Enfim algo novo sobre a violência no RJ | Blog Petrocchi: militar pensador militar | Portal Militar

Blog Petrocchi: militar pensador militar

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Notcia

Enfim algo novo sobre a violência no RJ

Publicado em 06 de Set. de 2011


1599 Visualizações



Enfim uma respeitada voz da imprensa teve a coragem de "tocar na ferida".


Na edição de ontem do Jornal da Band Ricardo Boechat falou, com todas as letras, o que muita gente tem medo de falar.


Tendo sido mostradas imagens de confronto entre militares e moradores de uma favela, onde a edição das mesmas mostrava apenas a ação dos militares, o apresentador falou o seguinte: "O interessante é que não foi mostrada nenhuma imagem dos moradores jogando pedaços de pau e pedras nos militares".


Este é o ponto: a imprensa anda colocando apenas um lado da verdade que deveria mostrar. As turbas deitam e rolam e apenas aparecem cenas da população sendo "agredida" e "gorilas fardados" como autores das agressões. Isso para ficar apenas na área de confrontos. Estender a conversa para as outras situações que cotidianamente são notícia nos telejornais tomaria um enorme tempo de todos nós.


Se a mídia começar a não esconder parte da verdade dos fatos, talvez a nossa gente comece a entender o que verdadeiramente está acontecendo. Como sonega parte da informação, seja lá por qual motivo for, isso denota que os brasileiros estão sendo induzidos a acreditar - em razão do que lhes é mostrado, que apenas um lado do problema tem razão.


No episódio do "massacre de Carajás", por exemplo, o primeiro vestígio de disparo de arma de fogo saiu do lado onde estavam os agricultores. Fumaça de pólvora apareceu ali. Nenhum órgão da imprensa tocou nesse ponto. A polícia, mais uma vez, ficou como vilã na história. Balas perdidas saem apenas de armas militares? É o que parece.


Mas a fala do Boechat no telejornal de ontem nos dá uma ponta de esperança. Quem pode e quem vai questionar a imprensa tem que ser, necessariamente, a imprensa. Eles são os donos do setor e qualquer tentativa de influir no que vai ser dito ou escrito será logo tachado como “censura”, como cerceamento à liberdade de expressão”.  Se não partir deles difícil será alcançar o objetivo de ver a verdade inteira mostrada à nossa gente.


E continuaremos, como desde sempre, recebendo informações que beneficiam a alguns poucos órgãos da imprensa escrita, televisada e falada (ainda ouço rádio – sempre), por quais motivos tenham, não sabemos.


É aquela velha história de que a imprensa é o “quarto poder”. E eles se orgulham disso... Tirando um enorme proveito financeiro, é claro.


Parabéns, Boechat.

Este Blogueiro NÃO permite que VISITANTES comentem nesta postagem.
Junte-se a nós ou Entre para comentar!