Calote na poupex | Blog do Missões | Portal Militar

Blog do Missões

Perfil do ogum
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Fato Relevante

Calote na poupex

Publicado em 11 de Fev. de 2011


3009 Visualizações


 


                                 Extraído do site www.usinadeletras.com.br


 


CALOTE FINANCEIRO NA POUPEX‏

Data: Domingo, 30 de Janeiro de 2011, 12:08

Repasso. Desconheço o assunto, e, não tenho outros dados. Recebi de fonte boa.


Meus prezados

Já haviam escutado falar nisso ?

REPASSANDO: É MUITO GRAVE !

Calote financeiro de R$ 23 milhões de reais causado pela Associação de Juízes Federais da 1 Região, AJUFER, Brasília-DF, à POUPEX, pode ter sido a causa determinante para a troca de seu presidente o Gen Ex Clovis Jacy Bormann, no dia 29 de dezembro de 2010, após 14 anos de serviços prestados àquela instituição; pelo Comandante do Exército, Gen Ex Enzo Perry. Os fatos envolvendo essas duas instituições de elevada credibilidade e conceito nacional, começaram a ser revelados e notificados pelo Jornal " A Folha de São Paulo , na reportagem de 12 de novembro, quando o então presidente, o Juiz Moacir Ferreira Ramos, que presidia a AJUFER, fora afastado de suas funções pela ministra Eliana Calmon, Corregedora Nacional de Justiça, acusado de ter realizado contratos ficticios, com a POUPEX, em nome de 235 juízes federais, daquela região, sem consultar a diretoria e os juízes envolvidos.
Em declaração à imprensa o juiz Moacir disse : " Não sei se ainda serão capazes de acreditar no que digo, mas reconheço a indignação, a frustração e a decepção de todos vocês. Se estivesse do lado de vocês estaria com o mesmo sentimento. Como pude fazer isto, envolvendo amigos, colegas, pessoas que acreditaram, apoiaram e confiaram em mim? Não tenho como explicar aqui, porque, dadas as circunstâncias, sei que é impossível agora convencê-los a respeito dos fatos. Estou dando os esclarecimentos às corregedorias do CNJ e do TRF-1. É difícil acreditar, mas todos os recursos de todos os contratos foram utilizados para pagamento à própria FHE/Poupex. Tomava-se um para pagar outro. Não se utilizou dados de juízes, como CPF, identidade ou endereço, nem se assinou nada em nome do magistrado. O contrato era feito em nome da Ajufer e anexa seguia a relação com o nome do associado. Procedimento adotado desde 2002 para possibilitar aporte de recursos para a associação. Não existe contrato de um juiz em nome de outro. Os recursos ingressavam em uma conta da Ajufer no BB e desta era remetida para outra da Ajufer na CEF e desta voltava para a FHE/Poupex pelo BB. Tudo isto está documentado e consta dos extratos bancários das contas. Reafirmo, NÃO ME SERVI, NÃO LANCEI MÃO DESSE DINHEIRO; meu patrimônio é o mesmo ou quase o mesmo de 08/10 anos ".

Nomeado interinamente no cargo de presidente da AJUFER, em substituição ao juiz Moacir, afastado de suas funções pela Corregedora Nacional de Justiça, juíza Eliana Calmon, o novo presidente, juiz José Magno Linhares Moraes, empossado no cargo, em 11 de novembro, confirmou a fraude e instaurou, junto com o CNJ, sindicância para investigar as gestões anteriores da AJUFER, em todo o período dos convênios com a POUPEX. Em decisão semelhante, a ministra Eliana Calmon também determinou que as denúncias fossem apuradas e encaminhadas ao Tribunal Regional Federal da 1 Região e às corregedorias que podem atuar no caso.

Eleito e empossado no cargo de presidente da AJUFER para o biênio 2010-2012, em 14 de novembro, o juiz federal Roberto Carvalho Veloso, no seu discurso de posse reconheceu , a fraude que desviou recursos de associados e da entidade durante a gestão anterior, e disse: Nossa principal tarefa será a defesa das vítimas do esquema reconhecidamente fraudulento. Se alguns se beneficiaram, estes pagarão com os seus patrimônios o débito contraído. A AJUFER não dispenderá um único centavo para pagamento de dinheiro desviado, afirmou

Ele confirmou que os recursos transitavam por um caixa dois. Sediada em Brasília, a AJUFER é a segunda maior entidade de juízes federais, com 376 magistrados.

O processo administrativo para apurar as fraudes e estelionatos nos contratos fictícios, da gestão do Juiz Moacir, que causou profundos prejuízos aos juízes sócios da AJUFER está em andamento no Conselho Nacional de Justiça e nas Corregedorias dos Estados, onde a POUPEX tem convênios assinados.

Quem vai pagar os danos e prejuízos de ordem financeira, idoneidade, ética e moral, do grande esquema montado envolvendo os magistrados, ministros, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, POUPEX e AJUFER. Eis aí, um grande abacaxi.


Obs.: Texto de autoria não identificada, recebido de um amigo internauta (F. Maier).

2 comentários


carlos.carlossouzaa

12 de Fev. de 2011 às 22:22

carlos.carlossouzaa
caro Ogum tenho muito a agradecer a voces mostrarem luta diaria pel familia miliatr um dia ainda ei de conhece-lo,amigo estou numa enroscadas sem tamanha iniciando um pessadelo profissional e dependendo de que aconter 2 ferira estarin cadeira...............a uns 2 anos atraz comuniquei a possiblidde de um pistola do 63 (DESAPARECIDA)do 63 bi
de floripa e star rolando na mao deum determinado individuo num bairo ao alodo do meu.....fui chmado e confirmei porem nao poderia da r maiores detalhes prara nao prejudiacr a pessoasque troxe asituaçao,,,,isso tudo se começouas 83;00 da quarta fera ja havia uns 5 dias qua a mesma havia sido sid surtaida o 63..............no decorrer do dia varias vezes o sub comandande me perguntou se e nao sabia demais nada e eu como sempre dizendo que nao,ao ponte de bricar e dizer nem sobre tortura falaria o nimea do jovem que me comunico o fato,na minha humilte e idioatcabeça as coisas se ensseravam ali;ledo engano,uma serie de coisas comunaram par a que eu passa a ter que me tratar com psiquiatr,tomo
lioram pra dormir:
citaloplame,só que antes era ourtro.
faço tratamento teraputico desde janeiro de 2010 com a mesma teraputa,e no ambiente militr sou acompanhado plo jovem nedico da sessao e pelo psiquiatra da hgul...................at´ai nada de errado perefito!!!!!!!!!!!errado,to com 22 anos de quartel+3 carteira assinada e faltado 4anos para ir embora.................a pergunta e o que ele te m afinal................por estar adido a homem nesta sexta feira ultima solicitei ao cel que prec ir a uam outra cidade,ele nao autorizoue e aina me perguntou........voce esta comunicando ou esta pedindo,eu por minha vez respondi cornel eu stou solicitando..................o o meu referido comandando sinplesmete disse que nao e se eu saisse da guarnicao ele mede eu pergunto!!como os amigos sgt vem isso!!!.....................lhes garanto nao fiz mal nemnhum a nenhum individuo que la esta e pelo contrrio se fiz mal foi pra mim mesmo,estou num mato sem cacchoro e nao prevejo coisas boas la dentro,é uma luta injus ta,onde um lado vai se defendere o outro tem toda a maquina na mao para atacar,nao os sconhço mas prcisso de ajuda,por favor...............obrigado pelo espaço e desabafo......................................LUTTA


 
carlos.carlossouzaa

17 de Fev. de 2011 às 21:34

carlos.carlossouzaa
Resposta aguardando moderação do blogueiro

ogum comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

13 de Fev. de 2011 às 14:00

ogum
Amigo Lutta!

Faça o seguinte: Procure um advogado o mais breve possível, relate o que aconteceu e o que está acontacendo e se preciso for vá até o Ministério Público Militar e peça orientação.
Não fique calado, nesse caso tu precisas de ajuda de um profissional na área de direito.
Muitas vezes a solução está tão próxima, basta procurá-la.
Repito Lutta. Procure um bom advogado dedicado a causas militares.

Confie em Deus e Ele te mostrará o caminho.

Abraços.



DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )