As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 11-11-2015. Acessado 214 vezes.
Título da Postagem:A maior crueldade da ignorância é que ela elimina seu próprio portador
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 11-11-2015 @ 10:03 am
[ Avise alguém sobre este texto ]
Tags: Governo, administração, SUS, MEC, saúde, educação, colapso

 A maior crueldade da ignorância é que ela elimina seu próprio portador

Lembro do meu avô que dizia: - De médico e louco todos nós temos um pouco.

Recordo dos xamãs e dos pajés indígenas, fumacentos com chocalhos pregueados com dentes de capivara, com danças desconexas no bumbar de tambores rotos, que estão quase entrando para a escola de Neuro-cárdio Cirurgiões do Brasil, na redução da qualificação mínima para atendimentos à saúde pública.

E criaram o PROGRAMA MAIS MÉDICOS – com profissionais de CUBA. Mas, a saúde vai mau e vai mal, já que de médico e louco todos têm um pouco, e os “médicos cubanos” têm loucura de montão, com certificados reconhecidos, por administradores loucos.

Concluímos que com a queda contínua do PIB, e da arrecadação de impostos (este em função do PIB), a escassez de verbas para o custeio das estruturas de governo e de estados, vai crescendo, e não há como "imprimir" dinheiro - ressuscita mais ainda a inflação. Nos cortes da Dilma se mandou a tesoura nas verbas dos programas das redes de apoio social.   

Então, Dilma e demais petistas estão "acelerando" a redução de bolsistas de todos os programas sociais, com o holocausto dos pobres e miseráveis. Dilma cortou também verbas do ‘Bolsa Família’...

Um plano bizarro de “criar” menos beneficiários sociais e o governo passar a ter mais dinheiro sobrando para mandar para CUBA, desviar para a SUÍÇA, e queimar em suas administrações de “jecastatus”. Já que a pobreza vai diminuindo, pelo efeito da mortandade dos pobres. E são eles que usam o "SUS e o MEC Público".

Por um lado se vão ficando mais e mais sem educação, e sem educação já se sabe que as condições de asseio, higiene, moradia saudável, boa alimentação, emprego mínimo, menos estresses por falta de dinheiro, menos privações e mais prevenção contra doenças, os pobres por outro lado cedem ao “ceifador governamental” suas seivas, suas parcas forças e energias “extintivas de sobrevivência” e morrem a mingua, antes dos atendimentos do SUS, na porta de hospitais, onde pelo menos há rápida comunicação para remoção de corpos.

Só que esta estratégia faz um grande abate no colégio eleitoral, formado em 70% pelos pobres e miseráveis, incautos e incultos, que votam nestes filhos das putas, e que estimulam o populismo e a demagogia. E para cada pobre morto desta forma há estatísticas que revela a afetação em pelo menos 5 a 7 parentes e amigos, despertando ojeriza e ódio espontâneo. E a numeralogia de votos pode começar a entrar em colapso contra a governança bestial.

A maior crueldade da ignorância é que ela elimina seu próprio portador em poucos anos, lhe mutila de todas as formas, lhe exaure o vigor, lhe assombra os sonhos e lhe apaga a vida. E os políticos sabem desta relação de causas e efeitos, o que facilita a extinção em massa da pobreza. E desta forma um indicador de sucesso de uma governança é eliminar a pobreza e a falta de educação – sem levantarem suspeitas sobre seus crimes recorrentes, com ferramentas de torturas e de execução sutis, e sem rastreabilidade social e de responsabilidade... Afinal são peritos governamentais, e ladrões de sonhos, de vidas e de esperanças.

Abraços,

Lewton




Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!