As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 29-07-2013. Acessado 668 vezes.
Título da Postagem:Vadias Profanando a Imagem, Ofendendo a Religião ou Exibindo a Própria Estupidez
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 29-07-2013 @ 06:06 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

Tags: vadias, vadios, marcha, profanação, cristianismo, símbolos, Papa Francisco

 VADIAS - PROFANANDO A IMAGEM, OFENDENDO A RELIGIÃO OU EXIBINDO A PRÓPRIA ESTUPIDEZ?

As cenas das VADIAS profanando os símbolos do Cristianismo representam muito mais do que estamos presenciando sobre o esgotamento moral e civilizatório de um país. Assistimos a máxima expressão da ignorância sócio-religiosa de um grupo de pessoas, que representa uma AMOSTRA do recesso da educação e cultura de um povo. A questão é que nem na CRUZ e nem nas IMAGENS, que ornamentam as igrejas, estão os SANTOS. Os estudiosos chamam estes símbolos de ÂNCORAS.

Desde as primeiras pinturas rupestres (1) quando a humanidade começava a "tentar" representar suas experiências, visões e personagens, em face da curiosidade que temos de saber a fisionomia das pessoas e a aparência das coisas, isto há uns 40.000 anos antes de Cristo, indo pelas vivências dos Patriarcas da Bíblia (Pai Abraão), em cerca de 2.000 e 1.500 antes de Cristo, e espraiando na tecnologia da fotografia, culminante por volta de 1826 depois de Cristo, temos tido esta CURIOSIDADE de conhecer a fisionomia das pessoas e a aparência das coisas.

Portanto, em 41.826 anos desde a datação das pinturas rupestres encontradas em cavernas, da pré-história, até hoje aos nossos celulares e câmeras de fotografias digitais, nossa CURIOSIDADE plena e natural de saber como é a aparência das pessoas, suas vidas, seus cotidianos e os formatos das coisas, vem invocando a descrição visual de tudo que nos envolve e que nos conjuga nas atividades humanas. É desta forma uma CURIOSIDADE até de saber como é o ídolo que acorda pela manhã, o que ele come no café, como se faz um modelo de algum objeto servível, onde mora o prefeito, quem é a namorada de Juca Pesqueiro e etc.

Esta CURIOSIDADE foi marcada ao longo da história por pinturas (rupestres, por exemplo), objetos esculpidos em madeira ou modelados em barro, nos quadros medievais e do renascimento, dos heróis, dos reis e imperadores, dos mensageiros do SENHOR, dos SANTOS, de DEUS e de JESUS. As crianças sempre perguntaram, desde a alvorada da humanidade, como é tal coisa e pessoa. E como descrevê-las ou se transmitir suas formas e fisionomias, ao longo dos tempos? E quando a tecnologia material não existia?

Como um César romano iria mostrar seu perfil a todo o império, se não por pinturas ou estátuas? E mostravam seus perfis até nas moedas que eram cunhadas pelo sistema financeiro de Roma. 

Desde Constantino, quem "oficializou" o Cristianismo como religião do império romano, e tomando emprestada a prática de transmissão de formas e fisionomias por meio de imagens em pinturas ou estátuas (grandes e pequenas imagens), a CURIOSIDADE factual perante aos personagens da história do Cristianismo e do Velho Testamento, veio forçando o uso de pinturas, desenhos em papel, estátuas de madeira, de barro ou de bronze. Constantino acabou, no entanto, por entrar na História como primeiro imperador romano a professar o Cristianismo, na sequência da sua vitória sobre Magêncio na Batalha da Ponte Mílvio, em 28 de outubro de 312, perto de Roma, que ele mais tarde atribuiu ao Deus cristão. Segundo a tradição, na noite anterior à batalha sonhou com uma CRUZ, e nela estava escrito em latim: In hoc signo vinces — "Sob este símbolo vencerás". (https://pt.wikipedia.org/wiki/Constantino).

Da CURIOSIDADE com os perfis e bustos dos imperadores romanos, até considerados como DEUSES, na antiga Roma, surgiu a intensificação do CULTO À PERSONALIDADE, secularmente muito comum em sistemas e regimes ditatoriais, socialistas e comunistas. Até as ideologias produziram cultos às personalidades. As propagandas incrementam o aprofundamento psíquico nos militantes, correligionários, seguidores e nos próprios líderes - falsos mestres, falsos profetas e falsos doutos, em geral.

E tais símbolos, como a CRUZ, e tal crença, se cristalizaram entre todos os seguidores de JESUS CRISTO. Até hoje, quando o Cristianismo se mostra proximamente como o VENCEDOR. Lembremos que JESUS venceu o mundo... E o vaticínio de Constantino "Sob este símbolo vencerás", a CRUZ, firma para os fiéis do Cristianismo que seus seguidores vencerão...    

Então, os símbolos do Cristianismo tiveram uma expansão em todas as regiões do império romano, indo além, às regiões periféricas, e além dos séculos. A missão primordial dos símbolos não foi a de criar DEVOÇÃO por objetos representativos do Cristianismo e nem CULTOS às personalidades. Mas, para firmar, como ÂNCORA, a concentração dos fiéis sobre os elementos e personagens do próprio Cristianismo.

Como alguém que se inicia numa religião, ou empreendimento escolástico, vai emitir atos oracionais sem ter uma ÂNCORA visual que possa ajudar na sintonia com a divindade ou a santidade? Assim a divindade, e a santidade, nunca estiveram inseridos nestes objetos, uma vez que elas não estão presentes nos mesmo - são apenas peças que "facilitam o acesso mental" dos fiéis, às salas celestiais de suas concepções oracionais.

A aguçada CURIOSIDADE das crianças, a perda de lembranças e de memória dos idosos, a dispersão mental dos jovens e adultos, em face da vida cotidiana conturbada, requerem a presença de uma ornamentação, de pinturas, imagens, estátuas e cruzes para que suas orações possam ter um direcionamento visual-mental, com os pensamentos ANCORADOS em símbolos de sua fé. E que não são as santidades e nem as divindades que estão ali a absorverem as orações e petições.

O que as VADIAS e os VADIOS fizeram foi apenas mostrarem a ESTUPIDEZ extrema, a indigência socio-religiosa e o espírito satânico de violação ao dever e respeito à religião alheia. Embora tamanha aberração de automutilação espiritual, nenhum cristão lhes fez agressões. E nem JESUS os interpelou por ação de forças angélicas - Perdoai-vos PAI, eles não sabem o que fazem!

As VADIAS e os VADIOS possuem, também, por suas vezes, símbolos, imagens, bustos, estátuas e objetos de adoração. Posto tratar-se de escola de culto coletivo e de fornicações. Lógico que seus objetos são de prazer hedonista e de lascívias luxuriantes - partes de coisas, de pessoas, de animais, de vegetais e outros membros e orifícios de perdição moral e espiritual. Por isso algumas VADIAS colocaram os símbolos do Cristianismo em suas vaginas, como ofensa e desrespeito ao Cristo e a seus seguidores...

São as únicas orações que sabem fazer, e muitas vaginas irão ficar “ressecadas” e infertilizadas por agravos bizarros nas próprias almas das VADIAS – uma séria somatização de conflito moral.

(1) A primeira fotografia reconhecida remonta ao ano de 1826 e é atribuída ao francês Joseph Nicéphore Niépce. Contudo, a invenção da fotografia não é obra de um só autor, mas um processo de acúmulo de avanços por parte de muitas pessoas, trabalhando, juntas ou em paralelo, ao longo de muitos anos (https://pt.wikipedia.org/wiki/Fotografia). Não se sabe precisamente quando Abraão teria vivido, mas a Idade dos Patriarcas Bíblicos é normalmente localizada temporalmente na Idade do Bronze – 2000-1500 a.C (http://www.infoescola.com/biografias/abraao/). Arte rupestre, pintura rupestre ou ainda gravura rupestre, são termos dados às mais antigas representações artísticas conhecidas, as mais antigas datadas do período Paleolítico Superior (40.000 a.C.) gravadas em abrigos ou cavernas, em suas paredes e tetos rochosos, ou também em superfícies rochosas ao ar livre, mas em lugares protegidos, normalmente datando de épocas pré-históricas (https://pt.wikipedia.org/wiki/Arte_rupestre).

Lewton

Sub-pastor 




Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!