As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 03-03-2016. Acessado 209 vezes.
Título da Postagem:A Auto Insuficiência Administrativa do PETISMO, Lula e Dilma são defuntos
Titular:Lewton Burity Verri
Nome de usuário:Lewton
Última alteração em 03-03-2016 @ 08:17 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Tags: Crise, fechamento de fábricas, automobilísticas, desemprego, empobrecimento

 A AUTO-INSUFICIÊNCIA ADMINISTRATIVA DO PETISMO - LULA E DILMA: DEFUNTOS POLÍTICOS

 
Estamos ficando, sem veículos, sem emprego (estes, sem renda mensal) e estamos ficando mais POBRES, os que ainda têm emprego. Portanto, devemos começar a PENSAR em novas revoluções tecnológicas...
 
Além do DESEMPREGO que NÃO DESAPEGA, tivemos BAIXA NA RENDA SALARIAL, entre os que ainda têm empregos, e o FECHAMENTO DE FÁBRICAS AUTOMOBILÍSTICAS.
 
Você sabe "Como anda a indústria automobilística"? Estamos caminhando para perdermos nossos empregos - ATENÇÃO PATRIOTAS... Tem muito profissional OLHANDO PARA O UMBIGO!
 
http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/como-anda-a-industria-automobilistica-no-brasil-ate-agora 
 
Luísa Melo, de EXAME.com
 
São Paulo - A crise econômica acertou em cheio as montadoras. De janeiro a agosto, 1,4 milhão de carros foram vendidos, 19,36% menos do que no mesmo período do ano passado.
 
Com vendas e lucros menores, os funcionários da indústria também acabaram pagando o preço e 10.200 demissões já foram contabilizadas em 2015.
 
Abaixo, vejam outros números que ilustram a situação do setor.
 
. 10.200 demissões em 2015;
. 12.500 demissões em 2014;
. 172.636 carros emplacados em agosto/2015, - 7,68% do que as vendas de julho/2015 e - 20,46% do que as vendas de agosto/2014;
. 1,4 milhão de veículos foram vendidos até agosto/2015 - representa uma queda de 19,36% ante o mesmo período de 2014;
 
A indústria Automobilística PUXA o desenvolvimento de outras indústrias complementares:
 
1. Vidros e lentes, 
2. Aço, Ferro, Alumínio e Cobre, 
3. Borrachas e Plásticos, 
4. Fundições e Usinagens, 
5. Tintas, Solventes e Substâncias Químicas, 
6. Componentes Elétricos, Eletrônicos, Hidráulicos, Mecânicos, Pneumáticos, 
7. Ferramentas e Instrumentos de Medição, Contagem e Pesagem, e de Computação, 
8. Tecidos e Sintéticos, 
9. Condicionam a interação tecnológica e comercial de uma rede fornecedora, ou de um cinturão de fornecedores e 
10. Agregam elementos e recursos industriais de alto valor estratégico agregado.
 
ECONOMIA 18/02/2016 10:12
 
Vejam como está a empregabilidade na INDÚSTRIA: "Emprego industrial recuou em todos os 18 setores em 2015"
 
http://exame.abril.com.br/economia/noticias/ibge-emprego-industrial-recuou-em-todos-os-18-setores-apurados-em-2015 
 
Engenharia industrial
 
Crise: o emprego industrial teve retração de 6,2% no ano passado, de acordo com os dados da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário
 
Daniela Amorim, do Estadão
 
Rio de Janeiro - Todos os 18 setores da indústria nacional investigados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) cortaram postos de trabalho em 2015.
 
O emprego industrial teve retração de 6,2% no ano passado, de acordo com os dados da Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário.
 
CONFIRMEM AQUI ==> As contribuições mais relevantes para o desempenho negativo na média nacional foram de meios de transporte (-11,4%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-13,9%), produtos de metal (-10,7%), máquinas e equipamentos (-8,3%), alimentos e bebidas (-2,2%), outros produtos da indústria de transformação (-9,7%), vestuário (-6,4%), borracha e plástico (-5,7%), calçados e couro (-6,8%), metalurgia básica (-7,5%), minerais não-metálicos (-4,8%), produtos têxteis (-5,7%), papel e gráfica (-3,5%) e indústrias extrativas (-4,7%).
 
==> Vejam quanto caiu a renda média de janeiro de 2015 para janeiro de 2016:
 
Link: http://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2016/02/25/renda-media-cai-74-em-um-ano-para-r-224290-salvador-lidera-queda.htm 
 
= Salvador: de R$ 1.882,80 para R$ 1.619,20 (R$ 263,60 a menos, ou -14%);
 
= Belo Horizonte: de R$ 2.214,86 para R$ 2.006,70 (R$ 208,16 a menos, ou -9,4%);
 
= Rio de Janeiro: de R$ 2.682,58 para R$ 2.432,20 (R$ 250,38 a menos, ou -9,3%);
 
= São Paulo: de R$ 2.526,55 para R$ 2.377,10 (R$ 149,45 a menos, ou -5,9%);
 
= Porto Alegre: de R$ 2.396,45 para R$ 2.257,10 (R$ 139,35 a menos, ou -5,8%);
 
= Recife: de R$ 1.767,85 para R$ 1.699 (R$ 68,85 a menos, ou -3,9%).
 
Estamos ficando, sem veículos, sem emprego (estes, sem renda mensal) e estamos ficando mais POBRES, os que ainda têm emprego. Portanto, devemos começar a PENSAR em novas revoluções tecnológicas...



Bookmark and Share
Outas colaborações de Lewton
Veja Mais
Perfil de Lewton
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!