco anos pelo IBGE em todo o território brasileiro o que permite atualizar os pesos (participação relativa do valor da despesa de um item consumido em relação à despesa total) dos produtos e serviços nos orçamentos das famílias. De julho de 2006 à dezembro de 2011 a base dos índices de preços ao consumidor era a POF de 2002-2003.
Verifiquem na tabela abaixo as alterações ocorridas:
PESO DOS GRUPOS DE PRODUTOS E SERVIÇOS
Tipo Gasto__Peso % do Gasto (até 31.12.2011)__Peso % do Gasto (a partir de 01.01.2012)
Alimentação e bebidas____________23,46__________________________23,12
Transportes_____________________18,69__________________________20,54
Habitação______________________13,25__________________________14,62
Saúde e cuidados pessoais________10,76__________________________11,09
Despesas pessoais______________10,54___________________________9,94
Vestuário_______________________6,94___________________________6,67
Comunicação____________________5,25___________________________4,96
Artigos de residência______________3,90___________________________4,69
Educação_______________________7,21___________________________4,37
Total_________________________100,00_________________________100,00
Nota: O IPCA/IBGE mede a variação dos custos dos gastos conforme acima descrito no período do primeiro ao último dia de cada mês de referência e no período compreendido entre o dia oito e doze do mês seguinte o referido instituto divulga as variações.



Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!