As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 15-01-2016. Acessado 164 vezes.
Título da Postagem:SEBRAE E SISTEMA S por uma reconfiguração para recuperação da economia
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 15-01-2016 @ 03:43 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Tags: Sebrae, Sistema S, crise econômica, qualificação, qualidade, produtividade, PIB

SEBRAE E SISTEMA S por uma reconfiguração para recuperação da economia 

Reclamação do atraso no pedido de Botijão de Gás ULTRAGAZ - serviços precários com assistência técnica e comercial precárias... E agora?

As instituições de fomento de abertura de empresas e de apoio às suas atividades, têm incentivado o empreendedorismo. Bom gesto econômico e patriótico. Entretanto, quase 100% das pessoas, em relações de consumo, com tais empresas, têm RECLAMAÇÕES a fazer.
 
Pega-se falhas, defeitos e vícios em quase tudo. Qualidade é base dos problemas. O empreendedorismo da crise econômica, levantado pela necessidade dos indivíduos terem uma atividade, negócio e emprego, em mais de 60% das aberturas de empresas, elas fecham em até 24 meses. Por problemas relacionados à Qualidade e Produtividade dos negócios. Algumas sobrevivem ao máximo de 5 anos, com grandes passivos decorrentes da MÁ ADMINISTRAÇÃO da Qualidade e Produtividade.  
 
Dentre as várias fontes estatísticas, de fechamento de empresas, o Sistema S anuncia dados mais convenientemente relacionados à sua assistência e apoio, do que a realidade do consumo no modo em que se manifesta. Em todo caso a base de falência de empresas atinge mais de 60% em 24 meses após a sua abertura. O SEBRAE e os Sistema S estão afinizados com partidos políticos, engolindo SAPOS e indicações rasteiras, e estão deserdados de uma supervisão técnica capacitada à necessidade das NOVAS empresas.
 
Tais instituições de fomento lançam mãos e cérebros de conceitos, técnicas, métodos e sistemas sobre os quais não possuem LICENÇA COMERCIAL para atos de consultoria e de orientações técnicas. Apesar dos serviços serem GRATUITOS aos seus tomadores, eles são precários em Educação e Treinamento em Administração da Qualidade e da Produtividade. E bem precários em face da qualificação de alguns de seus consultores.
 
Não basta incentivos à abertura de empresas, precisamos entender que a permanência operacional delas é muito mais importante sob os aspectos da Administração da Qualidade e da Produtividade. Uma vez que as pequenas empresas conseguem em média abrirem de 2 a 5 vagas de trabalho.
 
O SEBRAE e os Sistema S devem ser cobrados pelos empresários, taxados obrigatoriamente com contribuições mantenedoras, em face da selvageria tributária do país, com base em indicadores diretos, de mensuração padronizada e normatizada, para que se possa balancear custos de abertura e manutenção de empresas, custos mantenedores dos sistemas e resultados práticos nos PIB dos municípios e estados - conferindo produtividade às verbas das contribuições mantenedoras em que os empresários são taxados.   
 
Caso => Empresa ULTRAGAZ.
 
Data 15/01/2016 - Fizemos o pedido URGENTE de um botijão de gás. Era 12:30 havendo necessidade de fazer o nosso almoço. A atendente pediu nome, telefone e obviamente o endereço. Às 14:10 o entregador não havia aparecido. Retornamos o pedido à atendente, e esta disse que havia repassado o pedido para o entregador "volante". Repassou simplesmente? Sem acompanhamento do cumprimento da entrega? Depois de nossas reclamações ela disse que o apartamento anotado era o 1.001 do prédio da entrega. Informamos anteriormente que o apartamento era 1.004. Houve erro de anotação do pedido? Além da NÃO-entrega? Se ela tinha o telefone que fornecemos, por que não pediu confirmação do número do apartamento, se o entregador tivesse chamado ao interfone e não foi atendido? Logo nem o entregador foi ao local para a entrega. Este caso é o segundo em dois dias. Dia 14/01/2016 solicitamos um botijão em outra empresa e até hoje "nélis du petit-beri". 
 
Serviços no Brasil, em todo lugar são um escárnio... 
 
Após a 2ª chamada, o "nosso" botijão da Ultragaz chegou às 15:00 - após nossos 3 sanduíches e uma jarra de suco. 
 
Abraços,
 
Lewton



Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!