Sargentos na linha de frente - Que barbada | Blog do Missões | Portal Militar

Blog do Missões

Perfil do ogum
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Sargentos na linha de frente - Que barbada

Publicado em 12 de Nov. de 2009

2636 Visualizações



Novamente temos que aceitar que o bom Exército Brasileiro, representado por pessoas corretas, até prova em contrário, vem neste momento, inserir em seus quadros de Sgt Temporário, 54 homens e 18 mulheres (atletas) que participarão dos Jogos Mundiais Militares.
Nem vou falar de Marinha e Aeronáutica.
Pergunto se algum desses novos colegas participaram de algum concurso para ingressarem nas Forças Armadas?
Em Santa Maria-RS, o MPM e MPF estão investigando a lisura, transparência nas convocações de oficiais temporários, em especial dentistas, pois suspeita-se de apadrinhamento.
Fala-se tanto em diminuir despesas, cortar gastos, que a folha de pagamento das FFAA é muito inchada, portanto fica difícil de dar um aumento salarial em maior porcentagem. Cobram tudo e mais um pouco em termos de hierarquia e disciplina, concordo com isso, pois somos militares das FFAA.
Então leio na notícia abaixo, que nossos novos colegas terão algumas regalias e recebendo um pomposo salário de R$ 2.500,00 porque irão defender nossas FFAA nos Jogos Mundiais Militares, puxa vida, como fica a motivação dos militares que cumprem o expediente todos os dias, escala de serviço entre várias missões?
Ainda querem pregar moral, aplicar o RDE, RISG, como pôde as nossas FFAA terem chegado até este ponto?
Fica aqui minha indignação - não contra os novos colegas atletas, mas direcionada a quem permitiu isso.
De barbada, quando forem licenciados das FFAA armadas, ainda levarão como prêmio a Compensação Pecuniária de 7 anos (caso fiquem todo o tempo); nós receberemos 4 vencimentos brutos do último posto/graduação, isso é uma PIADA.




Jornal o Globo

Sargentos na linha de frente

Exército apresenta atletas olímpicos que disputarão os Jogos Militares, no Rio, em 2011

Ary Cunha



A nova tropa de elite do Exército Brasileiro já foi apresentada ao alto comando de carreira, mas ainda não sabe marchar ou prestar continência direito. Nunca pegou num fuzil e terá sua primeira instrução de tiro na sexta-feira. Acampamento na selva, só por dois dias, durante toda a formação militar. Cabelo reco não é obrigatório e tatuagens podem extrapolar os limites da farda. Quem tiver compromisso, basta avisar ao comando e está liberado do serviço. Com apenas um dia de quartel, os 72 novos incorporados (54 homens e 18 mulheres) já receberam a patente de 3 Sargento, com soldo de R$2,5 mil mensais. Alguma coisa estava fora da ordem unida, ontem de manhã, no Forte São João, na Urca.

Apresentados sob sol escaldante, de short preto e camiseta branca com patente, nome e sobrenome bordados, SGT Tiago Camilo, SGT Keila Costa, SGT Vicente Lenilson, SGT Natália Falavigna, SGT Hudson de Souza e SGT Leandro Guilheiro, entre outras autoridades do esporte olímpico brasileiro, terão a missão de defender a soberania nacional, durante os V Jogos Mundiais Militares, entre 17 e 24 de julho de 2011, no Rio.



Serão 4.900 atletas em 20 modalidades

No pelotão especial que repetia gritos de guerra, mas mostrava pouca intimidade com comandos do tipo "Sentido!" e "À direita, volver!", havia até sargentos boleiros e velhos conhecidos do torcedor carioca: SGT Bruno Carvalho (ex-lateral de Vasco, Botafogo, Flamengo, Fluminense e seleção brasileira) e SGT Fábio Augusto (ex-volante de Botafogo, Flamengo e América).

- Aqui não é nossa praia, mas com um mês vamos aprender tudo. Estou sem clube e participei de alguns eventos de showbol. Agora, surgiu essa oportunidade de representar o Brasil novamente - disse Bruno Carvalho, de 35 anos, que chamava a atenção pelo gel no cabelo e pela imensa tatuagem tribal do pescoço ao antebraço esquerdo: - Quando fiz a tatuagem, nunca imaginei que seria sargento. Já parece que estou camuflado.

Considerado evento-teste para as Olimpíadas-2016, os Jogos Mundiais Militares vão reunir 4.900 atletas, divididos em 20 modalidades. O Brasil, garantido em todas as disputas, terá 250 representantes. Serão quatro pólos de disputa, em Deodoro, Copacabana, Barra da Tijuca e Maracanã, que pode ser substituído pelo Engenhão, por conta das obras para a Copa-2014.

O Exército cuidará de dez esportes. Marinha e Aeronáutica, de cinco, cada. Atletismo, basquete, boxe, hipismo, esgrima, futebol, iatismo, judô, natação, pentatlo moderno, tiro, taekwondo, triatlo, vôlei e vôlei de praia se unem a modalidades específicas, como pára-quedismo, orientação e pentatlos aeronáutico, naval e militar.

Os sargentos técnicos temporários apresentados ontem terão vínculo máximo de sete anos com o Exército, renovável ano a ano. Eles poderão continuar treinando em seus clubes e tendo patrocinadores particulares. Mas estarão sujeitos a penalidades e até afastamento caso se envolvam em indisciplina, mesmo fora do quartel, ou até em casos de doping.

- A vinda destes atletas foi pontual, para suprir a ausência de nomes de alto rendimento nas equipes militares - explicou o coronel Hertz, responsável pela comunicação social da convocação. - Se algum deles cometer ato que comprometa a imagem da instituição, estarão sujeitos a penalidades.

Segundo dados do Conselho Internacional de Esportes Militares (CISM), 755 militares participaram dos Jogos de Pequim-2008.

- Disciplina e hierarquia o judô já ensina. Duro mesmo é o sol na cabeça. Haja protetor! - brincou o campeão mundial (2007) e bronze em Atenas-2004, Tiago Camilo.

Para os novos sargentos, só bravura não dá medalha.

3 comentários


Zaryj comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

12 de Nov. de 2009 às

Zaryj
Meu caro Ogum,

esses novos integrantes das FFAA estão sendo contratados conforme a seguinte Lei:


LEI Nº 6.880, DE 9 DE DEZEMBRO DE 1980.

Vide Decreto nº 4.307, de 2002 Dispõe sobre o Estatuto dos Militares.


O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

ESTATUTO DOS MILITARES
............................................

CAPÍTULO II
Do Ingresso nas Forças Armadas

Art. 10. O ingresso nas Forças Armadas é facultado, mediante incorporação, matrícula ou nomeação, a todos os brasileiros que preencham os requisitos estabelecidos em lei e nos regulamentos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

§ 1º Quando houver conveniência para o serviço de qualquer das Forças Armadas, o brasileiro possuidor de reconhecida competência técnico-profissional ou de notória cultura científica poderá, mediante sua aquiescência e proposta do Ministro da Força interessada, ser incluído nos Quadros ou Corpos da Reserva e convocado para o serviço na ativa em caráter transitório.

§ 2º A inclusão nos termos do parágrafo anterior será feita em grau hierárquico compatível com sua idade, atividades civis e responsabilidades que lhe serão atribuídas, nas condições reguladas pelo Poder Executivo.

.....................................

Que eles consigam muitas medalhas em 2011, para as nossas FFAA.


Um abraço


Platus comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

12 de Nov. de 2009 às

Platus
É UMA INFORMAÇÃO BEM INTERESSANTE. MAS NÃO CONVENCE.
FALTA UMA PEQUENA PALAVRINHA.... PUBLICIDADE.
Quero ver quantos tem ensino superior e segundo grau completo???????
Sem contar que o Decreto citado é que REGULAMENTA A FAMOSA MEDIDA PROVISÓRIA 2215/01.
PRECISA FALAR MAIS ALGUMA COISA.

COM OS MILHÕES QUE SERÃO GASTOS COM ESSES ATLETAS OLIMPICOS NÓS PODERIA CONCERTAR ALGUMAS VIATURAS E COMPRAR MUITAS AMBULANCIAS QUE FAZEM FALTA NAS FORÇAS ARMADAS.

MAS COMO “DIZEM DAÍ A CESAR O QUE É DE CESAR”.

CIRCO ROMANO........ESPERO QUE NO DIA DAS COMPETIÇÕES TENHA PÃO E VINHO..... PARA O POVO.

"O ensino, como a justiça, como a administração, prospera e vive muito mais realmente da verdade e moralidade, com que se pratica, do que das grandes inovações e belas reformas que se lhe consagrem."
Obs.: Plataforma de 1910. [ Rui Barbosa ]


lutta comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

12 de Nov. de 2009 às

lutta
Agradeço ao Zaryj pela explicação de que forma pode ser contratados os atletas e transforados em militares......... essas valorosas pessoas que vao nos represensatar,porem considero isso tudo muito inoportuno e nao posso deixar de ficar aborrecido com esssa situaçao ,pois levei 18 anos para ser promovido isso entre aspas foi uma escolha minha mas quando optei por ficar nas FFAA nao me avisaram que depois de 12 anos me tirariam uma serie de direitos,o que considero que é argumento o suficiente para qualquer jurista usar como instrumento para conseguir tudo que nos foi tirado,nao quero promoçao de posto acima na atividade ou qualquer outra coisa que nao me prometeram mas sim que seja levado em conta o que me foi dado como expectativa de direito qundo eu tinha meus 18 anos de idade..........todos as carreiras por mais humildes que sejam tem um sistema progressista a nossa foi drasticamente travada.Nao sou um ignorante e sei da necessidade desses tipos de representaçao,desejo sorte aos nossos atletas pois eles merecem ,mas é decepcionante ver divisas se misturarem com esse tipo de situaçao por mais que minha razao tenta compreender ,mas o coraçao nao entende,só quem rala tanto pra ter uma dessas (divisas)para saber o quanto é dificil conquistar um grauzinho hierarquico que o seja ,penso que se possivel nao se deveria misturar as coisa,se a olimpiada é militar pois que se treine militar,na minha terra isso se chama enchertar..............a Lutta.

Este Blogueiro NÃO permite que VISITANTES comentem nesta postagem.
Junte-se a nós ou Entre para comentar!