As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 15-03-2014. Acessado 632 vezes.
Título da Postagem:Cristianismo, Implantando sonhos nos homens e modificando a realidade
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 15-03-2014 @ 02:20 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Tags: Cristianismo, Batalha, militar, implantação, Constantino, sonhos, ideias, planos

 Cristianismo: Implantando sonhos nos homens e modificando a realidade?

Terá havido uma ação tecnológica para fixar inicialmente o Cristianismo no mundo a partir do Império Romano? Como se poderia “agilizar e mobilizar” a implantação do Projeto Cristão no planeta Terra? Foi uma vitória militar que habilitou a consolidação inicial do Cristianismo?

O Filme "A Origem" (no original, Inception) (1) é um filme estadunidense de ficção científica lançado em 2010. Escrito, dirigido e produzido pelo britânico Christopher Nolan, é estrelado por Leonardo DiCaprio, Ellen Page e Joseph Gordon-Levitt, além das atuações de Marion Cotillard, Ken Watanabe, Tom Hardy, Cillian Murphy, Dileep Rao, Tom Berenger e Michael Caine. DiCaprio faz o papel de Dom Cobb, um ladrão especializado em extrair informações do inconsciente dos seus alvos durante o sonho. Incapaz de visitar seus filhos, Cobb tem a chance de vê-los em troca de um último trabalho: fazer a inserção, plantar a origem de uma idéia na mente de uma pessoa.

A Origem é um filme de ação, inspirado nos conceitos de sonhos lúcidos e incubação de sonhos. E é a condensação vertiginosa de cem anos de psicanálise, neurobiologia, filosofia e cinema, segundo Sidarta Ribeiro.

O tema atrai a atenção de psicólogos, autores independentes, grupos da Nova Era, místicos, ocultistas, artistas e muitos outros. Stephen LaBerge, um popular autor e pesquisador do assunto, definiu o sonho lúcido como "sonhando enquanto sabemos que estamos sonhando." LaBerge e seus associados chamaram as pessoas que exploram intencionalmente as possibilidades dos "sonhos lúcidos" de "onironautas" (literalmente do grego querendo dizer "exploradores de sonhos").

Sonho Lúcido (2) é o termo que se refere à percepção consciente que temos de um determinado estado ou condição enquanto sonhamos, resultando em uma experiência da qual temos uma recordação muito clara ("lúcida") e nítida, normalmente aparentando termos tido controle e capacidade direta sobre nossas ações e, algumas vezes, o próprio desenrolar do conteúdo do sonho.

Alguns afirmam que os sonhos lúcidos são como uma "hiper-realidade", aparentando muitas vezes serem mais reais que a própria realidade em vigília" e que todos os elementos que compõem a realidade dos sonhos são amplificados.

Sonhos lúcidos são prodigiosamente recordados em comparação a outros tipos de sonhos, até mais que os próprios pesadelos. Os chamados "sonhadores lúcidos" normalmente descrevem seus sonhos como animados, coloridos, e fantásticos. Muitos comparam a uma experiência espiritual e dizem que este fato mudou sua maneira de viver ou sua percepção em relação ao mundo que vive.

A veracidade dos sonhos lúcidos é cientificamente verificada, levando o assunto para um campo científico e sujeito aos menores fatores especulativos.

Cientificamente é possível sonhar que se está sonhando, como muitos de nós já devemos ter experimentado.

Pasmem, mas os sonhos também podem ser inseridos em nossas mentes...

Trata-se de incubação de sonhos ou inserção (3) e é uma técnica para aprender a "plantar uma semente" na mente de uma pessoa, para que um tipo específico de sonho ocorra, tanto para recreação ou para resolver um problema. Embora parecido com o conceito de sonho lúcido, incubação de sonhos é, simplesmente, sobre focar sua atenção em algo específico antes de dormir.

Numa inserção de sonho se pode incutir e inculcar uma idéia, uma solução, um método, uma previsão e etc, atuando na pessoa de forma coordenada, e tentando convencer a mesma a descer mais e mais profundamente, em várias camadas, passando de um sonho a outro, até um local em que a idéia a ser inserida possa ser "plantada" com sucesso.

E isto se pode fazer em pessoas simples, ou em autoridades. Amiga ou inimiga, para traição ou glória, construção ou destruição.

Com a tecnologia atual é possível induzir uma pessoa ao sono. Fazer a mesma pessoa sonhar é mais difícil. Substâncias precursoras de dopamina e acetilcolina afetam o sonho.

O DMT (Dimetiltriptamina, uma substância psicodélica), contido na Ayahuasca, gera padrões de ativação cerebral e de experiência psicológica semelhantes aos observados durante o sonho. Mas os estudos ainda são incipientes.

Enquanto no filme "A Origem" o equipamento necessário para entrar nos sonhos cabe em uma maleta, os aparelhos atualmente existentes que permitem ver um cérebro sonhando são uma combinação de magnetoencefalografia (bem mais poderosa do que a eletroencefalografia comum) e ressonância magnética funcional. São técnicas que requerem o uso de aparelhos enormes e muito caros.

Com o nosso atual Estado da Arte Tecnológica esbarraríamos nas limitações citadas acima, mas pelo menos seria o melhor possível.

Se em breve pudermos ter “agentes contratados para implantar as idéias nas pessoas”, num novo tipo de GUERRA ONÍRICA, com um moderno aparato tecnológico, será mesmo possível que venhamos a torna alguém um sonhador lúcido, e sermos capazes de criar o enredo onírico com um plano e objetivos (lícitos ou ilícitos) à própria vontade de autoridades, governistas e administradores (e até de terroristas), simulando o que se quiser.

Terá sido assim a causa primária para que o CRISTIANISMO tenha frutificado através do Império Romano, sem ter sido uma derivação ao acaso da história? E a começar por um poderoso imperador romano?

Com a peregrinação de Jesus Cristo foi-se atiçando a competição “religiosa” querendo se impor. Naquela época havia muitos “profetas” concorrentes de Jesus, e uma grande gama de crenças pagãs, além do judaísmo encravado nas atividades mundanas da sociedade judaica.

Como fazer com que o Cristianismo viesse a VENCER esta competição e afastar os vários profetas concorrentes de Jesus?

Foi bem sintomática a atuação do Imperador Constantino, ao ser “influenciado” por um SONHO cristalino e cheio de detalhes lúcidos, em tomar o Cristianismo como religião oficial do império. E terá isto sido uma INSERÇÃO DE IDÉIA feita pelos “Anjos do Senhor”? E terá sido uma influência baseada em TECNOLOGIA DIVINA?

Vários personagens da história humana, vencedores e repletos de glórias, disseram que sonharam com anjos e previsões, revelando segredos para idéias, planos, invenções e soluções para crises e conflitos. Joana D’Arc é uma personagem das mais representativas.

Diversos profetas do Velho Testamento anunciaram ter tido sonhos reveladores e transformadores da realidade.  

E hoje em dia muitos personagens de estórias relevantes, vencedores e repletos de glórias, têm dito que sonharam com anjos e previsões, revelando segredos para idéias, planos, invenções e soluções para crises e conflitos técnicos e administrativos.

Constantino acabou, no entanto, por entrar na História como primeiro imperador romano a professar o Cristianismo, na sequência da sua vitória sobre Magêncio na Batalha da Ponte Mílvio, em 28 de outubro de 312, perto de Roma. Constantino mais tarde atribuiu ao Deus cristão.

Quem imporia outra religião contra aquela escolhida pelo imperador? Terá isto, sido parte de um Plano – Projeto Cristão, para fazer a implantação ou reforço de regras morais no planeta?

Segundo a tradição, na noite anterior à batalha sonhou com uma CRUZ, e nela estava escrito em latim: In hoc signo vinces — "Sob este símbolo vencerás". (Ver: https://pt.wikipedia.org/wiki/Constantino ).

E tais símbolos, como a CRUZ, e tal crença, se cristalizaram entre todos os seguidores de JESUS CRISTO. Até hoje, quando o Cristianismo se mostra proximamente como o VENCEDOR.

A CRUZ virou logomarca das Cruzadas, nos aventais dos guerreiros, nas flâmulas e bandeiras. A CRUZ virou símbolo representativo do BEM e dos combatentes em nome do Cristo – o CRUZEIRO.

Lembremos que JESUS venceu o mundo... E o vaticínio de Constantino "Sob este símbolo vencerás", a CRUZ, firma para os fiéis do Cristianismo que seus seguidores vencerão... 

In hoc signo vinces — "Sob este símbolo vencerás". Quem andou tirando o CRUZEIRO das repartições, salas, recintos e dos gabinetes, andou sendo derrotado e humilhado. E será mesmo a CRUZ um símbolo vencedor? 

Abraços,

Lewton

Coroinha de altar-menor 

Fontes:

(1) http://pt.m.wikipedia.org/wiki/A_Origem ;

(2) http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Sonho_l%C3%BAcido ;

(3) http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Incuba%C3%A7%C3%A3o_de_sonhos ;

(4) http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/a-ciencia-por-tras-do-filme-a-origem;




Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!