As opiniões expressas neste artigo e seus comentários não representam a opinião do Portal Militar, das Forças Armadas e Auxiliares, ou de qualquer
outro órgão governamental, mas tão somente a opinião do usuário. Os comentários são moderados pelo usuário.
 
Denuncie | Colaboradores: Todos | Mais novos ] - [ Textos: Novas | Últimas ]

O autor decide se visitantes podem comentar.
 
Postada em 09-13-2008. Acessado 703 vezes.
Título da Postagem:Reformas na legislação brasileira
Titular:Antonio Carlos Mesquita do Amaral
Nome de usuário:ACMA
Última alteração em 09-13-2008 @ 03:32 pm
[ Avise alguém sobre este texto ]

 

Não bastasse os assassinatos dos prefeitos paulistas, do promotor mineiro e de Juizes, o Congresso Nacional continua se envolvendo com assuntos de caráter investigatório.

No governo anterior, prometeram tomar atitudes no combate ao crime organizado que infestam as grandes cidades.

Mesmo com o desencadeamento de um maior volume de violências no Rio de Janeiro e São Paulo muito pouco foi feito para se notar resultados mais consistentes.

O que se observa são Governadores se desincumbindo de responsabilidades carcerárias sobre os chefes da criminalidade.

Certo programa televisivo apresentou um quadro de estarrecer a sensibilidade humana, ao focalizar famintos em lixão.

Aquelas cenas deveriam corar a face de qualquer parlamentar que se preze, levando-o a um momento de reflexão e exame de consciência.

Por algum motivo muito especial, o nosso país foi abençoado pela divina mãe natureza, livrando-o das agruras de seus fenômenos mais violentos.

Em contrapartida, se depara com a incúria dos que devem administrá-lo e com o catastrófico desvio de dinheiro público, pelos integrantes da turma do colarinho branco.

Enquanto muitas nações, em pouco tempo se recuperam de desastres atmosféricos e às vezes com os provocados por conflitos armados, nem aos brasileiros mais pobres, conseguem proporcionar vida humana razoável, evitando que dos bolsôes de miséria saia material humano para engrossar as hostes criminosas e o MST.

Foi necessário um operário assumir o governo, para tomarem uma atitude mais abrangente na erradicação da fome.

Sem reformas de peso na legislação penal brasileira, para o enfrentamento da violência, do crime organizado e máfias de várias etnias que operam no país, qualquer outra medida diferente será inócua.

Para os criminosos, que se dão ao direito de julgar e condenar à morte, autoridades constituídas, a reciprocidade deve ser a mesma, mas bem mais rigorosa.

Enquanto os integrantes da guerrilha urbana, dos grupos esparsos e os indivíduos isolados, envolvidos com todos os tipos de delitos não forem considerados inimigos da sociedade e proscritos criminosos de guerra urbana e definitivamente réus de morte a revelia, sem direito a defesa de quem quer que seja, menos ainda, de rábulas de porta de cadeia, com tratamentos públicos repressivo de violência redobrada, o povo brasileiro jamais voltará a ter tranqüilidade.

Outro aspecto que deve ser levado em muita consideração é a diferença remuneratória entre as categorias policiais que se incumbem do serviço de escolta e guarda dos presídios especiais e integram a Guarda Nacional.

Tratamento diferenciado neste mister, poderá provocar desvio de caráter, impelindo-a a espionarem dentro da própria instituição em favor do crime.

Como democracia é soberania popular, o povo, por meio de plebiscito, poderá dizer do desejo de mudanças na lei repressiva.

A demora numa solução plausível e imediata do problema, nos proporcionará, em futuro não muito distante, assistirmos a ocupação das cadeiras legislativas, por indivíduos desqualificados, mal-encarados e armados. (a)Antonio Carlos Mesquita do Amaral

 

 

 

 




Bookmark and Share

Comente
Olá Visitante. Este usuário permite que você comente mas antes é necessário informar seu nome e email pessoal válido e ativo.
Você receberá um email de confirmação.
Nome: Obrigatório
Digite seu Email: Obrigatório. Não será divulgado.
Redigite seu Email: Obrigatório. Não será divulgado.
Código de segurança:_YA_SECURITYCODE
Digite o código de segurança:
  [ Voltar ]
Outas colaborações de ACMA
Veja Mais
Perfil de anonimo
Perfil do Usuário
Junte-se a nós!
Junte-se a nós!