As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 02-22-2007. Acessado 1001 vezes.
Título da Postagem:Indignação com a morte de policiais e cidadãos de bem
Titular:Claudio Cassimiro Dias
Nome de usuário:CCassimiro
Última alteração em 02-22-2007 @ 03:20 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

Curriculum Vitae 

Autor: Criminólogo - Cláudio Cassimiro Dias

Indignação é a palavra certa para o que estamos sentindo nesse momento. Policiais sendo mortos por marginais, que não valorizam a vida humana, que simplesmente sacam suas armas ilegais para sacrificar o cidadão de bem, policial ou pessoa da sociedade.

As atenções estão voltadas para o Rio e São Paulo, mas a violência em Minas Gerais está crescendo diante de nossos olhos, sem que as autoridades de Segurança Pública dêem a devida importância para as mortes que têm acontecido com policiais de nosso estado. Já são quatro policiais mortos, em menos de 20 dias do ano de 2.007. Somente no mês de janeiro de 2007, até o dia 20 já foram assassinados quatro policiais em combate, protegendo a sociedade mineira, em trocas de tiros com marginais, sendo que em um dos casos a ousadia do marginal foi tanta que tomou um carro de assalto e passou com o carro por cima de um policial militar, que havia detido um dos comparsas do marginal, que acabara de fazer um assalto.

As famílias estão consternadas e pedindo justiça, pois parece que justiça só é feita quando um marginal reclama da ação da polícia. Aí sim, o policial fica preso, sub judice, não pode ser promovido e ainda por cima, o marginal passa a ser herói na história.

É hora de dar um basta, pois, a sociedade está sofrendo como um todo. As mortes de policiais demonstram que a marginalidade não respeita nem o poder constituído do estado, através de sua força policial. É importante lembrar que o policial que hoje protege o estado de Minas gerais é fruto e da sociedade, podendo ser um filho de um conhecido, um parente, um pai, uma mãe. Ou seja, todos nós temos ou um parente, ou um amigo que serve na Polícia Militar, Bombeiro ou Polícia Civil.

A sociedade não entende porque as notícias de policiais que são mortos por marginais não passam na televisão, não saem nos jornais, e nem no radio. E quando sai alguma matéria sobre a morte de policiais, esta é a mais breve, possível. Por outro lado, quando ocorre qualquer coisinha com algum marginal, aí sim, a notícia sai até na primeira página dos mais importantes jornais do estado.

Precisamos cobrar da Imprensa falada, escrita e televisada uma postura mais firme com relação as mortes que tem ocorrido em nosso estado de Minas Gerais, antes que nosso querido estado se torne uma Praça de Guerra, como ocorreu, em São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito santo, onde ônibus foram queimados, pessoas queimadas vivas, bombas colocadas em diversos pontos da cidade, prédios públicos metralhados.

Não, definitivamente, não é isso que queremos em nosso estado, mas se não tomarmos medidas rápidas sobre as mortes de policiais, certamente, se não respeitam nem a polícia, o que será do cidadão de bem?




Bookmark and Share

Comente
Olá Visitante. Este usuário permite que você comente mas antes é necessário informar seu nome e email pessoal válido e ativo.
Você receberá um email de confirmação.
Nome: Obrigatório
Digite seu Email: Obrigatório. Não será divulgado.
Redigite seu Email: Obrigatório. Não será divulgado.
Código de segurança:_YA_SECURITYCODE
Digite o código de segurança:
  [ Voltar ]
Outas colaborações de CCassimiro
Veja Mais
Perfil de anonimo
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!