As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 06-06-2013. Acessado 1637 vezes.
Título da Postagem:General pergunta, quem vai fazer a reparação da nação após o apocalipse petista
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 06-06-2013 @ 09:35 am
[ Avise alguém sobre este texto ]
Tags: petismo, governança, administração, apocalipse, reparação, estado, danos, perdas

General pergunta: quem vai fazer a reparação da nação após o apocalipse petista?

 

O APOCALIPSE DO LULISMO / PETISMO é uma antiga Profecia de Engenheiros, já que o Brasil sendo o Laboratório Petista se transformou num Recipiente de Agonias Satânicas.

O General MOEDA (codinome) propõe que todos os lesados e atingidos pelas desgraças administrativas do PT, devam bater nas portas das casas dos crápulas e cretinos que fizeram o país cair num recesso irreversível, pelos seus próprios provocadores. Vão bater na porta da casa de Lula, Dilma, Palocci, Martins, Tarso Genro, Vannuchi, da Marilena Chauí, dos políticos sem vergonhas do congresso, dos desajuizados dos tribunais eleitorais e de todo crápula que apoiou esta devastadora aventura de administrar um estado complexo, que está acima da capacidade intelectual e organizacional desta trupe de bandoleiros.

Vão lá cercar as instituições que colaboraram com esta ação criminosa de lesa-pátria e lesa-humanidade e atirar as suas pedras e pichar os muros deles.

1. O que fazer com os institutos de pesquisas de opinião que fraudaram estatísticas desde 1985?

2. O que fazer com as confederações que se corromperam nas facilitações e artes licitatórias desta governança demoníaca?

3. Por que continuar comprando de empresários malandros sem qualificação gestora e técnica, que afrouxaram sua moral, em subornos e corrupção, e produzindo porcarias de toda espécie para a sociedade, com dinheiro dela mesma?

4. O que fazer com os marketeiros que nos venderam gatos por lebres em campanhas eleitorais e em propagandas governistas?

5. Por que continuar assistindo teatros, filmes e novelas, ler obras e ver criações de artistas mentecaptos, que deram ventania às velas dos crimes petistas?

6. Por que continuar votando em situação e oposição de governanças se todos estão mancomunados num mesmo ideal predador?

7. E o que fazer com a mídia cooptada por Franklin Martins, que os mentores das barbaridades irão dizer que não sabiam das ações deste espertalhão noticioso?

8. O que fazer com os novos milionários "laranjas", sem obras e sem serviços correspondentes às verbas crescentes em contas suspeitas e em patrimônios bizarros?

9. O que fazer com juízes corruptos e marajás dos serviços públicos judiciais que deixam uma nação com 92% dos assassinatos sem esclarecimentos e condenações, que deixam vagar toda espécie de impunidade?

10. O que fazer com os servidores públicos que declinaram de suas funções, em desvios de conduta lastimáveis e imputáveis?

11. Como desbaratar o maldito empreguismo estatal da vadiagem, a qual é crime contra a sociedade que paga impostos, sem retornos em produtividade, qualidade e economia?

12. O que fazer com as Forças Armadas que deixaram a constituição ser pisoteada e ‘esmerdada’ pela corja política e petista?

13. O que fazer com os articuladores de legislações imorais e a manutenção de programas sociais do ócio e da vagabundagem?

14. O que fazer com os responsáveis e omissos da criminalidade recrudescente que assola o país de norte a sul e leste a oeste?

15. O que fazer com os administradores da saúde e da educação que colaboram com a degeneração técnica e com os resultados de mortandades e ignorância coletivas?

São tantas as abominações, e tantos os envolvidos, que uma revolução de destituição será uma demorada luta entre abobalhados e tolos. E uma reparação eficaz e duradoura irá consumir muitas vidas e provocar a aceleração da queda socioeconômica do país - a qual já se percebe no dia-a-dia nas ruas, nas localidades e nos lugares.

E infelizmente não se vê um partido político e uma instituição capazes de estabelecerem uma REFORMA justa e de direito. São poucos os profissionais de estado que estão capacitados para a administração científica do país.

Uma reparação fora do Estado de Direito Democrático seria ótimo, já que como governistas jurados na constituição e nos seus estatutos gerais, não poderiam fazer ações marginais de monta nenhuma, fora do tal Estado de Direito Democrático. Seriam respostas à altura, sem as regras normais já que são anarquistas e comunistas degenerados.

Seria ótima uma reparação do tipo “olho por olho e dente por dente”. São reparações de indenização, ressarcimento, contribuição por perdas e danos, devoluções de verbas, cassação de direitos, tomada de patrimônio para cobertura de rombos e etc. Seria ótima uma reparação seletiva como pede a alma de Celso Daniel.

Cada dia fica mais DIFÍCIL defender o Brasil, em sua natureza de pátria, haja vista a inutilidade do derramamento de sangue para exterminar gafanhotos políticos e as saúvas do autoritarismo público e de congêneres, sem se ter algo melhor a oferecer, ou maior eficiência administrativa, até então nenhuma vista. 

Como General, MOEDA afirma que quem quiser uma revolução de tomada a bala de poder, de destituição dos crápulas petistas e coligados e julgamento dos seus crimes petistas, de políticos e autoridades levianas, que em primeira iniciativa dê o seu próprio sangue. Ou o de seus filhos, parentes e amigos já que uma luta armada de revolução moralizadora e higiênica vai descambar em semelhantes mortandades, tais como as da Síria e do México (este na luta contra o narcotráfico).

Quem vai querer morrer por um povo incauto, inculto e tolo que apóia as abominações da mais alta lesão e destruição institucional... Este povo já está morrendo como moscas no DDT, por sua invigilância, nas ruas, nos hospitais, nas escolas, na vida e nos sonhos. E ainda é enterrado em covas rasas.  

Como temos um povo amorfo, e facilmente corrompível, não valerá a pena tão exacerbada ação militar de revolução. Não valerá a pena colocar soldados a batalhar na arrumação de uma nação, se o povo não se importa com seu destino. E que já se mostrou indiferente aos achaques petistas contra as forças armadas. O povo que destitua quem ele colocou no poder - são as insatisfações do jogo democrático. Que este povo vá as ruas defender seus interesses e suas ambições, seus sonhos e esperanças. Que mostre sua indignação, sem que seja a de correr para uma agência bancária para "pegar" os seus R$ 150,00, sem ter trabalhado e suado, para isso.

Ou que mude suas escolhas, ou que procure saber, com interesse de sobrevivência, como ter uma instrução objetiva para boas escolhas, sem vender seu próprio caráter e sem manchar sua moralidade cidadã. Que transforme suas paixões futebolísticas em ações de cidadania sã, em mente e coração. Que reclame da merda de vida que está levando, em busca de trabalho REAL e digno, e realização socioeconômica, sem o ócio da esmola, do nosso dinheiro (dos que pagam impostos).

Além do que há uma alta porcentagem dos nossos militares que vêm de famílias enganadas pelas propagandas petistas, e envolvidas no emaranhado de programas CURRAIS, que enjaulam decisões e escolhas cidadãs, numa cela de escravidão e em pasto de gado zumbi. Como crêem em propagandas e acreditam que são beneficiários de gloriosas e humanistas ações executivas do estado, serão capazes de não combater o esquema corrupto e inepto petista. E o pior, não só soldados, mas como oficiais e auxiliares de todas as classes e patentes.

A sociedade não tem armas para um levante ‘chacinoso’, vingativo e revanchista. Só as forças armadas, e não há apelo que as mobilize, pelo caráter sanguinário que poderá vir...

Se a sociedade optasse pela "veia futebolística" faria melhor pelo Brasil. Assim como vemos boas e fortes torcidas a pressionar jogadores e dirigentes de Clubes, a melhorar o desempenho dos times, se essa exigência caísse sobre os plantonistas em Brasília, teríamos sem dúvida um país melhor.

Como Corintiano Lula talvez conheça as mínimas regras de armação de times. Seu Lula teve sorte de ter sido eleito por um eleitorado disfuncional, que não tem nenhuma paixão por si mesmo e por sua condição de vida. Mas, talvez, tenha paixão desmedida pelo Flamengo, pelo Corinthians ou pelo Vitória, que em nada mudarão suas vidas. Sorte do Seu Lula e do Petismo.

Assim mesmo, a governança Petista, deveria conhecer os métodos de armação de time, e que por DEUS e por sua sabedoria, NÃO PODERIA PERDER nenhuma partida!

No 1º Campeonato - do 1º mandato - Lula perdeu vergonhosamente com seus 35 ministérios e nenhum método de gestão. Muitos jogadores pernas-de-pau (ao custo de ouro e mordomias) e poucos gols. No 2º Campeonato, foi no caminho - na transição dos seus descaminhos - de uma bela LANTERNA da incompetência consolidada.

E Seu Lula errou novamente, o que aconteceu? Ele só distribuiu dinheiro aos deserdados dos processos civilizatórios precários que o Petismo sacramentou ainda mais nestes 10 para 11 anos.

Agora, indo para o fim do 3º Campeonato (com Dilma), está a caminho - na transição dos seus descaminhos – uma devastação nacional, com a volta da inflação, provocada pelo próprio PT e de uma bela LANTERNA da incompetência consolidada, nas mãos da guerrilheira e terrorista Dilma. E Dona Dilma está a errar novamente, como Lula Inácio fez, é o que vai acontecer com ela e o país?

Dilma foi aquela que disse que nem Jesus Cristo tiraria dela a vitória para a presidência do país, mas que agora precisa se afirmar diante do Cristo, dizendo que nem ele lhe tiraria a sua capacidade administrativa. Mas tirar qual capacidade administrativa de Dilma?

A história já começou a ser escrita. Talvez Lula, Dilma e o Petismo venham a ser escarnecidos, em suas memórias, pelos próximos séculos, ou quando as luzes prestigiarem os descendentes de seu temerário eleitorado, mostrando que uma escolha - errada - nos levou para as "dores, sofrimento e morte" - por muitos séculos, também.

Uma reparação nacional irá demorar de 50 a 100 anos, até a eliminação de pelo menos 50% das disfunções atuais em escalada progressiva, pois o comando de reparação vai precisar de gente com alta escolaridade, qualificação profissional e sem contaminação ideológica de teorias políticas de imbecis.

Alguns colegas ex-engenheiros e ex-administradores da Indústria Automobilística, de São Bernardo do Campo - São Paulo, estarrecidos com a opção do povo brasileiro, comentam desiludidos de como pode um operário, que só entendia de cachaça, alcatra, picanha e carvão, hábil articulador de anarquismo sindical, onde jamais conseguiria vaga de porteiro, veio a tornar-se Presidente da República?

Todos os ministros de áreas de economia e produção do Lulismo vinham dizendo que o Brasil não teria recessão, e que sairia desse embaraço antes dos demais países. Mas, ninguém disse que sem escolaridade tecnológica as civilizações voltam para "o bambu, a pedra, a selvageria e a displicência civilizadora". Sem conhecimentos não se geram riquezas, não se operam máquinas, não se "bolam" novos métodos econômicos e seguros. As nações que sairão primeiro, dessa crise, são aquelas que "se fundamentam em saber e saber fazer".

A governança Petista implodiu o Brasil economicamente, nos levando para um período de desindustrialização:

1. Já que gastou perdulariamente no seu "empreguismo estatal",

2. Perdoou as dívidas de países "pobres", mas corruptos (terminou "dando" dinheiro, para governantes corruptos e a alguns ditadores),

3. Veio perdendo no comércio internacional, pois várias nações estão deixando de comprar "produtos Made in Brazil" (descompensando a balança comercial), como represália à sua política externa,

4. Veio aumentando a dívida pública que já chega a mais de R$ 2,0 trilhões,

5. "Emprestou" dinheiro para o FMI, só para propaganda e ufanismo, e nossa dívida externa continua existindo,

6. Reduziu o superávit fiscal, para "arranjar" verbas, com o atual esgotamento da arrecadação da receita federal, que já havia caído por vários meses consecutivos,

7. Voltou a praticar juros – Taxa Selic – mais elevados, para segurar a inflação e a expansão de demandas da produção, só mudando o viés para redução de juros por causa de um artigo escrito por engenheiro;

8. Sustentou uma vultosa máquina de propaganda de auto-sustentação para promoção de noticiosos abusivos e enganosos,

9. Esteve vazando dinheiro nos seus programas sociais e injetando "vetores inflacionários" por demandas excessivas e

10. Gastou temerariamente em projetos duvidosos, dentre os quais o PAC, um total de R$ 172 bilhões se restringe aos 41 projetos de maior relevância, analisados pela "revista veja" – edição 2116 – ano 42 – nº 23, de 10/06/2009 – por Fábio Portela (1). Esses 41 projetos representam 26,6% do total a ser investido.

Para se fazer a reversão desta situação não será falando mansinho... Pois, quase 56 milhões de incautos votaram em Dilma, e para surpresa deles estarão se agravando suas mazelas - milhões de analfabetos políticos foram "iludidos pelo bolsa família":

1. Terão alimento enquanto a inflação não vier, pois a economia vai ranger e os cataclismos ambientais estão elevando os preços dos alimentos e promovendo sua escassez,

2. Perdem do poder aquisitivo quase 40% por causa dos impostos incidentes nas mercadorias,

3. Terão "congelamento" de valor do programa Bolsa Família, em médio prazo, pelo esgarço que o Petismo fez com a economia do Brasil, e seu valor vai cair a "zero" - Bolsa Família Zero, como a aposentadoria dos com mais de 1 salário mínimo,

4. Terão filhos envolvidos com drogas e prostituição,

5. Terão "minha casa minha vida" ainda como casa de remendos civis,

6. Terão morte por dengue e mortandades por falta de saúde ficarão nas filas dos hospitais e ou das UPA's,

7. Terão filhos assassinados por violências mis,

8. Terão escolas sem telhas, sem material escolar e ônibus para levá-los,

9. Terão professores que nem se tem mais no Sudão, terão Enem na confusão,

10. Terão empregos precários e insalubres e já são quase todos "desempregados", ou cerca de 40 milhões sem empregos - o desemprego no Brasil está acima de 50%, é mentira dizer que está abaixo dos 10%,

11. Morrerão na mortandade do trabalho sem segurança, por ano mais de 1 milhão de acidentes no trabalho,

12. Serão contaminados pelos seus dejetos,

13. Terão dor de dentes e cáries escabrosas, boca fedorenta e baba estragada,

14. Vão continuar enterrando seus mortos em covas rasas,

15. A instabilidade do clima e suas catástrofes vão acometer muito mais os pobres que votaram na Dilma - Alagoas retrocedeu em sua condição civilizatória, por exemplo...

Como não houve uma "reciprocidade produtiva e responsável" do Lulismo, em relação às reivindicações da sociedade com discernimento - nós que pagamos impostos - deveríamos exigir reparações por / pelo desastre com a queda da baixa sequência de crescimento do PIB sob a governança Petista.

A população cresce e a geração de riqueza está caindo, vamos para os mais inusitados eventos empobrecedores antes do apocalipse de 2012? Ou isto já é sinal do apocalipse de 2012 a 2014?

Precisamos reagir... Pois, superamos 200 milhões de habitantes... E perdemos o "timing" da educação e da saúde, com violências crescentes. Dilma apenas trata os problemas burocraticamente, sem nenhuma repercussão efetiva no "chão social e comunitário" - nada vai mudar, porque os ministérios e secretarias continuam "trabalhando" do mesmo jeito que o Lulismo trabalhou...

Esqueçamos tudo que aprendemos sobre administração, competitividade, aplicabilidade tecnológica, concorrência perfeita, qualidade em primeira opção, empregabilidade garantida por uma década (pelo menos), redução de custos, segurança jurídica, segurança institucional, viabilidade de investimentos, retornos em aplicações e outros, se o Brasil NÃO ZELA pelas iniciativas empreendedoras de seus administradores – tanto públicos, quanto privados.

Além do que está para nascer no país um grupo de políticos que venha e entender de segurança nacional, institucional, estratégica e geopolítica, com interesses voltados para o Brasil, no cenário de fatores do (a):

1. Guarnecimento e patrulha territorial;

2. Industrialização;

3. Tecnologia;

4. Armamentismo;

5. Energia;

6. Real controle social e político;

7. Segurança alimentar;

8. Segurança patrimonial;

9. Segurança pública;

10. Drogas e posturas ilegais;

11. Práticas empresariais e seus cartéis;

12. Comércio internacional;

13. Relações exteriores;

14. Crimes financeiros / econômicos;

15. Crimes políticos / administrativos;

16. Crimes ambientais e

17. Outros relevantes (o colapso da água e das mudanças climáticas, por exemplo).

E se existisse uma AGÊNCIA de inteligência "patriota", ela pelo menos teria rechaçado como exemplos suficientes para uma intervenção higienizadora:

1. O tráfico de armas;

2. O PAC admitido sem estudos científicos de custos x benefícios;

3. Por que Dilma insiste no Trem Bala?

4. O programa “bolsa família” como locupletação da preguiça e da criminalidade;

5. O MST e suas ongs anexas e suas violações no Estado de Direito;

6. As ligações da governança petista com as FARC;

7. O crime hediondo contra Celso Daniel e Toninho do PT;

8. A entrega do território de Roraima “raposa serra do sol”;

9. Os criminais atos secretos do Sarney, colocando quadrilhas no cerne das deliberações congressuais;

10. As bolinações do Paloccismo no mercado (como estilo de cultura macabra do estado a serviços de empresários medíocres e malandros);

11. O esbulho do Bancoop – Cooperativa Habitacional de São Paulo destruída pelos petistas;

12. A possível compra dos caças Rafale da França em que o petismo transgride as leis de seleção tecnológica-militar;

13. As remessas de dólares aos paraísos fiscais pelo aumento de desvios de verbas e corrupção interna;

14. As ONG's fraudulentas do onguismo petista recebendo verbas sem trabalho útil;

15. A própria Dilma imposta como “presidenta”, como “capataz federal de transição”;

16. O sumiço dos computadores da Petrobrás, antes da apologia do Pré-sal;

17. O furto estrangeiro do nióbio por omissão federal;

18. O mensalão, como a mais alta traição à opção e volição do povo ao eleger políticos para seguirem suas escolhas;

19. A perpétua indicação de políticos ladrões e de má-fé para ministros e secretários, para a prática de todos os crimes que registramos no dia-a-dia;

20. O enjaulamento moral de Protógenes, na Operação Satya;

21. A omissão da prisão efetiva do banqueiro do Banco Oportunity;

22. A fraude das urnas eletrônicas;

23. O caso Bapttisti, que confirma a opção do estado para causas de bandoleiros, criminosos e terroristas;

24. A grana de Fidel financiando as campanhas petistas;

25. A perpétua fuga de capitais da Petrobrás (passa grana aos projetos "irrentáveis" e depois pede mais grana para capitalização, ainda pondo a gasolina acima de r$ 3,00/litro e o etanol acima de r$ 2,00/litro);

26. As estranhas facilitações e facilidades “operacionais” de Eike Batista;

27. A estranha ação de Abílio Diniz em aumentar seu Cartel de mercado atacadista e varejista;

28. O enriquecimento ilícito dos políticos e de suas empresas laranja;

29. O loteamento da Amazônia, vitaminado pelo novo Código Florestal;

30. As licitações "dirigidamente" comuns e as que virão da copa 2014 e das olimpíadas de 2016;

31. A atual infiltração de Lula na Boeing do Brasil e etc.

A este conjunto de fatores acima, como ações causal-casuais criminais, num cenário nacional e internacional, e que se faz a aplicação do controle e vigilância institucionais para evitar crimes e crueldades, se atribui à expressão de "Segurança Nacional ou Institucional" (ou Patriótica).

Nos países subdesenvolvidos, e em desenvolvimento, a política, e seus filósofos, contestam o conceito de Segurança Nacional, como se contestam seguidamente no Brasil.

Mas, isto é coisa de formados em universidades do “tupiniquinato socialista” (de onde saem, saiam ou se tinham acadêmicos subversivos, comunistas marxistas).

A ignorância brasileira na temática é tanta que acham tratar-se apenas da segurança "ideológica" contra subversores e subversivos do regime da situação. E, sempre, viam a Segurança Nacional, como a segurança somente contra levantes de oposições e de ideólogos contrários ao "status quo".

Aqui, sim, temos uma coletânea de ações estranhas e suspeitas para a vigilância secreta (da relação acima), a qual deve existir para evitar ou mitigar atividades contundentes aos regimes políticos, técnicos, científicos e econômicos em vigor, ao país e à sua sociedade (e aos seus administradores).

A Segurança Nacional existe nos EUA, Alemanha, Israel, Japão, Reino Unido, França e etc, e só não pode existir no Brasil?

Se não pode existir no Brasil o "latronato furtivo petista" reivindica o prosseguimento da anarquia do "reality show", diário em que vivemos, para as contumazes falcatruas de seus líderes e amasiados ...

Do petismo latrino-latrocrata das distorções institucionais e funcionais, em vigor, nesta governança sem nenhuma espécie de segurança ao país e ao seu povo.

Muito pelo contrário, quanto maior a insegurança melhor para o anarquismo para onde o Brasil caminha, ao CAOS ABSOLUTO. Portanto, quanto menos vigilância se tiver melhor será para a segurança da governança petista. E os administradores, a sociedade e o patrimônio brasileiro nacional que se explodam!

Isto tudo tem a ver com a premente necessidade de o país criar uma agência de inteligência protegendo o administrador brasileiro...

No nosso choque cultural na Segurança Nacional, essa história tem várias metáforas, e dezenas delas, dependendo do foco psicológico e social que for usado para abordar, analiticamente, seus trechos e situações.

Ela é bizarra e excêntrica, numa reprodução velada da politicalha governante no Brasil.

Mostra o Poder de "não se fazer às coisas certas" na fábrica de coisas. A FÁBRICA de COISAS PETISTAS, dessa forma se transforma no Laboratório do Diabo, onde os ignorantes e néscios, ou presunçosos administradores, legisladores e juristas são capazes, com sua astúcia de transformar NADA em CALAMIDADES, de transformar o ÓBVIO em ESTULTÍCIAS, numa LÓGICA MACABRA e TREVOSA.

Mentes desocupadas, e sem objetivos, vão ao sabor das circunstâncias, modelando um PÓLIPO VENENOSO que nem PROTEU poderia imaginar. Criações das mais absurdas e proposições maquiavélicas levam, então, CEGOS ao ABISMO.

No Brasil a politicalha é CEGA levando CEGOS ao ABISMO.

Isso vem desde José Sarney, que passou para Collor, que foi tomado por Itamar, que passou para FHC (ficou 8 anos), que passou para Lula (com já 4 + 4 anos), que passou para Dilma (2,5 anos). Até hoje são cerca de 29 anos de estupidez administrativa. De FHC a Lula serão 16 anos PERDIDOS, na escala evolucionária brasileira.

A grande gravidade, no momento, é o PETISMO LULISTA da DESCONSTRUÇÃO NACIONAL, que com seu SOCIALISMO da iniqüidade, acredita que sem "A ZELITES" pode construir uma Nação civilizada próspera e evolutiva.

As elites que são detratadas por uma insurgência de "asnutos" (asnos astutos), na verdade, não se trata de elite social e economicamente bem colocada no perfil nacional, mas a elite da ALTA ESCOLARIDADE, posto que se encontra altíssima correlação entre RIQUEZA e ESCOLARIDADE. Os RICOS do Brasil em geral têm ALTA ESCOLARIDADE, não só pela "sorte" de ter estudado em boas escolas, já vimos MAMUTES FÓSSEIS estudando em todo tipo de escolas, de RICOS e de POBRES.

Conhecemos estudantes de engenharia que em casa não tinha PANELAS, mas somente latas para fazer o almoço, pouco arroz e batatas murchas. É atitude, vontade e coragem estudar no Brasil. Muitos venceram e todos fizeram provas, avaliações de conhecimentos e tiveram DIPLOMAS - DIPLOMAS de CONTEÚDO, não diplomas vazios de cargos públicos e eletivos, conquistados com RETÓRICAS e PROPAGANDAS ENGANOSAS.

Países com elevado PIB - Produto Interno Bruto, têm cerca de 50% dos cidadãos com nível superior e analfabetismo abaixo de 3% (restrito às criancinhas nascentes).

Em engenharia se sabe que para cada US$ 1,00 aplicado em conhecimentos tem-se de US$ 8,00 a US$ 40,00 de retorno. Assim conhecimentos geram RIQUEZA E PROSPERIDADE.

Investe-se cerca de R$ 100,00, em ESCOLARIDADE, por criança, para não prender adultos por R$ 1.000,00 ao mês. Corrigir mazelas sai mais caro do que se pensa – Há milênios já se disse: - Educar as crianças para não punir os homens. PREVENÇÃO é mais barato do que CORREÇÃO.

Os paises RICOS são RICOS por que têm ESCOLARIDADE ou tem ESCOLARIDADE por que são RICOS? É a ESCOLARIDADE que produz a riqueza - são RICOS por que têm ESCOLARIDADE - e tudo começa com ela, de BAIXO CUSTO. E a ESCOLARIDADE é o maior BLOQUEIO à demagogia e às crendices que a politicalha faz com os BALDES no dia-a-dia do Estado.

O slogan petista de PAÍS RICO É PAÍS SEM POBREZA é uma das alusões mais imbecis que um grupo administrativo possa "analmente" expressar. País RICO é um país com alta escolaridade e preparação profissional, e com todas as boas decorrências sociais e econômicas que podem advir desta meta administrativa.

De todas as ABERRAÇÕES mundiais, em política pública e administrativa, a causa fundamental é a BAIXA ESCOLARIDADE e a MÁ FÉ dos governantes e a permissividade correspondente a um povo analfabeto, analfabeto funcional e com baixo grau de cidadania (consciência de Direitos e Deveres, de princípios morais e espirituais). E com uma JUSTIÇA inoperante em suas obrigações - sem uma extrema urgência e responsabilidade, sem acesso universal e sem uma altíssima "previsibilidade" - nas mais das vezes letárgica e indiferente às DESIGUALDADES e aos ABUSOS.

O RECIPIENTE DO DIABO nos mostra a ausência da ESCOLARIDADE, condicionada as ESPECIALIZAÇÕES construtivas e estimulantes do CRESCIMENTO HUMANO.

Sábios são os que constroem e "astutos incapazes" são os que destroem que são predadores e perdulários, que querem vida fácil e provedores permanentes.

Os Sábios são abnegados e altruístas, acostumados a promover, em suas razões íntimas, a evolução humana: numa vacina, num medicamento, num processo cirúrgico, num computador holístico, num método engenhoso de produção e economia, sem a visão mercenária que se presume ocorrer nesses grandes momentos de elevação da sociedade humana.

A politicalha é a mercenária, criminosa e quadrilheira, que troca suas obrigações institucionais por metas individualistas e de grupelhos delituosos. Trocam VOTOS por MISÉRIA perpétua. É a carrasca do "prisionismo brasileiro", milhões aprisionados na FÁBRICA de COISAS, do Regime Político da Governança Civil, e sofrendo toda espécie de provações no LABORATÓRIO do DIABO.

O Capitalismo sempre teve a fama do EXPLORADOR social, trabalhista e econômico, mas o vilão exterminador é a politicalha do tradicionalismo, num sistema que não se renova e não se reforma, com pendores ideológicos socialistas-comunistas.

O Capitalismo sempre foi o provedor do Estado e, esse nos países do 3º mundo para baixo, é que é o EXPLORADO com impostos aviltantes, para sustentar "feudos, domínios e potentados políticos", como se costuma acontecer no Brasil.

No Brasil, nos últimos 29 anos, assistimos a freqüência de uma politicalha estúpida, estrategista néscia e humanista cruel, em todas as suas facetas de acadêmicos a sindicalistas. FHC desconhecia o caráter importante da Energia Elétrica para um país e seu desenvolvimento. Lula desconhecia o da infraestrutura e todos desconhecem o caráter da educação na formação de uma nação.

DEUS não é brasileiro! Outro slogan de imbecis. ELE é norueguês, francês, finlandês, sueco, canadense, mas não é brasileiro. Aqui se acredita em SLOGANS e RETÓRICA: PAC, FOME ZERO, DEUS É BRASILEIRO e ETC (Espetáculo da Transformação Crescente).

O Diabo sim é brasileiro, promovendo estultícias e mazelas de toda monta e abrangência. Ele é o "supridor de idéias magníficas" da politicalha e de seu modo corruptível e degenerado.

A CRIATURA é obra de DEUS, mas a CONDIÇÃO de VIDA deve ser obra da CRIATURA. Para CRIAR é preciso conhecimento, sabedoria e moral - e um "pouco" de amor ao próximo. E ESCOLARIDADE para o trato público.

Enquanto isso, lá na fábrica de coisas, o Brasil se torna o RECIPIENTE DOS EXPERIMENTOS do DIABO PETISTA!

E diante de tudo isto não se enxerga quem possa fazer a REPARAÇÃO da nação por tantas perdas. Acusar, julgar e imputar penas nesta corja, sem ANISTIAS. Pelo menos o pessoal pode achar os endereços das casas dos crápulas que nos levaram a esta degeneração e degradação civilizatória.

Pedradas e pichadas nestes filhos de Satanás... 

Abraços,

 

Lewton

O mensageiro de relações estratégicas




Bookmark and Share

Comentários

ABMIGAER em 08-06-2013 às 16:06

NÃO SEJAMOS INDIFERENTES FRENTE A QUESTÕES DE ORDEM QUE IMPLIQUEM NA MORALIZAÇÃO DOS BONS COSTUMES EM DEFESA DE NOSSA PÁTRIA. PARTICIPEM APOIANDO OS MOVIMENTOS DA UNEMFA e ANMB ATRAVÉS DAS REDES SOCIAIS.


Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!