As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 27-10-2013. Acessado 563 vezes.
Título da Postagem:Saída para a Caótica Conjuntura Nacional
Titular:GTMelo
Nome de usuário:GrupoGuararapes
Última alteração em 27-10-2013 @ 04:30 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Estamos Vivos! Grupo Guararapes!
Tags: CAÓTICA CONJUNTURA NACIONAL

SAÍDA PARA A CAÓTICA CONJUNTURA NACIONAL doc. 173 – 2013

www.fortalwrb.com.br/grupoguararapes

É voz comum, repercutida pela mídia nacional, que a Nação atravessa uma caótica conjuntura de governabilidade, com sérias ameaças a nossa tenra Democracia. Os Três Poderes da República perdem dia-a-dia suas credibilidades e o mais grave é que externam e mostram terem perdido a interdependência, a harmonia entre eles, com sérios reflexos nas Instituições do Estado e no cotidiano dos cidadãos.

O Executivo invade as áreas de atribuições específicas do Legislativo e Judiciário usando meios heterodoxo, aético e mesmo com certo descaramento. Assim, legisla através de Medidas Provisórias subornando os congressistas com toda espécie de cooptação, tais como: a distribuiçãode favores que culminaram  com o chamado “mensalão”, a distribuição de 23  mil cargos de confiança, com régias remunerações e a criação de 39 ministérios, sumidouros de recursos e cabides de empregos. Intervém no Judiciário pelamanipulando os recursos necessários e indispensáveis ao aparelhamento de pessoal e material para modernização da justiça em todo o país, além  de abusar do privilégio, na escolha política de juízes para as altas cortes da justiça.

As vozes das ruas, mostradas nos movimentos de junho e julho, especialmente, no Rio e São Paulo, de certa forma sacudiram as cúpulas dos Três Poderes. O Legislativo acenou com a chamada agenda positiva colocando em votação matérias há muito engavetadas, com o firme propósito de arrefecer o clamor popular e  ganhar tempo. O Executivo prometeu combater a corrupção, adotar medidas para reduzir a criminalidade, respeito às leis infra estruturais e pressionar o  Legislativo para  votar as reformas reclamadas, especialmente a política. O Judiciário demonstrou continuar de costa para a Nação, postergando, “ad aeternum”, a conclusão do esperado, há anos, julgamento da Ação Penal 470, e deixando de julgar a maioria dos processos recebidos para julgamento.

Passados três meses, da pressão popular, nos movimentos de junho e julho,é crença geral que a governabilidade caiu no descrédito geral. O Legislativo está no fundo do poço como a Instituição de menor credibilidadedo povo, incapaz de legislar em beneficio do país  e sem nenhuma condição de fiscalizar as ações do Executivo. O judiciário não conseguiu julgar 30% dos processos apresentados, a impunidade cresce dia-a-dia, a insegurança individual e institucional generalizou-se.

O Executivo através da presidente e de seus ministros mentem, descarada e  diariamente, pela mídia, informando que o Brasil vai muito bem em face da crise econômica mundial. No início do ano foi propalado que iriamos crescer 5% aa. Mês a mês este índice caiu e agora em setembro o crescimento foi de 0,08%, praticamente não crescemos. Os movimentos de rua, diariamente desafiam o aparato de segurança.

Por outro lado, sabemos que além do crescimento econômico, o desenvolvimento de uma Nação é medido por outras dimensõescomo a política, psicossocial, militar, científico-tecnológicos e ambiental. Essas dimensões não são medidas por índices e taxas, mas porética, moral, posição relativa entre as Nações, bem estar social, Ordem e Progresso, etc.. E essas dimensões do poder, atualmente, estão realmente em estado caótico.

A Nação está em sério perigo e necessita do empenho de todas as suas elites e Instituições, não contaminadas, para manter a nossa ameaçada democracia até outubro de 2014, quando teremos oportunidade de renovar, de forma radical, os Poderes Legislativo e Executivo. Não jogue o seu voto fora nessa oportunidade.

A única saída dessa caótica conjuntura será a renovação radical de nossos representantes no Legislativo e no Executivo.

 

A SOLUÇÃO ESTÁ EM  NOSSAS MÃOS .

 

ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº12 58 93. Cartório do 1º Registro de Títulos e Documentos, em Fortaleza.  Somos 1.837 civis – 49 da Marinha -  479 do Exército – 51 da Aeronáutica; 2.416  RP:  batistapinheiro30@yahoo.com.br  25DE out. 2013

doc.  1173 – 2013‏




Bookmark and Share
Outas colaborações de GrupoGuararapes
Veja Mais
Perfil de GrupoGuararapes
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!