As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 13-08-2012. Acessado 1342 vezes.
Título da Postagem:Não é assim que se governa um país, precisamos derrubar o petismo
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 26-10-2012 @ 04:16 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

Não é assim que se governa um país: precisamos derrubar o petismo 

A sociedade brasileira já perdeu o respeito pelo petismo/lulismo e pelos políticos da tradição cleptocrata e agora começa a se agravar a descrença nos poderes instituídos da república.
 
O Petismo está "desmontando" o Brasil ou "torneando" a nossa paciência. Precisamos conhecer o estilo de administração de estado de François Hollande - o novo presidente socialista da França.
 
Poderíamos exigir uma "indenização por encontro de contas", do PETISMO, para o pagamento das mordomias do estado do "empreguismo estatal", inchado e ineficiente. Até que a princípio poderíamos admitir, caso houvesse "reciprocidade produtiva" do Petismo, em relação às nossas reivindicações, indenizações pelo efeito nefasto de administração irresponsável e desqualificada. Na base de que como somos administrados por charlatães cleptocratas, leigos em administração, ainda corrompidos com ideologia porcal-burrifuricular, de socialistas ignorantes e deserdados da boa ética e da boa moral.
 
Estamos na base da administração socialista-tropical-cleptocrata ... Vivemos numa latrocracia administrativa e perdulária.
 
O Petismo já carcomeu boa parte da vida de muitas pessoas. Só nos últimos 10 anos, nenhuma criança do Brasil, aprendeu o modo mais correto de administração pública e do estado. Toda uma geração de crianças e jovens nestes últimos 10 anos só assistiu leviandades técnico-administrativas, e o pior, ainda teve que vivenciar os maus exemplos da política e dos administradores da governança petista aqui e no furículo do Diabo.
 
São, portanto, cerca de 3.650 dias sem uma verdadeira, estadista e boa governança. Vários brasileiros de 24 a 54 anos de idade visualizaram a degeneração das instituições do país. E os senhores e senhoras de 55 a 94 anos não irão vivenciar um restabelecimento e nem as melhorias das práticas éticas da governança. E tão cedo todos os brasileiros viventes não verão organizações administrativas e partidárias com alta capacidade técnica, para enfrentar as disfunções do caos ambiental que já nos abate, e nem terão a capacidade de ir melhorando a qualidade de vida de toda a sociedade.
 
Alguns especialistas em administração científica do estado apontam mais de 30 itens distorcidos que estão fazendo o Brasil descer no declive da sarjeta de sub-civilizações, e que estão levianamente camuflados nas cortinas de fumaça jogadas pela mídia cooptada e que desviam a objetividade da sociedade.
 
Vejamos alguns itens distorcidos da governança mais incapaz já ocorrida no Brasil:
 
1. Sem capacidade técnica, nobreza ética e moralidade,
 
2. Não expurgou os "quarenta e tantos" ladrões do PT do mensalão,
 
3. Não criou a Comissão da Verdade Real para indenização às famílias dos militares mortos no regime militar,
 
4. Colocou Dilma com fórceps para administrar o país, como um total mau exemplo, em dignidade e moral para a presidência - isto foi uma ofensa. Dilma merece prisão e condenação pelos seus atos de terrorismo,
 
5. Não apurou com rigor contábil os gastos com cartões corporativos e nem acionou os delinqüentes para a devolução das despesas ilegais,
 
6. Prossegue esvaindo dinheiro do contribuinte no pagamento de "bolsa ditadura", sem cogitar sua extinção, para todos os "ilegais do comunismo" que foram prestigiados,
 
7. Não abriu sindicância para ressarcimento dos proprietários lesados pelas invasões do MST,
 
8. Não abriu sindicância para a devolução das verbas públicas aplicadas nas ongs fajutas,
 
9. Reluta em efetivar a demissão de 50% dos contratados para cargos de confiança (e sem concurso),
 
10. Reluta em estabelecer a verdade com o julgamento e condenação dos assassinos de Celso Daniel e do Toninho do PT,
 
11. Não abriu sindicância para estabelecer a verdade para a revogação das demarcações ilícitas das reservas indígenas, principalmente a de Roraima - Serra do Sol,
 
12. Não efetivou a condenação das FARCs como facção terrorista,
 
13. Não promoveu a revogação dos processos de privatização ilícitos, ocorridos no governo de FHC e no seu próprio,
 
14. Veio estabelecendo artimanhas e obstruções para evitar que ocorresse um julgamento isento e a prisão dos mensaleiros e coligados,
 
15. Permaneceu na insistência de manutenção da terrível prática predatória de nomear políticos desqualificados, para ministros, secretários e comissões,
 
16. Continua a manter militantes em exercício ilegal de profissões e atividades públicas,
 
17. Não tem se pronunciado para a devolução de 2% do PIB de cada ano, pelo excesso de gastos públicos, sem retorno de qualidade em serviços e obras,
 
18. A oposição não efetiva pedido de Impedimento da Dilma por não ser pessoa ilibada, e ainda em transgressão de diversos estatutos da sociedade, dentre eles o dos IDOSOS (dos aposentados com mais de 1 SM), com achatamento salarial por desvios de finalidade de verbas,
 
19. Acentuou o desguarnecimento militar do país, empobrecendo suas Forças Armadas, e seu pessoal, com achatamento salarial por desvios de finalidade de verbas,
 
20. A oposição não efetiva o pedido de Impedimento da Dilma por incapacidade e temeridade administrativa,
 
21. Não apurou com rigor contábil os gastos e nem exigiu a devolução dos gastos excessivos com o avião presidencial e suas comitivas imprestáveis,
 
22. Não promoveu a ressurreição de todos os mortos por epidemias, por acidentes nas estradas e por precariedade dos serviços públicos de saúde,
 
23. Não irá fazer a reposição de 3.650 dias no calendário da civilização brasileira, por perda de tempo, de recursos e das esperanças, devido a "inutilidade governista" revelada,
 
24. Não licitou corretamente as obras do PAC, da Copa de 2014 e das obras para as olimpíadas de 2016 - sem as empreiteiras maranhenses, mineiras, baianas, pernambucanas e outras Deltas Engenharia da vez,
 
25. Não baixou os impostos em pelo menos em 8%, já que desde 1985 eles subiram de 26% do PIB para 38% do mesmo,
 
26. Não fez a reforma da educação brasileira, e sem os acadêmicos "mequianos" (do MEC) surreais,
 
27. Não fez a reforma tributária,
 
28. Não vai indenizar todas as vítimas da violência pública, só os terroristas e criminosos (comunistas stalinistas) "escolhidos" pela Comissão da Verdade,
 
29. Não vai dar "pão e escola" ao povo - pois "diversão" nós já temos,
 
30. Não sustou a tempo o volume crescente da corrupção, tendo-se roubado dos contribuintes brasileiros cerca de R$ 720 bilhões (cerca de 8 vezes o atual - 2012 - orçamento do ministério de saúde) nos últimos 10 anos ou 3.650 dias,
 
31. Não foi capaz de criar sustentação da economia, está deixando o país se desindustrializar, fazendo precarizar a qualidade do emprego e sua oferta, e deixou a inflação crescer por meio de seus programas sociais de "transferência de renda",
 
32. Esta fazendo a dívida pública do país saltar para cima de R$ 2 trilhões, fazendo com que cada brasileiro e brasileira, de todas as idades, tenham uma dívida a pagar de R$ 10.000,00 por cidadão (ã), http://www.opovo.com.br/app/politica/2012/03/08/noticiaspoliticas,2797883/divida-publica-do-brasil-pode-ultrapassar-os-r-2-trilhoes-em-2012.shtml. Caso clássico de administração por endividamento e que não vai a falência por que ninguém cobra a dívida pública.
 
Todos nós deveríamos cobrar uma administração científica, na lógica da economia, da qualidade e da produtividade.
 
Cada brasileiro está devendo R$ 10 mil, como sua cota na dívida pública por escolher, votar e se deixar governar por mentecaptos leptocratas. E deixarmos estes vagabundos, da administração petista, rirem e tripudiarem da sociedade, das leis e das instituições – com o dinheiro da contribuição dos impostos de brasileiros trabalhadores e de empreendimentos responsáveis – com o suor, esforços, lágrimas e sangue dos brasileiros (tem brasileiro morrendo em acidentes e esforços de trabalho, para manter, também, esta corja de inúteis) – brasileiros que geram a riqueza do país.
 
A governança do PT finge que trabalha e se faz de falsa seriedade administrativa e competitiva - prestidigitadores da falsidade ideológica permanente. O PT administra por propagandas enganosas e abusivas, e fora do Código do Consumidor, a margem de vários Estatutos e ignorando a Constituição Federal.
 
Estes 32 itens acima provocam um acréscimo de despesas, disfunções e retrocessos administrativos, que chegam, em nossas contas, a mais de 20% do PIB por ano, repercutindo na vida do cidadão, onerando-o com demandas permissivas e perniciosas de alternativas e/ou de atitudes adicionais para sobrevivência, quando boa parcela delas, se em boa governança, não existiria. A demanda de disfunções fica cada vez pior e mais draconiana, a cada ano (+ 365 dias) que passa sem administração científica do estado. 
 
O crescimento populacional faz cada vez mais pressão nos serviços públicos sem a sua reciprocidade técnica e administrativa correspondente, e nesta era de governança petista, o Brasil recebeu das cegonhas mais de 20 milhões de bebês brasileiros, em 3.650 dias da decrépita governança.
 
Dilma está em plena ação de ESTELIONATO ELEITORAL ...
 
FORA DILMA, E URGENTE! Embarque no seu Trem Bala para o raio que a parta - em vários cacos “imontáveis”.
 
Então, devemos nos esforçar para "revogar" administração Petista, pela sua incapacidade individual e de conjunto, de coordenação e de precários resultados, nestes últimos 3.650 dias, pela nossa intransigência com a corrupção, a indolência e a temeridade. Vamos ser intransigentes com a incompetência administrativa de aventureiros e gente em exercício ilegal da profissão, na des-organização do estado.
 
O BRASIL NÃO PRECISA DO PETISMO E NEM DE POLÍTICOS PREDADORES PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO PAÍS.
 
====================================================================
 
O QUE VOCÊ DIRIA SE TUDO QUE O PT NÃO FEZ, FOSSE POSSÍVEL FAZER ALGUMA COISA EM 56 DIAS? ACHA QUE 56 DIAS É POUCO?
 
A tradição brasileira na administração do estado é de que toda sua "lua de mel" com a sociedade dura 100 dias ... Mas, 100 dias é demora demais para quem é competente, pelo menos na armação de seu plano de futuro e de governo. O PT (Lula e Dilma) não fez nem uma coisa e nem outra. Vejamos o que FRANÇOIS HOLLANDE, presidente da França acaba de fazer em 56 dias administrativos.
 
======================================================================
 
Fonte: UM EXEMPLO A SER SEGUIDO. Doc. 194 – 2012
 
www.fortalweb.com.br/grupoguararapes - Grupo Guararapes - Estamos Vivos!
 
Isto é o que fez o François Hollande (presidente da FRANÇA) (não palavras ... ações) ... em 56 dias no cargo:
 
- Suprimiu 100% dos carros oficiais e mandou que fossem leiloados; os rendimentos destinam-se ao Fundo da Previdência e destina-se a ser distribuído pelas regiões com maior número de centros urbanos com os subúrbios mais ruinosos.
 
- Tornou a enviar um documento (doze linhas) para todos os órgãos estaduais que dependem do governo central em que comunicou a abolição do "carro da empresa" provocativa e desafiadora, quase a insultar os altos funcionários, com frases como "se um executivo que ganha € 650.000/ano, não se pode dar ao luxo de comprar um bom carro com o seu rendimento do trabalho, significa que é muito ambicioso, é estúpido, ou desonesto. A nação não precisa de nenhuma dessas três figuras".
 
Fora os Peugeot e os Citroen. 345 milhões de euros foram salvos imediatamente e transferidos para criar (a abrir em 15 ago 2012) 175 institutos de pesquisa científica avançada de alta tecnologia, assumindo o emprego de 2560 desempregados jovens cientistas "para aumentar a competitividade e produtividade da nação."
 
- Aboliu o conceito de paraíso fiscal (definido "socialmente imoral") e emitiu um decreto presidencial que cria uma taxa de emergência de aumento de 75% em impostos para todas as famílias, líquidas, que ganham mais de 5 milhões de euros/ano. Com esse dinheiro (mantendo assim o pacto fiscal) sem afetar um euro do orçamento, contratou 59.870 diplomados desempregados, dos quais 6.900 a partir de 1 de julho de 2012, e depois outros 12.500 em 01 de setembro, como professores na educação pública.
 
- Privou a Igreja de subsídios estatais no valor de 2,3 milhões de euros que financiavam exclusivas escolas privadas, e pôs em marcha (com esse dinheiro) um plano para a construção de 4.500 creches e 3.700 escolas primárias, a partir dum plano de recuperação para o investimento em infra-estrutura nacional.
 
- Estabeleceu um "bónus-cultura" presidencial, um mecanismo que permite a qualquer pessoa pagar zero de impostos se se estabelece como uma cooperativa e abrir uma livraria independente contratando, pelo menos, dois licenciados desempregados a partir da lista de desempregados, a fim de economizar dinheiro dos gastos públicos e contribuir para uma contribuição mínima para o emprego e o relançamento de novas posições sociais.
 
- Aboliu todos os subsídios do governo para revistas, fundações e editoras, substituindo-os por comissões de "empreendedores estatais" que financiam ações de atividades culturais com base na apresentação de planos de negócios relativos a estratégias de marketing avançados.
 
- Lançou um processo muito complexo que dá aos bancos uma escolha (sem impostos): Quem proporcione empréstimos bonificados às empresas francesas que produzem bens recebe benefícios fiscais, quem oferece instrumentos financeiros paga uma taxa adicional: é pegar ou sair.
 
- Reduzido em 25% o salário de todos os funcionários do governo, 32% de todos os deputados e 40% de todos os altos funcionários públicos que ganham mais de € 800.000 por ano. Com essa quantidade (cerca de 4 milhões) criou um fundo que dá garantias de bem-estar para "mães solteiras" em difíceis condições financeiras que garantam um salário mensal por um período de cinco anos, até que a criança vai à escola primária e três anos se a criança é mais velha. Tudo isso sem alterar o equilíbrio do orçamento.
 
Fonte: UM EXEMPLO A SER SEGUIDO. Doc. 194 – 2012 /
 
www.fortalweb.com.br/grupoguararapes  - Grupo Guararapes - Estamos Vivos!
 
Site do grupo de militares das forças armadas (Marinha, exército e aeronáutica) e civis de todo o Brasil ...
==========================================================
 
Abraços,
 
Lewton



Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!