As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 30-10-2012. Acessado 665 vezes.
Título da Postagem:Se a rotina no casamento aumenta o enfado, na empresa tem que aumentar a eficiên
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 30-10-2012 @ 12:31 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

Se a rotina no casamento aumenta o enfado, na empresa tem que aumentar a eficiência

Tags: Gestão, rotina, informações, indicadores de controle, metas e métodos, objetivos e medidas, supervisão dos 30 dias, processos, PDCA, JUSE, União japonesa de engenheiros e cientistas, administração científica, administração, item de controle, item de verificação, eficiência, melhoria contínua, qualidade, produtividade, economia, 6M, 4M, 3MU, planejamento estratégico, fechamento mensal, balanço mensal

A Gestão Científica da Rotina, é o procedimento da “supervisão dos 30 dias”. Ou seja, é o monitoramento diário de todos os indicadores que fazem parte do processo administrativo – p/ o fechamento do mês.
 
Se esperarmos o fim do mês, terão passados pelo máximo de 29 a 30 dias, para constatarmos que acumulamos perdas / prejuízos, e quando procuraremos saber sobre o que deu ERRADO.
 
A Gestão Científica da Rotina nos obriga a supervisionarmos o desenvolvimento do dia-a-dia dos processos da empresa: administrativos, tecnologia, produção, qualidade, produtividade, custos, vendas, compras, recursos humanos, finanças, litígios judiciais e etc. E funciona como medida emergencial preventiva, contra a acumulação de desordens e disfunções: funcionais, operacionais e administrativas – durante o mês vigente.
 
Para isto necessitamos criar uma organização, e um sistema “ordenal”, justapostos ao organograma da empresa, com indicadores para todos os setores e departamentos. Estes indicadores devem ser ordenados na lógica de Item de Controle e Item de Verificação, com seus valores, métodos de alcance e métodos de medidas.
 
Veja um exemplo de um sistema ORDENAL da rotina: http://www.administradores.com.br/informe-se/producao-academica/sistema-ordenal-pleno-de-gestao-da-rotina/5159/
 
A Gestão Científica da Rotina representa o ciclo de gestão do P-D-C-A, onde: P – planejamento de ações e padrões, D – fazer ou executar segundo o P, C – Checar ou verificar os resultados, avaliando a conformidade dos processos e procedimentos, segundo P e C, e A – Atuação ou ações corretivas, para os resultados que deram errado – FORA DAS METAS – criar prevenção e melhorias. Retornando ao P no ciclo seguinte – c/ as Melhorias a serem aplicadas.
 
Ver detalhamento no link: http://www.administradores.com.br/informe-se/producao-academica/sistematica-simples-da-gestao-cientifica-da-rotina-apresentacao-em-pps/5157/
 
Na Gestão Científica da Rotina o ciclo do P-D-C-A, representa a PADRONIZAÇÃO das atividades empresariais.
 
A padronização garante a repetibilidade dos resultados, ‘ancorando’ os fatores que se correlacionam a tais resultados, permitindo que as melhorias sejam planejadas e aplicadas. E ela assegura a estabilidade do controle da qualidade, da produtividade e da economia - Garante a Melhoria CONTÍNUA.
 
A Gestão Científica da Rotina ajuda na otimização dos custos, e na possibilidade de melhor precificação dos produtos.
 
Os custos da QUALIDADE, são entendidos como os custos das falhas internas, custos da falhas externas, custos de prevenção e custos de correções. Sem a gestão da rotina as falhas e suas origens não serão conhecidas, nem os custos de suas correções e muito menos os custos de prevenção – bloqueios pela padronização. E sem este sistema gerencial jamais haverá o dito planejamento estratégico, nem tampouco alguma derivação estratégica, raciocinada e otimizada dos negócios e para os novos negócios.
 
A Gestão Científica da Rotina tem que ser transformada em visualizações gráficas para nos ajudar na Melhoria Contínua, partindo de um precário grau de controle gerencial, o grau G-68 para a melhoria limite de um processo, até o grau G-100. Notamos que quanto maior o grau de controle gerencial, menor é o custo total das operações, menores serão os custos de falhas, em compensação de um pouco maior o custo de prevenção = prevenir é melhor do que corrigir...
 
Veja "O Método SAMEX" que trata da operacionalização técnica da Gestão Científica da Rotina, com seu Sistema "ORDENAL" e as regras corretas de implantação de uma agenda administrativa de controle da empresa no seu dia-a-dia.
 
Veja no link: http://www.administradores.com.br/informe-se/producao-academica/metodo-samex-de-gestao-profissional-da-rotina-empresarial-segundo-a-juse/5158/
 

Abraços,

Lewton




Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!