As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 03-10-2007. Acessado 774 vezes.
Título da Postagem:O que se espera do Alto Comando do Exército?
Titular:GTMelo
Nome de usuário:GrupoGuararapes
Última alteração em 03-10-2007 @ 02:38 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Estamos Vivos! Grupo Guararapes!

Depois de conversar com alguns amigos, que me assessoraram com extrema lealdade sobre a NOSSA INSTITUIÇÃO e suas responsabilidades no contexto nacional e internacional, resolvemos escrever o artigo abaixo. Eu, por ter pertencido ao Alto Comando do Exército e eles, por terem me ajudado a percorrer esse meio século de vida militar com dedicação exclusiva, honra e dignidade.

Gen Ex Antônio Araújo de Medeiros

 

O que se espera do Alto Comando do Exército?

 

Que seja um colegiado composto pelos mais experimentados e competentes oficiais do Exército e que, como tal, pense o presente, projete e construa o futuro do Exército no contexto da Nação, realizando estas atividades inspirado nos Princípios Fundamentais estabelecidos pela Sociedade em sua Carta Magna e, orientado e condicionado às missões que incumbem às Forças Armadas, no mesmo texto constitucional.

 

Para tal, deve acompanhar, atento e permanentemente, a evolução política, econômica, social, científico-tecnológica e diplomática da Nação, de forma a poder projetar-lhe o futuro e confrontá-lo com os anseios da Sociedade, expressos nos princípios já citados e posicionar-se, como referência, de forma transparente e sem comprometimento político ou ideológico, sempre que os rumos tomados venham a conflitar com aqueles princípios ou a interferir, de forma negativa, em seu dever constitucional.

 

Da mesma forma, deve estar atento à evolução das relações internacionais, identificando atos, fatos, posturas e ambições que, por sua natureza, possam vir a constituir-se em razões de conflito ou de ameaça, real ou potencial, aos interesses nacionais ou à segurança do Estado, de forma a dar alerta oportuno e orientação segura ao Poder Público e à Sociedade para a eliminação ou neutralização de eventuais vulnerabilidades e deficiências existentes na estrutura e nos meios de defesa.

 

Espera-se também que o Alto Comando do Exército (ACE) seja capaz de, com a mesma visão de futuro, escolher, profissional e criteriosamente, com isenção, justiça e objetividade, os militares que deverão ocupar os cargos de maior relevância no comando e na administração do Exército, dando respaldo, consistência e continuidade ao cumprimento de suas missões constitucionais e ao que se espera do próprio Alto Comando.

 

Assim, no processo das promoções, seus membros devem estar infensos a interesses, vaidades e predileções pessoais, colocando-se a salvo da interferência danosa e desagregadora de bajuladores e oportunistas, de forma, não apenas a recompensar desempenhos e competências, mas, a dar-lhes continuidade, atribuindo maiores e mais complexas responsabilidades àqueles que, por seus predicados, obras e atitudes, serão capazes de entender e dar suporte ao papel do Exército junto à Sociedade brasileira.

 

Espera-se que o ACE saiba prevenir-se de escolher, para os altos cargos do Exército, militares de natureza omissa, sem iniciativa, acovardados pela vaidade e pelo medo de errar, ou arrogantes, presunçosos e prepotentes, que, por insegurança ou inveja, tolhem as iniciativas e as virtudes de seus subordinados, escondendo suas fraquezas e mazelas atrás da máscara da soberba.

 

Espera-se que suas escolhas recaiam sobre militares inteligentes e preparados, que não tenham receio de decidir ou de expressar suas opiniões, que não deixem seus subordinados sem orientação ou respostas, que não limitem a sua visão e atuação aos contornos bem definidos de suas missões, que sejam criativos, que ousem e façam ousar, que tenham absoluta convicção de suas competências, que sejam persistentes e tenazes na defesa de seus pontos de vista, que saibam que só não erra quem não faz e que só não perde quem não joga, enfim, que tenham demonstrado, ao longo de suas carreiras, serem dotados das virtudes que definem o Chefe e Líder Militar!

 

É o que se espera do Alto Comando, para o bem do Exército e do Brasil!

 

 

Gen Ex Antônio Araújo de Medeiros

Fonte: Email de Luciano Salgado




Bookmark and Share

Comentários

Iracema em 27-01-2009 às 04:44 pm

Para mover a chuva das emoções sòmente com os momentos da razão, quase perceptíveis. Parabéns pelo talento meu querido poeta. Seja essa ponte de emoção que garante mover solidão e restaurar a felicidade constante. Um beijo na a'lma.


Outas colaborações de GrupoGuararapes
Veja Mais
Perfil de GrupoGuararapes
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!