As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 05-04-2007. Acessado 687 vezes.
Título da Postagem:A realidade não é tranquilizadora
Titular:GTMelo
Nome de usuário:GrupoGuararapes
Última alteração em 05-04-2007 @ 04:26 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]
Estamos Vivos! Grupo Guararapes!
Repasso a msg do Cel Aristarcho, que é da minha turma de AMAN.
Abs Fernando
 
Aos amigos

1. A realidade não é tranquilizadora. A crise está apenas começando. O povo precisa ver e ouvir.

2.O governo que estimula a sindicalização e associação ilegal de militares, e que desautoriza e desmoraliza os comandos para institucionalizar o caos que lhe permita acelerar a instalação da nova ordem socialista sulamericana determinada pelas resoluções do Foro de São Paulo , é traidor da Pátria.

3.Todo funcionário público ou de estado , seja ele policial, militar ou burocrata, que se utiliza covardemente das instalações, equipamentos e/ou armamentos, que lhe estão confiados , para exercer pressão contra a sociedade a fim de ver atendidos seus interesses particulares, fica moralmente igualado a um sequestrador, é criminoso e merece cadeia grossa e nenhuma concessão.

4.Se o criminoso é militar, é juridicamente traidor; moralmente, de novo traidor do povo a quem serve e de seu próprio juramento .

Os códigos penal e de processo militar, aprovados por leis vigentes no país, estabelecem a conduta a ser tomada e nenhuma lei brasileira permite que o presidente do país determine o não cumprimento de obrigações legais por parte de comandantes militares.

5. Nenhum comandante militar deve cumprir ordens ilegais.

Nenhum comandante militar pode compactuar, ser conivente ou tolerante com a insubordinação e com o crime de motim definido em lei, sob pena de se tornar cúmplice, ou seja, também criminoso.

Nenhum militar deve cumprir ordens de Chefe de Casa Civil ou outro qualquer membro do governo fora da cadeia de comando..

Nenhum comandante militar deve cumprir ordens de juízes que mandem o comandante deixar de cumprir atriibuições perfeitamente definidas em lei.

6. Os controladores de vôo não querem que se esclareça o povo:

- entraram na Escola de Especialistas da Aeronáutica voluntariamente, sabendo o que os esperava, e fizeram juramento de serviço á Pátria e respeito à ordem e à disciplina;

- seu horário de trabalho concede folgas maiores do que nos outros países;

- iniciam a carreira com vencimentos inferiores aos dos controladores civis, mas com as promoções militares, ultrapassam aqueles;

- eles, e seus dependentes, em compensação legal por cumprirem suas obrigações militares, gozam de :

- plano de saúde completo, com assistência médica, odontológica e hospitalar sem restrições no país e no exterior;

- promoções como sargentos, até suboficial, podendo ingressar no oficialato;

- estabilidade no emprego;

- pagamento integral das despesas, mais ajuda de custo em caso de transferência (Obs - a transferência é uma sujeição comum a todos o militares, que ingressarem na carreira sabem dessa obrigação legal);

- aposentadoria integral garantida;

- adicional de férias;

- alojamento nos quartéis e alimentação completa, bastando estar presente no horário da refeição;

- auxilio creche;

- auxilio para filho com necessidades especiais;

- auxilio financeiro indenizável e não indenizável;

- auxilio para aquisição de fardamento;

- moradia em próprios nacionais residenciais disponíveis.

- devido às folgas excessivas e absurdas , faltam operadores que ficam de folga , trabalhando em outros empregos e não descansando. Isso sobrecarrega o sistema de controle aéreo.


- todos os controladores de vôo têm outros empregos , fazendo da FAB o "bico" que lhes dá segurança.

7. Se os sargentos não se enquadram na cadeia hierárquica, e não são civis, a quem esses funcionários respondem? Se a ninguém mais, então a sociedade, que já está à mercê dos caprichos da policia federal, ora exercendo arbitrariedades, ora se paralizando, agora vai ter que pedir autorização aos controladores de vôo para utilizar o transporte aéreo de carga e de pessoal?

8.Os controladores estão sendo conduzidos e colocados contra a sociedade e contra a instituição à qual pertencem, com absoluta conivência e cumplicidade do governo federal.

9.Aqueles que não lograram transformar o nosso Brasil em outra Cuba. lembramos que os vencidos em 1935, em 31 de março de 1964, de 1967 a 1969, e em 1974 no Araguaia, agora estão no governo. Eles não conseguem estabelecer um mínimo de ordem na cidade e no campo. Precisam alterar os protocolos estatísticos oficiais para criar " um falso desenvolvimento". Submetem nosso Brasil a toda sorte de constrangimentos internos e externos.

Acordemos, antes que seja tarde.

A covardia não salva o destino.

Saudações patrióticas.

Em 31 de março de 2007, 34o ano da Revolução Democrática.

Aristarcho Pessôa Cavalcanti de Albuquerque Neto.

Coronel Pára-quedista da Reserva do Exército de Caxias .



Bookmark and Share
Outas colaborações de GrupoGuararapes
Veja Mais
Perfil de GrupoGuararapes
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!