Polícia desmotivada - Praças das FFAA desmotivdas | Blog do Missões | Portal Militar

Blog do Missões

Perfil do ogum
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Polícia desmotivada - Praças das FFAA desmotivdas

Publicado em 12 de Dez. de 2009

1350 Visualizações


A matéria em resumo foi extraída da revista Veja do dia 02 Dez 09, página 172/173.
A entrevista é doa Sr William Bratton, 62 anos, ex-chefe do Departamento de Polícia de Los Angeles.
Agora exerce a carreira de consultor e falou ao editor Ronaldo França da revista Veja, entre vaários temas, o seguinte:

"SALÁRIOS E CORRUPÇÃO:

A polícia no Brasil, como acontece em diversos países latino-americanos, é terrivelmente mal paga, o que encoraja a corrupção.
......................................................................................................................................
Nos Estados Unidos,os policiais ganham muito bem e pertencem à classe média. No Brasil, os soldados da Polícia Militar ou os agentes da Polícia Civil são parte da classe social mais baixa. Isso cria uma distância em relação à classe média e os ricos, provoca grandes dificuldades e frustração.

POLÍCIA DESMOTIVADA

Vocês têm uma divisão na Polícia Militar em que os policiais são de uma classe social diferente da dos oficiais. Os soldados não podem chegar ao topo. E os policiais civis e investigadores são de uma outra classe. Os delegados são advogados. É um sitema extraordinariamente complexo, que não tem a equidade existente na polícia dos Estados Unidados. Eu comecei minha carreira como policial. No Brasil, seria um soldado de polícia . Jamais conseguiria ascender ao cargo de oficial e, depois, ao de chefe de polícia. Seria no máximo capitão ou major. Eu teria de ir a uma faculdade de direito para me tornar delegado. Em meu departamento, todo investigador pode chegar ao posto mais alto da carreira policial. Não ter chance de ascender é algo desestimulante em qualquer carreira. Não haveria por que ser diferente na polícia."
......................................................................................................................................


COMENTO!

Então, companheiros do Portal Militar, o que vejo e me incluo também, é que os praças das FFAA, em especial EB, por que petenço a ele, estão completamente desmotivadas, e que sobra então para os militares do Quadro Especial - 15 anos na graduação de Cabo e 15 anos na graduação de 3 Sgt, e ainda temos que ouvir e ver Cmt de OM, Oficias Generais tratando os Sgt do QE como amotinadores, rebeldes, pelo fato de termos um Projeto de Lei na para ascendermos até a graduação de ST, trabalhamos e somos cobrados como sargento, mas o reconhecimento e motivação são esquecidos, por que vem sempre a mesma frase: "isso causará quebra de hierarquia e será honeroso para a União"
Fui promovido em Dez 2005, em 2006, 2007, 2008 e 2009 já houve quatro turmas de formandos da EsSA e daqui a alguns anos eles serão promovidos a 2 Sgt, isso então caracterizaria quebra de hierarquia, pois sou mais antigo e passarei a ser mais moderno.
Não estou tirando os méritos dos colegas que prestaram concurso e foram para a Escola, mas nós também tivemos a escola de ficar reengajando, bom conceito e a escola de ficar 15 anos na mesma graduação (cabo) precisa de mais esperiência?!
Tudo é falta de vontade dos corporativistas oficiais, que tem transferências de 2 em 2 anos entre outras regalias.

Saudações




1 comentários


lutta comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

12 de Dez. de 2009 às

lutta
Ogum ,é toda a força armada que tem que ser revista........claro que o QE é o mais esquecido,mas percebo que os carreiras tambem estao agoniados .........bem oportuna essa reportagem ai mostrada..........deveria ser lida por todos os militares .....para ter uma noçao de quanto é possivel melhorar as coisa para nós caso nos unirmos ..............a Lutta.

Este Blogueiro NÃO permite que VISITANTES comentem nesta postagem.
Junte-se a nós ou Entre para comentar!