As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 10-06-2013. Acessado 817 vezes.
Título da Postagem:O Regime Petista está acabando até com o glamour do país do Futebol
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 10-06-2013 @ 05:51 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

Tags: copa 2014, ranking FIFA, 2003, 2013, penta, hexa, seleção, Brasil, PT, petistas
O Regime Petista está acabando até com o glamour do país do Futebol
 
Brasil, Terra de sol, carnaval e samba, o vigoroso país do FUTEBOL, está descendo a ladeira de tudo que é ranking mundial de competitividade. E segundo o nosso agente de imprensa Liutomiro Açú (foto anexa), sua fonte lá de Brasília, o Infiltrado da Direita, diz que membros flácidos da intelectualidade do PT, estão ficando preocupados com a provável "ligação" que se venha fazer entre o Petismo e o Futebol brasileiro.
 
A crise emocional se prende na questão de que o Brasil após ser pentacampeão mundial em 2002 e obter em janeiro de 2003 a posição de 1ª seleção no ranking da FIFA, com 856 pontos. Obteve semana passada (06/06/2013) a posição número 22ª no mesmo ranking da FIFA de 2013, com 872 pontos. E, portanto, são os mesmos 10 anos de regime administrativo da governança Petista.
 
À primeira vista o que tem a ver futebol com política? A princípio nada, desde que não houvesse sido cristalizada no país a convenção de que um bom modo estratégico de "distração" da população seria através do futebol, para arranjos políticos e administrativos públicos macabros, e que fosse um ótimo item da arte de bem governar. Assim como as novelas da TV aberta e suas tramas de “abestamento” da cidadania.
 
Desde 1958 quando a seleção brasileira venceu seu 1º campeonato mundial, a política aproveitou a chave de propaganda de que "com brasileiro não há quem possa". Vieram 1962, 1970 e 1994 e então o país estava a caminho do penta em 2002, último ano da governança de FHC (PSDB).
 
Durante a guerra fria, entre 1945 e 1989, entre a URSS (Rússia) e os EUA, sempre houve uma competitividade olímpica entre estas nações, com base na ideologia comunista (URSS) e capitalista (EUA). Competiam por medalhas todas as repúblicas socialistas soviéticas, Alemanha Oriental, Cuba e a China, frente às nações ocidentais democráticas e da prática capitalista.
 
Cada raiz ideológica tentava se sobrepor a todos com seus melhores atletas e competidores, em busca de medalhas comprovando que a ideologia tinha tudo a ver com inteligência esportiva, ciência do corpo, força física e sanidade mental. E abrangendo todos os estilos esportivos de combatividade e resistência, resiliência e esquemas de ataque e defesa - o futebol era um dos estilos esportivos mais disputados, haja vista até os campeonatos mundiais da FIFA. 
 
Os quadros de medalhas olímpicas fulguravam as ideologias vencedoras - até o ano de 1989. Naquele ano o comunismo soviético capitulou e houve um desmanche generalizado da politização do socialismo e do comunismo, nas nações do leste europeu e do oriente (exceto Cuba e China).
 
Na história do ranking da FIFA o Brasil apresentou as seguintes posições:
 
BRASIL: História do Ranking, Data e Posição no Ranking da FIFA:
 
Junho 2013- 22;
Maio 2013- 19;
Abril 2013- 19;
Março 2013- 18;
Fevereiro 2013- 18;
Janeiro 2013- 18;
2012- 18;
2011- 6;
2010- 4;
2009- 2;
2008- 5;
2007- 2;
2006- 1;
2005- 1;
2004- 1;
2003- 1;
2002- 1;
2001- 3;
2000- 1;
1999- 1;
1998- 1;
1997- 1;
1996- 1;
1995- 1;
1994- 1;
1993- 3.
 
Após a eleição de FHC (após 1994), e durante a governança do PSDB, o Brasil manteve-se praticamente em 1ª posição (exceto em 2001, quando foi a 3ª seleção). Já na governança Petista a coisa foi ficando feia, entrando em "colapso" a partir de 2007. Culminando em junho de 2013 na 22ª posição entre as seleções mundiais.
 
No http://pt.fifa.com/worldranking/rankingtable/index.html , Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola.
 
Atualizado em 06 Jun 2013:
 
1 Espanha- 1614;
2 Alemanha- 1416;  
3 Argentina- 1287;  
4 Croácia- 1222;  
5 Holanda- 1158;  
6 Portugal- 1137;  
7 Colômbia- 1123;  
8 Itália- 1097;  
9 Inglaterra- 1095;  
10 Equador- 1066;  
11 Rússia- 1059;  
12 Bélgica- 1035;  
13 Costa do Marfim- 1022;  
14 Suíça- 1010;  
15 Bósnia e Herzegovina- 1008;  
16 Grécia- 1006;  
17 México- 928;  
18 França- 922;  
19 Uruguai- 913;  
20 Dinamarca- 890;  
21 Gana- 887;  
**22 Brasil- 872;  
23 Mali- 869;  
24 República Tcheca- 853;  
25 Chile- 841;  
25 Montenegro- 841;  
27 Suécia- 830;  
28 EUA- 798;  
29 Noruega- 794;  
30 Peru- 791;   
 
O critério de pontuação da FIFA foi modificado algumas vezes e atingindo todas as nações do mesmo modo. Em 2003 o Brasil teve 856 pontos, na 1ª posição. E em 2013 o país obteve 872 pontos, na 22ª posição. O Brasil praticamente "estagnou", como em todos os seus indicadores socioeconômicos de 2003 a 2012 / 2013, em função da incompetência administrativa do regime socialista Petista.
 
Quais tipos de outras afetações das práticas ilícitas do PT estão repercutindo no desempenho da seleção brasileira de futebol? A corrupção, os superfaturamentos, as comissões, o empreguismo, a baixa qualificação, a politicagem, a maledicência, a falta de patriotismo, o suborno e etc?
 
Cerca de 21 países ficaram mais competitivos do que o Brasil em junho de 2013, mostrando que a arte de boa governança de um país repercute em sua "satisfação esportiva". A Espanha em junho de 2013 estava com 1614 pontos, quase o dobro do número de pontos da seleção brasileira.
 
Em 2003 a Espanha era a 3ª colocada no ranking com 780 pontos na classificação da FIFA. Isto é sintoma de capacidade competitiva - paixão real pelo futebol. Ou será que estamos deixando de ser "Brasil, o país do futebol"?
 
O Brasil nunca foi um país OLÍMPICO em face das precariedades administrativas de suas governanças. E não é nem na saúde, na educação, na infraestrutura, no comércio exterior, nas suas marcas e patentes, na sua tecnologia, na sua segurança pública, em seu PIB, em sua renda per capita, em sua defesa militar e etc.
 
Teóricos da administração científica estão cogitando que o futebol deixando de ser parte de um slogan pra'frentex da arte política de mal-governar, o país passará a ter a possibilidade de crescer com ordem e progresso, educação, inteligência e competitividade. Já que o futebol não fixará predileções profissionais para si e nem para perpetuar idolatrias nocivas ao avanço civilizatório do Brasil.
 
Os petistas estão com respiração suspensa até que o Brasil consiga ser HEXA campeão mundial em 2014, último ano da governança de Dilma, antes de novas eleições de outubro daquele ano. E estão “torcendo” para que as obras de infraestrutura do esporte, estádios, vias urbanas, aeroportos, rodoviárias, portos, estrutura hoteleira, transportes urbanos e etc, sejam concluídas antes do apito inicial da primeira partida de futebol da Copa de 2014.
 
Tem gente achando que poderá haver boicote internacional à participação das torcidas e dos turistas, já que na Segurança Pública, se não houver uma ação de respostas à altura dos crimes e de suas perversidades, muita gente não virá ao Brasil: o país do futebol. E isto poderá DERRUBAR o petismo pela “bola de futebol”.
 
Liutomiro Açú nos disse que ele pelo menos não poderá vir, já que é residente aqui mesmo... Estará aqui de qualquer jeito! 
 
Abraços,
 
Lewton



Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!