As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 01-05-2013. Acessado 698 vezes.
Título da Postagem:Os +70 momentos de corrupção, subornos e superfaturamentos no Brasil
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 01-05-2013 @ 09:32 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Tags: corrupção, subornos, superfaturamentos, desvios de verbas, má condutas
Os +70 momentos de corrupção, subornos e superfaturamentos no Brasil
 
Conheça os momentos de trapaças em atividades nos serviços públicos / políticos no Brasil...

O PT e coligados desviaram em 10 anos, mais de R$ 720 bilhões (ou 72% de R$ 1 trilhão - mais do que o PIB do país em 2004). Dinheiro que não foi a fins aplicáveis em materiais e recursos de apoio à vida social do povo brasileiro. Neste período o Banco Central do Brasil detectou um aumento de "milionários" e de remessas de dinheiro aos paraísos fiscais.

Analisamos quase todas as operações dos estados e municípios e constatamos mais de 70 "momentos" em que são realizados a corrupção, o suborno e o superfaturamento.

Listão do diabo - instruções aos seus discípulos - faça trapaças nos momentos de (da):

Ordem X momentos para trapaças X oportunidades para desvios

1 abertura de empresas;
2 acordos para emitir pareceres técnicos ou jurídicos;
3 aplicação do senso crítico de justiça e eqüidade;
4 aprovações de contas públicas e de governos;
5 aprovações para motoristas de veículos e obtenção da carteira de habilitação;
6 aumentar impostos para cobrir gastos descontrolados;
7 autorização de licenças de operação de empresas;
8 autorização para funcionamento de cursos técnicos e de nível superior;
9 autorização para funcionamentos de estabelecimentos educacionais;
10 balanços de contas públicas;
11 cálculos de custos e valores de projetos e obras públicas;
12 candidatura a cargos eletivos do executivo, do legislativo e indicações do judiciário;
13 concepção de leis – com aplicação socialmente onerosa e retroativa;
14 concepção e de votação de leis para benefícios da sociedade;
15 concessão de certificados de filantropia;
16 concessão de empréstimos para empreendimentos inconsistentes;
17 concessão de estações de rádio e televisão;
18 concessão de serviços públicos a terceiros;
19 concursos públicos para os 3 poderes, para os estados e os municípios;
20 contratação de notórios especialistas;
21 controle nos postos de fiscalização rodoviária, ferroviária e em serviços aduaneiros;
22 credenciamento de profissionais de qualificação duvidosa;
23 criação de cargos públicos com bons salários, condição intocável, temporalidade semivitalícia e mordomias;
24 criação de CPI e de elaboração de relatórios respectivos;
25 criação de secretarias, ministérios, comissões e conselhos para perpetuar poderes e grupos;
26 cumprimento do dever constitucional, moral e cívico;
27 defesa moral e ética de envolvidos em crimes e delitos;
28 divulgação de resultados e de indicadores de governos;
29 documentações e certificações de terceiros para prestação de serviços às instituições públicas;
30 efetuar o orçamento da união, dos estados e dos municípios;
31 elaboração de projetos de leis;
32 emissão de certificados ambientais;
33 estudos e pesquisas para fundamentação de argumentos para leis, projetos e obras;
34 exercício parlamentar de corruptos, gazeteiros e improdutivos;
35 faturamento de compras e empenhos;
36 fechamento de empresas;
37 fiscalização da situação tributária e fiscal de empresas;
38 fiscalização de obras;
39 fiscalização e defesa do meio ambiente;
40 fundamentação de valores e custas para precatórios;
41 gastos públicos e discriminação de despesas;
42 julgamento de processos com venda de sentenças;
43 liberação de alvarás;
44 liberação de FGTS e na concessão de aposentadorias;
45 liberação de habeas corpus;
46 liberação de verbas públicas;
47 licitações públicas e tomadas de preços;
48 liquidação de massas falidas;
49 litígios e multas trabalhistas para extorquir empresas produtivas;
50 multas ambientais;
51 multas de trânsito;
52 multas fiscais e tributárias;
53 nomeação de pessoal para cargos públicos: nepotismo, nepotismo cruzado e fisiologismo;
54 nomeação de políticos para cargos estratégicos, de soberania nacional e de respeito ao povo;
55 obtenção de empréstimos em bancos de desenvolvimento e fomento;
56 pagamento de fornecedores e de terceirizados;
57 pagamento de precatórios;
58 permissão de políticos suspeitos, sob investigação, para campanhas eleitorais;
59 posse de dossiês escabrosos para elucidação de práticas políticas criminosas;
60 prestação de contas de campanhas políticas;
61 proibição de atividades que oneram interesses políticos e corporativos;
62 projetos de políticas públicas;
63 projetos e elaboração de obras;
64 prometer ajuda as empresas ícones, sob crise de falência;
65 promover encontros políticos em seminários e congressos com grupos de lobistas;
66 proposições de projetos usando idéias e propriedades intelectuais alheias;
67 recebimento de dívidas dos devedores do poder público;
68 repasse de verbas para atividades determinadas por lei;
69 repasse de verbas para atividades não cobertas por lei;
70 seleção de prestadores de serviços aos poderes públicos;
71 uso do dinheiro público e da influência de autoridades;
72 usufruto da impunidade parlamentar;
73 votação de leis para benefício de minorias abastadas ou corporativas;
74 votações de projetos de lei de interesse difuso – sem Beneficiário-destinatário.

No Brasil os predadores governam saudáveis e incólumes - num fausto banquete de
criminosos.

Engº Lewton Burity Verri



Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!