As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 29-12-2015. Acessado 348 vezes.
Título da Postagem:Temer e Aécio, no cagaço do enfrentamento à crise
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 29-12-2015 @ 10:28 am
[ Avise alguém sobre este texto ]
Tags: Impedimento, crise, incompetência, PT, Dilma, Cunha, Temer, Aécio

Temer e Aécio: no cagaço do enfrentamento à crise

 Dilma aguenta, dizem os controladores de pressão e de medicamentos tarja preta. Dilma está sob a pressão do caos político, do esgarço administrativo, das mudanças sociais e climáticas.

 Quem está controlando as emoções da Dilma, do Cunha e do Temer? Até Aécio está com cagaço em ser o executivo chefe da Falida Corporação Brasil. Informantes dizem que Cunha é a cunha que trava a liberação desta pressão. Fica aí Cunha, até Dilma colapsar. E haja aflição.

 Temer não tem ideia nenhuma em como arrumar a Corporação Brasil. E acredita que o desgaste de se expor como Alto-Murista (o cagão que fica em cima do muro) é bem menor do que enfrentar o ritual do Impedimento de Dilma sem a receita de reorganização desta caótica e convulsiva nação. Temer se lembra que "ajudou" Dilma a fuder o Brasil...

 Não houve nada que Dilma recusou de Temer. E Temer sempre temeu sugerir algo que viesse a dar em merda. E sem fazer isto já deu tanta merda que estragou o ventilador do congresso e que entupiu a tubulação de refrigeração dos palácios - e tem muito cheiro de merda.  

 Temer e Aécio estão na rabeira e na "contramão da tranquilidade". Dilma vai de colapso em colapso - com calmantes, supositórios, charutos cubanos. E haja muita saúde ou capacidade de autocontrole. E a víbora "finge" mostrar domínio da situação.

 Ministros, secretários, assessores, aspones e todos os vadios petistas estão ajudando a "matar" a Dilma. A Imprensa acha que Dilma ganhou tempo até o ano que vem.

 Temer e Aécio tomam medidas aliviadoras, as quais irão ter que tomar mais tempo ou menos tempo. E suas agendas fervilham.

 Vão pensando em poupar o coração e as veias - infarto e AVC - arranjaram Personal para exercícios, entretenimento, esportes, academias de ginásticas, hobbies de movimentação mais física do que mentais e etc.

 Os grandes pavores de Temer e Aécio será quando a cortina cair, Dilma "morrer", e eles ficarem pelados em frente às plateias. São os dois mais prováveis executivos da alta administração da Falida Corporação Brasil.

 Como irão anunciar a relação das suas magníficas ações, deliberações e atividades administrativas de ajuste total desta anarquia sindicalista? Quais situações locais, regionais, de litoral a interior? Eles estão apavorados em serem executados pelas reprovações de suas ideias e sugestões, às quais não têm. Vão botar as gravatas de molho?

 Conseguimos obter com nosso infiltrado de Brasília as 15 menções de ocorrências “pavorosas”, que fazem escorrer merdas nos fundilhos deles. A seguinte relação aumenta a pressão de qualquer veterano violado pela Lei de Murphy:

 1. Surgimento de ocorrência insuperável e desleal;

 2. Perda de pessoal puxa-saco insubstituível;

 3. Criação de filiais partidárias em municípios adversos e sem segurança institucional;

 4. Colapsos na cadeia de suprimentos / fornecedores pelos atrasos nos pagamentos, já com o Tesouro raspado;

 5. Eventos prejudiciais à logística tradicional do tráfico de influência e dos controles oligárquicos;

 6. Prosseguimento da crise econômica de afetação direta às operações da vida social e do comércio;

 7. Reclamação de eleitores, de doadores de campanhas e de serviços em linhas diretas com problemas crônicos;

 8. Recrudescimento da criminalidade sem Segurança Pública, menos rigorosa e sem regulamentação severa;

 9. Desenvolvimento de NÚCLEOS duros e moles de servidores subproduto da escola Petista de incentivos por suborno;

 10. Perda progressiva de receitas em velocidade superior a uma possível arrecadação de recuperação tributária;

 11. Eclosão de conflitos nas localidades de filiais e da matriz da escola Petista;

 12. Ter que elaborar planos econômicos governamentais mais recessivos e empobrecedores de modo provocar a revolta final;

 13. Atos de Terrorismo contra aliados, às instalações pró-ordem e aos desenvolvedores de serviços e de processos de restauração civilizatória;

 14. "Acidentes" calamitosos dentro e fora da expectativa administrativa com perdas de vidas e de patrimônios;

 15. Perseguições de políticos escroques sem conduta patriótica em projetos e propostas federais, estaduais e municipais.

 Estes itens NÃO estão listados em ordem de importância. São as 15 ocorrências que colocaram Temer e Aécio numa espécie de “pânico e expectativas receosas”.

 Independentemente do tipo destas ocorrências o NOVO executivo da Falida Corporação Brasil terá que REAGIR ou PRO-ATIVAR enfrentamentos desgastantes, polêmicos e frustrantes com planos de ação de modo racional, equilibrado e científico. Estes três últimos fatores - racional, equilibrado e científico - NÃO são encontrados nem em Temer e nem em Aécio. 

 Estados característicos dos Executivos-Presidentes de Nações do 1º Mundo e BEM SUCEDIDOS, são: 1. Sangue frio, 2. Memória profunda, 3. Agilidade de raciocínio, 4. Tolerante racional, 5. Coordenações objetivas, 6. Liderança compartilhada, 7. Recompensador de esforços, 8. Coragem calculada, 9. Questionador do óbvio, 10. Responsabilidade eclética. E Dilma não tem nenhuma porra desta e nem outra.  

 O infiltrado de Brasília nos traz os problemas mais comuns de saúde que vêm afetando Dilma, Cunha, Temer e Aécio - excluindo câncer, infartos e AVCs:

(1) O bruxismo range;

(2) O olho treme;

(3) O estômago dói;

(4) O labirinto desequilibra;

(5) A palpitação sacode;

(6) A dor de cabeça explode;

(7) A tonteira exaspera;

(8) A caganeira debilita;

(9) A impotência assombra;

(10) A sudorese encharca;

(11) A gagueira cacofoniza;

(12) O branco mental bloqueia;

(13) A coluna tranca;

(14) A coceira queima;

(15) A descamação inflama;

 Para ele restam um breve imediato momento de provações, expiações, dor e sofrimentos, sendo obrigados a viverem no limiar da loucura, desencadeando possíveis problemas de conduta, como já se assiste nas dislexias de Dilma e das suas mandiocas.

 Falam que neste mundo negro Dilma é compelida a “síndrome da fuga do serviço”. Uma vez estava escondida no armário - talvez onde guarda as armas do seu terrorismo.

(1) Finge de morta ou zumbi.

(2) Esconde-se dos eventos de rotina.

(3) Imiscui-se das responsabilidades.

  
O Caos da Falida Corporação Brasil vem tecnicamente de 5 lapsos básicos dos fracassos administrativos, desde aqueles existentes nos banheiros públicos de rodoviárias até aqueles nos tapetes e sofás dos mausoléus palacianos de vadios metidos a administradores executivos:

(1) Homem (mulher) errado (a);

(2) No lugar errado;

(3) Com orientação errada;

(4) Sem qualificação técnica-administrativa;

(5) Usando ferramentas e métodos errados;

 E as várias “síndromes” do desespero estão a esganar os pescoços dos pescoçudos Dilma, Cunha, Temer e Aécio:

- Da PF pela Lava-jato está chamando;

- Da pré-reunião pedida por algum advogado para ajustar testemunhos;

- Da avaliação do IBOPE, DATA FOLHA, VOX POPULI e das manifestações de rua;

- Do Impedimento que em verdade está sendo como a fagulha do incêndio de uma reengenharia organizacional em todos os governos e poderes da república;

 Todo o dia Dilma tem problemas de saúde de fundo emocional e psicológico. Ela está em desespero, e assim fragilizando o Petismo coletivo, provocando depressão em grupo.

(1) Máquina da república está quebrada;

(2) O Estado virou pagador "vaga-lume" -  ora paga - ora não paga, ora paga - ora não paga;

(3) Comunicações incompatíveis entre si e entre todos;

(4) Sistemas lentos e congestionados, burocratizados pela corrupção a espera de comissões facilitadoras;

(5) Sistemas fora do ar: mental, intelectual, espiritual e moral;

(6) Pessoal mal treinado, de má fé, má vontade e má qualificação;

(7) Fluxos de operação sem sincronicidade e sem compromissos com datas e prazos;

(8) Inimiga do eleitor e do contribuinte;

(9) Cara na manutenção corporativa, agravando a Dívida Pública;

(10) Rápida na obsolescência induzida pelos eventos inéditos sem inteligência organizada e sistêmica para combate e eliminação;

 O FICA DILMA: vai ajudar o Brasil a reconhecer os futuros "pedintes de votos" para nos sacanear como nos fazem Dilma, Cunha, Temer e Aécio.

Abraços,

Lewton.




Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!