As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 03-28-2008. Acessado 497 vezes.
Título da Postagem:Discurso de um senador
Titular:GTMelo
Nome de usuário:GrupoGuararapes
Última alteração em 03-28-2008 @ 11:20 am
[ Avise alguém sobre este texto ]
Estamos Vivos! Grupo Guararapes!

O Senado da República ouviu um discurso de um senador com palavras patrióticas, no dia 06.03.2008, quando teceu judiciosas considerações sobre o recente conflito motivado pela existência, ainda, hoje, das terroristas FARC, motivo recente de um sério desentendimento diplomático entre a Colômbia e o Equador, com o intrometimento belicoso, sem sentido, do inconseqüente Sr. Hugo Chavez.

No decorrer do pronunciamento, considerando inclusive a possibilidade de uma guerra entre nações sul americanas, o senador, com muita propriedade e oportunidade, disse que, devido à grande responsabilidade do Brasil, como a maior nação do continente, e às suas imensas fronteiras - marítimas, terrestres e espaço aéreo, o Governo Brasileiro deveria melhor prestigiar e reequipar as suas Forças Armadas. Usou, ainda, a famosa, conhecida e antiga verdade histórica: “Se queres a Paz, prepara-te para a Guerra”.

      Queremos, apenas, lembrar-lhe que, por um desses equívocos no uso de uma frase ou do emprego inadequado de uma palavra, que podem ocorrer em qualquer discurso, o senador, ligou o desaparelhamento das Forças Armadas aos Governos Militares, a partir dos quais, as Forças Armadas perderam a “simpatia” da maioria do Povo Brasileiro. E é sobre o emprego inadequado desta palavra, SIMPATIA, que queremos fazer-lhe um reparo para que não continue a repetir o que não conhece.

      Com toda certeza e com absoluta convicção, afirmamos que o senador deveria fazer uma busca em todas as Pesquisas de Opinião realizadas no Brasil, desde o fim dos Governos Militares, O senador irá encontrar, SEMPRE, as Forças Armadas, entre as Instituições que aparecem merecendo o maior RESPEITO e CONFIANÇA do Povo Brasileiro, normalmente em primeiro lugar, perdendo por vezes, e em pequena margem, para a Igreja e colocando em último lugar os partidos políticos.

      E voltando às FARC, que o senador classificou, com muita propriedade,  como facção de criminosos, terroristas e seqüestradores, medite e faça seus pares meditarem sobre o seguinte: - o que poderia ter acontecido com o Brasil, se os Governos Militares não tivessem sido implacáveis, no combate, até a derrota total das Guerrilhas, Urbana e Rural, que aqui quiseram se instalar a partir dos idos de 1968?  S. Exa. se fizer as contas, verá que é mais ou menos o mesmo tempo em que as FARC tiveram início na Colômbia. A propósito da ação dos Governos Militares, não se esqueça, também, de que, ao contrário de outros países das Américas, o Brasil, desde 1985, vive um exemplo de Democracia, legado dos Governos Militares, embora um tanta desvirtuada pelas esquerdas marxistas no Poder, que enveredaram pelo roubo descarado. Governos ditos militares que, por iniciativa própria, entregaram o Poder aos Civis logo após a aparente pacificação da Nação, concedendo, magnanimamente, o retorno de todos os exilados, mesmo contra a vontade de grandes líderes políticos da Oposição, hoje, até, exaltados, como defensores da Democracia.

      O Brasil precisa de políticos que se portem patrioticamente. 




Bookmark and Share
Outas colaborações de GrupoGuararapes
Veja Mais
Perfil de GrupoGuararapes
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!