As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 03-06-2013. Acessado 602 vezes.
Título da Postagem:A pequena biblioteca com bizús para jovens administradores e engenheiros
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 03-06-2013 @ 02:29 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Tags: acervo, profissional, engenharia, administração, bizús, segredos, livros

A pequena biblioteca com bizús para jovens administradores e engenheiros

Somos todos os dias iludidos com slogans e livros que nos levam as fantasias e nos arrancam do mundo real, no campo da administração e dos negócios. Depois do gerente minuto, da agenda executiva padrão, da reengenharia, do monge que engana o executivo, do general chinês de Wu, da China, do raptor de queijos, que mexeu em nosso parmesão, do oceano azul, da hora da verdade, e de tantas outras ilusionices, pouco nos ajudou a criar a prosperidade e o desenvolvimento do Brasil.

Em verdade perdemos muitos anos nestas enganações e panacéias. Concorrentes espertos fazem assim para amolecer seus competidores mais atrasados... Não podemos recuperá-los, nesta forma de guerra comercial e técnica, criando crenças e valores debilitados pela falta de discernimento administrativo das pessoas, que dirigem as empresas e atividades mercantis do país.

Se perdemos 10 anos no atraso da ilusão, mesmo que criássemos agora metodologias "aceleradoras", para ganharmos mais 20 anos de prosperidade e bem estar, no real poderíamos estar com 30 anos de avanço. O tempo perdido de 10 anos jamais será recuperado, mesmo que tenhamos vivido o caos e as catástrofes da administração humana, empresarial e estatal, e que começássemos a mitigá-las.

Quem teve a oportunidade de ler e estudar as panacéias dos anos 1990 e 2000 chegará a conclusão que nada daquilo é válido, no mundo real da administração, e que não foi ensinado para a qualidade, a produtividade, a economia, a lucratividade, a segurança e a sustentabilidade. E despencamos nos rankings de eficiência e em eficácia – o Brasil está indo para um recesso e a uma estagnação por governanças precárias. Onde EFICIÊNCIA = é a capacidade de produzir os resultados esperados, como planejados e EFICÁCIA = é a capacidade de produzir os resultados melhorados, ou num plano de melhorias. E tudo ao MENOR CUSTO FINAL possível.

De qualquer modo uma nação deve ser dirigida, em todas as suas atividades, por profissionais EFICAZES, ou seja, por aqueles que são capazes de agregar a equação EFICIÊNCIA + EFICÁCIA. Isto é, ela se tornará uma nação competitiva, maximizando seus resultados positivos e minimizando aqueles negativos (isto é Otimização).

A questão é que não conseguimos manter atenção permanente na mesma proporção a estes fatores juntos e correlativos com o sucesso ou o insucesso. E ainda não temos um GUIA GERAL que nos coloque as dicas básicas, para demonstrarmos ATENÇÃO a eles, sem alienação suicida.

Há um limite cabalístico para tudo que é ação e reação. Tudo que é esforço ou desleixo. Tudo que é necessariamente útil a ser realizado. E o realizado deve sempre ser no mínimo igual ao esperado. E que o esperado de amanhã, seja melhor do que aquele de hoje... Aqui teremos a evolução e o desenvolvimento - caso contrário, estaremos em estagnação, recesso e em depreciação técnica, comercial e social.

Para a qualidade, a produtividade, a economia, a lucratividade, a segurança e a sustentabilidade as 10 recomendações da engenharia seriam bastantes para adaptação de estilos intensivos de administração, principalmente os 3 primeiros capítulos da "legalidade mínima" que deve ser observada no processo administrativo, com as 3 leis VITAIS.

Depois é preciso ter ÉTICA para ser LÍDER. Com estes dois, a seguir buscar a PERFEIÇÃO. Para isto tem que SOLUCIONAR PROBLEMAS. Como as demandas são gigantescas, no interno e no externo, são necessários SOFTWARES confiáveis. Estes 8 primeiros fatores estando sob domínio, temos a urgência e obrigação de CONTROLAR A QUALIDADE, nos parâmetros da engenharia japonesa - no texto deste livro - e, finalmente, ABASTECER a fábrica com COMPRAS feitas ao modo cientificamente mais correto possível.    

SEM isto não adiantará se ter o gerente minuto, da agenda executiva padrão, do bobo da reengenharia, o otário do monge que o engana, a paixão pelo general chinês estrategista da província de Wu, da China, do armador de armadilha para o raptor de queijos, que vai mexer em nosso parmesão, do "marasmo asmático" do oceano azul, e a crença de certa hora ser a hora da verdade, e de tantas outras ilusionices.

Melhorias e desenvolvimentos virão somente com a aplicação científica e correta destas 10 recomendações MÍNIMAS. E vejam que nenhuma delas está contida nas panacéias que nos atrasaram...

A PEQUENA BIBLIOTECA:

Abraços,

 

Lewton




Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!