As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 23-08-2012. Acessado 863 vezes.
Título da Postagem:As defesas do Mensalão e da CPI do Cachoeira, parecem versões de estupradores 2
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 23-08-2012 @ 12:46 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

As defesas do MENSALÃO e da CPI do CACHOEIRA: parecem versões de estupradores 2
 
Peço desculpas a todos (as) que se magoarem com nossa versão sobre os depoimentos do MENSALÃO e da CPI do CACHOEIRA. Pilhas e pilhas de advogados de defesa mentirosos e descaracterizados moralmente. Ô profissão para descaracterizar moralmente seu exercício, quando por dinheiro, e muito, advogados “honestos com a verdade” se sujam para defenderem bandoleiros ... Coisa bem hipócrita!

A conclusão que chegamos é que os bandidos, e comparsas de Ali Babá, e do Carlos Cachoeira, são anjos inocentes. Que maldição eles passam. Um punhado de acusações para um punhado de crápulas, que os deixa deprimidos (embora muitos riem da tentativa institucional da justiça mostrar que está a fazer justiça). E tudo isto com os custos exorbitantes da tal operação, com pagamento de dinheiro vindo dos impostos dos contribuintes (só os que contribuem).
 
Mas, aproveitando as décimas e centésimas versões, e o silêncio dos inocentes, me faz recordar uma estória policial contada nos anos 1960. Um sujeito asqueroso apareceu numa cidade provinciana e encantou-se com as jovens soltas e alegres, coisa comum em cidades do interior.
 
Era fugido da polícia e estava "migrando" para lugares mais seguros. E ficou deslumbrado com tanta beleza "desgarrada e sem vigilância". E espreitou à noite alguma "descuidada" para um ataque brutal.
 
Certa hora vislumbrou uma jovem que caminhava distraída por entre as alamedas próximas à praça. A abordou e essa não pôde gritar, já estava abafada pela mão do criminoso. Ia ser violentada, escorada ao muro, na penumbra que caia à margem da rua, na fraca iluminação pública.
 
Foram momentos críticos e quase eternos, quando um cachorro, que brincava com dois jovens, correu para aquela direção, numa embalada divertida e abrupta, perseguido pelos jovens. 
 
Fizeram um flagrante e bem a tempo para evitar o estupro. Atônitos gritaram ao criminoso, para parar com aquilo, senão seria agredido com pedaços de troncos de galhos e pedras. O meliante estancou, surpreso e já com o membro de fora a acusar o intento.
 
Os jovens chamaram a polícia, com o criminoso sob ameaça, sem deixá-lo escapar da cena armada. A jovem estava caída e desmaiada, quando o delegado chegou, já dando voz de prisão ao bandido. E perguntou aos jovens o que eles viram. E disseram que o criminoso estava quase consumando um estupro na menina. E o meliante respondeu que não estava. E eles tornaram a afirmar que sim.
 
Na delegacia o meliante disse ao delegado que ele ia mijar e se os jovens não aparecessem ele mijaria sem querer na mocinha caída, a qual ele não tinha visto até então. E isso em pleno flagrante.
 
O advogado da "porta da cadeia" aceitou Cr$ 30,00 para defender o estuprador. E em vários interrogatórios as versões se sucediam em situações inusitadas:
 
1ª - Ele ia mijar e se os jovens não aparecessem ele mijaria sem querer na mocinha caída, a qual devia ter passado mal por alguma razão que desconhecia; 
 
 
2ª - Ele ia mijar quando a moça foi passando viu seu membro e desmaiou;
 
3ª - Ele foi perguntar a ela onde havia uma pensão barata e seu membro saiu para fora, porque o fecho da calça estava com defeito, e a moça viu seu membro e desmaiou;
 
4ª - A moça vinha correndo do cachorro e ele estava começando a mijar e a moça viu seu membro e desmaiou, quando os dois moleques apareceram;
 
5ª - Os jovens estavam correndo atrás da moça, com o "feroz cachorro", e ela com falta de fôlego caiu no chão desmaiada junto a ele que estava arrumando a camisa, para dentro da calça, quando seu membro saiu para fora;
 
6ª - Os jovens estavam "namorando" quando a jovem os viu e desmaiou, e ele ficou excitado com a cena e o cachorro lambia o rosto da moça caída no chão;
 
7ª - Os três estavam em "conluio amoroso" e o cachorro chamou a atenção dele, com os latidos, a moça desmaiou de susto, mas como o fecho da calça estava com defeito, seu membro saiu para fora;
 
8ª - A moça era uma sem vergonha que o convidou para um RALA-RALA no muro, mas quando viu o seu membro para fora desmaiou;
 
9ª - O delegado está "comprado", esses dois moleques são filhos de fazendeiros, e ele está acobertando a tentativa de estupro da moça, e o cão estava de "vigia", quando ele foi mijar no muro terminou vendo a cena;
 
10ª - Na verdade os dois moleques pediram para ver o membro dele, quando a moça passou e viu a cena se apavorou e desmaiou, e o cachorro estava passando e começou a latir para acordá-la.
 
Em todos os interrogatórios o advogado fazia a argumentação para "minimizar" o impacto do caso, e "aliviar a pressão social" que já acontecia contra o "estuprador". E cada vez intervia a favor de seu "cliente" com nova versão. Desqualificou os jovens, desqualificou a "honra" da mocinha, desqualificou o delegado e as leis do país.
 
O delegado havia pedido "busca" sobre o meliante na repartição de serviço policial, que a metrópole mantinha nas cidades do interior pouco mais populosas. E, finalmente, chegou a "ficha criminal" do sujeito asqueroso. Era procurado por diversos "estupros" e já tinha cumprido pena por pedofilia.
  
Os defensores dos perseguidos políticos são sujeitos que não respeitam a instituição que representam, não se dão ao respeito e agem como o advogado de "estupradores", como qualquer simplório advogado de porta de cadeia de Cr$ 30,00. Mas todos têm direito de defesa. E tome desconstrução e desmonte da capacidade técnica do Ministério Público e dos seus promotores.
 
É lícito desde que às expressões tenham respeitabilidade à nobiliarquia e a situação posicional da autoridade. E agora com todo "prestígio" de um advogado de defesa é de um SUBVERSIVO em suas obrigações técnicas no campo do DIREITO, diante do significado JURÍDICO de sua "necessidade” de defender aquela coleção de perseguidos políticos. A justiça está perseguindo politicamente muitos inocentes?
 
Alguns especialistas em ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL dizem que o Ministério da Justiça, no Poder Executivo, é uma ABERRANTE afronta à INDEPENDÊNCIA DOS PODERES, e que deveria ficar no JUDICIÁRIO e seu ocupante ELEITO pelo povo.
 
Inclusive para a JUSTIÇA ter seu compromisso MORAL com o povo, que lhe paga os honorários - e bem pagos! Entretanto está lá o mais alto cume de autoridades jurídicas do STF a tentarem condenar os crápulas do Petismo e do Lulismo.
 
Boa parte da confrontação jurídica dos crimes do mensalão e de corrupção política, junto a Carlos Cachoeira, por exemplo, deveria ter sido minimizada pelo Ministério da Justiça, apêndice e cúmplice do Poder Executivo. Tinha que estar no Poder Judiciário, para estes dois poderes pudesse, de fato, ser independentes, pelo menos no papel.

Pode ser total ignorância, de uma grande parcela de observadores, mas um advogado que se desonra com comportamentos procrastinadores, e arbitrários, na provocação de celeumas retardatárias, e "fora do espírito moral da lei", parece mostrar que a carreira de advogado se torna um peso moral gravíssimo, nos ombros de defensores de agentes de sistema corrompidos e contumazes em corrupção.
 
Como poderemos respeitar um profissional que se "desqualifica" a si mesmo? E os pulhas que defendem são os tipos de "homens de confiança" do LULISMO e que de modo contumaz vieram destruindo as instituições brasileiras?
  
São os "homens de confiança" da politicalha, que precisam de um modo ou de outro ser submetidos a um "ajuste de contas" ético, moral, da honra e do Direito perante a sociedade brasileira e internacional. Não há suporte moral suficiente que dê apoio às argumentações de defesa, que não seja o de colocar toda esta corja de bandoleiros, num polígrafo, ou numa seção monitorada de soro da verdade, ou de regressão hipnótica, em vista de reduzir custos, demandas duvidosas, reduzir tempos e aumentar as chances de condenação certeiras e eficazes.
 
Somos o país da impunidade e por isso somos um PAÍS PÁRIA: matam-nos em metrôs, nos expatriam humilhados, riem das trapalhadas políticas, desconfiam de nossa idoneidade, querem tomar da gente o que não sabemos cuidar, se arvoram em tutelar nossas causas e coisas, se saciam materialmente da nossa ignorância, aliciam vendilhões escrotos e criminosos para nos espoliar ... etc.           
 
E no final todos esses subversivos - distorcem a lei e os fatos - são ESTUPRADORES da sociedade, "enfeitando" seus crimes com versões simplistas para otários, se acomodarem em crenças de que a justiça foi feita.
 
Desde o ESCÂNDALO DOS ANÕES DO ORÇAMENTO somos levados a ENGOLIR VERSÕES de criminosos hediondos, como as de João Alves - que "ganhou" várias vezes na loteria, "lavando dinheiro" do povo - até agora, ao Dossiê sobre as contas de FHC, em que até Miniscroto da Justiça da época Tarso genro "minimizou e justificou" tal crime como versões de um COMPARSA, na figura de CO-AUTOR - coisa de "Autoridade" brasileira.
 
E estamos assimilando as versões do Paulinho (aquele da Força Sindical) no BNDES, da Política Indígena, da Destruição Amazônica, dos Cartões Corporativos, dos gastos secretos da presidência, das ONG's inúteis desviando dinheiro público, dos Waldomiros, dos Josés Aparecidos, dos furto de dados sigilosos da Petrobrás, da decadência administrativa dela, da conivência com as FARC's, dos Correios e do IRB, do desvio de dinheiro para paraísos fiscais, do desvio de verbas da merenda escolar, das mortes em filas do INSS, da aniquilação dos aposentados com mais de 1 salário mínimo, do desmantelamento da forças armadas, da epidemia genocida de dengue, da CIA revelando saldo de pilhagem LULISTA de US$ 2 bi, das mortes em filas de hospitais, nas estradas, da insegurança pública e muitos outros itens. 
 
E, ainda, quase todos os "homens de confiança" do LULISMO têm "fichas criminais asquerosas", alguns foram guerrilheiros que queriam "exterminar a Democracia", e que nos parecem mais com OS ESCROTINHOS das tiras em quadrinhos. E estão exterminando a Democracia das Diretas Já, que criaram sem nenhum espírito de ordem e progresso.
 
Desde 1985 o país é pilhado pela politicalha maldita que veio para defenestrar a nação ... Hoje somos um PAÍS POTÊNCIA: da IGNORÂNCIA, da DOR, do SOFRIMENTO e da MORTE.
 
Aquela GUERRILHA continua, mas admitida num CONTEXTO DEMOCRÁTICO, parece ter VENCIDO, com sua arma da CORRUPÇÃO e da COMPRA de valores, das idéias, da honra, da justiça ... Mas o DINHEIRO é nosso, pois só nós é que trabalhamos - pagando impostos a 40% do PIB.
 
Talvez o “Chapolin Colorado” venha nos salvar. Enquanto isso, a sociedade continuará sendo ESTUPRADA pelos ESCROTINHOS, e estes defendidos por seleto grupo de diabólicos defensores da falsidade ideológica.
 
Abraços,
 
Lewton



Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!