Militares criticam ministras de Dilma | Blog Abaixo a Ditadura | Portal Militar

Blog Abaixo a Ditadura

Perfil do rjraposa
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Notcia

Militares criticam ministras de Dilma

Publicado em 21 de Fev. de 2012


3143 Visualizações





Militares criticam opiniões de ministras


 


Agência Estado Por Tânia Monteiro | Agência Estado


Em sinalização de como os militares da reserva estão digerindo a instalação da Comissão da Verdade, presidentes dos três clubes militares publicaram um manifesto censurando a presidente Dilma Rousseff e atacaram as ministras dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, e da Secretaria das Mulheres, Eleonora Menicucci, por supostas críticas dirigidas à caserna.


A carta, embora assinada por oficiais da reserva, traduz a insatisfação de militares da ativa, que são proibidos de se manifestarem. Eles se queixam de Maria do Rosário por supostamente estar questionando a Lei da Anistia e da titular da pasta das mulheres por "críticas exacerbadas aos governos militares".


Os militares reclamam que Dilma, como comandante em chefe das Forças Armadas, deveria ter repreendido suas auxiliares, e não ter aplaudido o discurso de posse da nova ministra das mulheres, endossando suas palavras supostamente contra a categoria. "Os Clubes Militares expressam a preocupação com as manifestações de auxiliares da Presidente sem que ela, como a mandatária maior da nação, venha a público expressar desacordo", diz a nota.


Ao se queixarem da postura da ministra Maria do Rosário, os militares citam que ela deu declarações na qual "mais uma vez asseverava a possibilidade de as partes que se considerassem ofendidas por fatos ocorridos nos governos militares pudessem ingressar com ações na Justiça, buscando a responsabilização criminal de agentes repressores, à semelhança ao que ocorre em países vizinhos".


Na nota, os presidentes dos clubes Militar, Naval e da Aeronáutica reclamam de Maria do Rosário alegando que "mais uma vez esta autoridade da República sobrepunha sua opinião à recente decisão do STF", que rejeitou a revisão da Lei. "A Presidente não veio a público para contradizer a subordinada", criticaram. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


E continua a degeneração das FAs

13 comentários


JACKSON

21 de Fev. de 2012 às 12:18

JACKSON
- Há, parem de viajar na maionese, estes "VALENTES DE PIJAMA" só estão reclamando agora por que estão com o c... na mão pois podem acabar indo para cadeia e não porque estão preocupados com as forças armadas. Quando estavam na ativa, não pensavam duas vezes antes de mandar uma guarnição de serviço, depois de 24h no quartel, mandar dobrar o sv ou mandar prender os pracinhas. Para, seria até bom a Dilma mandar eles pro xadrez, pelo menos para sentirem o que é deixar um pai de família preso pelo bel prazer de sua vontade. Bando de covardes, quando na ativa não falavam nada. PS vamos ver se este portal tem coragem de publicar isto.


Rickson

21 de Fev. de 2012 às 12:20

Rickson
Não sou partidário. Não gosto do pt, não gosto do pmdb, não gosto do psdb, não poio lado nenhum. Sou a favor do Brasil. Meu partido é o Brasil. Acho sim q quem reprimiu deve pagar pelo que fez. Quem exagerou tem que responder. Seja ele governo ou manifestante. Assim como está ocorrendo na bahia. Quem estava brigando por melhorias salariais de forma pacifica, tem todo meu apoio. Agora aqueles q atearam fogo em onibus para chamar atenção, aqueles q cometeram crimes para chamarem a atenção devem pagar sim. Seja general, seja oficial, praça, soldado, civil, presidente da republica, ministro de estado, enfim. Seja quem for, deve pagar pelo que fez sim.


Tilde comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

21 de Fev. de 2012 às 13:43

Tilde
MAS A INTENÇÃO DO GOVERNO É ESTA, DIFAMAR HUMILHAR PISAR NAS FORÇAS ARMADAS, PENSAMENTO REVANCHISTA E MAS NADA.


Euclides Antonio Kujawinski

21 de Fev. de 2012 às 15:27

Euclides Antonio Kujawinski
Ufa! Finalmente alguém deu sinal de vida, espero que toda a família Militar comece acordar.


ANIZIO

21 de Fev. de 2012 às 19:29

ANIZIO
COMO SÃO VALENTES NA RESERVA. OBSERVEM O SEGUINTE:COMO SÃO GENERAIS DA RESERVA TEM MEDO DA COMISSÃO DA VERDADE,OU SEJA TEM O RABO PRESO.
PORQUE NÃODEMONSTRAM A MESMA INDIGNAÇÃO COM OS BAIXOS SALARIOS DAS FAA.
MILITARES DA DECADA DE 80 PARA CÁ TEM OUTRAS PREOCUPAÇÕES, E POR ESTAS OS GENERAIS DE PIJAMA NÃO SE IMPORTAM.

 

 
rjraposa comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

21 de Fev. de 2012 às 21:26

rjraposa
verdade, continuam, como sempre se preocupando com seus proprios intereces, a Tropa fica em segundo plano, so "lordes" despensados das mordomias com medo das punies e da exposio de suas "castas" figuras. Deviam ter vergonha de ver as FAs, com seus componentes sendo sacaneados pelo governo revanchista e autoritrio, que ainda por cima de tudo isso, patrocina a maior robalheira da histria da to propagada Democracia. Eles os Generais de pijama, poderiam , se que tem coragem, iniciar um levante contra o governo mostrando a verdade da comisso da mentira e por melhores salarios tambem lutarem.


Carlos

21 de Fev. de 2012 às 19:46

Carlos

A Sra Min Maria do Rosário deveria estar trabalhando pelo PISO SALARIAL dos Professores, já que ela é ex-professora, e ascendeu politicamente militando dentro do Sindicato dos professores do RS...
A Sra Min depois do fato desagradável com seu ex-marido, se tornou muito "amarga", sem amor..


Fernando

21 de Fev. de 2012 às 22:05

Fernando
Não tô nem aí para as autoridades militares da época, porque eles nunca estiveram aí para os praças. Uma das razões pela qual tomaram o poder foi o fato do Jango conversar com sargentos. Eles sempre nos desprezam e maltratam. Até hoje cometem atos desumanos com seus subordinados. Chorem na cadeia!!!


MARLON CLAY

22 de Fev. de 2012 às 2:12

MARLON CLAY
Sobre a questão salarial da tropa que é muito mais relevante eles não comentam! Já é um começo, apesar de muito tímido e sem abranger fatos muitos mais relevantes para a tropa!


Antonio

21 de Fev. de 2012 às 14:50

Antonio
Pode ser que os tres patetas, cachorrinhos deixem de cheiras os pes desta comunista e sua corja e tomem vergonha na cara deixando a covardia de lado e briguem pelos seus comandados. Duvido muito que isto aconteça.


Ualali

22 de Fev. de 2012 às 23:43

Ualali
EM 1989, O CMT DO CMS, GEN FAJARDO, DEU ULTIMATO AO MINISTRO DO EXÉRCITO E AO GOVERNO. TENHO CINQUENTA MIL HOMENS INSATISFEITOS E ARMADOS QUERO SOLUÇÃO PARA OS SALÁRIOS. SAIU AUMENTO LOGO.


washington

23 de Fev. de 2012 às 14:16

washington

O EXEMPLO ESTÁ BEM AO LADO. A ARGENTINA QUE ACREDITOU,TÁ PAGANDO O PREÇO.
AQUI AINDA HÁ TEMPO.
AS CONTAS BANCARIS DOS POLITICOS QUE SE REVESAM NO PODER,NÃO CABE MAIS DE TANTO DINHEIRO ROUBADOAS O DO HERÁRIO.
AS FORÇAS ARMADAS, ALEM DE UMA SITUAÇÃO HUMILHANTE DE SALARIOS,VER SEUS EQUIPAMENTOS DESINTREGRAREM, EM SUCATA. A TV MOSTROU A MANCHETE DO INCENDIO NO PORATA AVIÕES SÃO PAULO.
DIZEM QUE FOI COISA PEQUENA,PARA O POVO INCREDULO ACREDITAR. A MORTE DE UM MILITAR NÃO .É NADA.

SAUDADES DE GENERAL CARARINHAS.
ATENÇÃO AOS QUE HOJE ESTÃO NO PODER E, BAIXAM A CABEÇA COMO OUVELHAS PARA ESSE GRUPO DE POLITICOS, ACOMPANHE AS MORTES E PRISÕES DOS FAMILIARES DOS MILITARES DA ARGENTINA,ACOMPANHE OS VELHOS GENERAIS E ALMIRANTES ALGEMADOS E PRESOS,VEJAM O QUE FUTURO QUE LHES RESERVAM.


Pedro Alves F.

23 de Fev. de 2012 às 8:38

Pedro Alves F.
Mais uma vez o jornal 'O Estado de São Paulo' revive sua herança e incentiva o golpismo divulgando manifestos militares e reproduzindo em jornais e em sites, já durando uma semana. Algo incomum em um noticiário normal. E mais ainda durante o carnaval. Falta de notícia decididamente é que não é.
Desta vez, o Estadão usa os clubes militares e seus sócios de pijamas verde-olivas, propagando um manifesto criticando as ministras dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, e da Secretaria das Mulheres, Eleonora Menicucci. Como não poderia deixar de ser, êles investem contra as mulheres e pedem a presidenta - outra mulher - que inicie uma repressão.
Os militares mantem a defesa da impunidade dos crimes cometidos durante a ditadura, de 1964 a 1985, defendendo a manutençãoi da lei de 1979 que anistiou os crimes cometidos pelo regime na época.
A Dilma, como comandante em chefe das Forças Armadas, deve imediatamente repreender estes golpistas, aplicando o regulamento militar e exigindo disciplina, essencial dentro das forças militares.


 

 
jo oliveira

02 de Mar de 2012 às 14:16

jo oliveira
Os srs. esquecem que os movimentos de esquerda que se comportavam como terroristas, mataram muita gente.
E que se no fosse o golpe militar hj estaramos amargando uma ditadura igual a de Fidel, governo esse sim ditador
infame e assassino e l existe direitos humanos?.
Alemanha, Russia, China e todos esses pases que adotaram esse sistema maldito, so o qu hoje?.
Foi graas a sua atitude de patriotismo dos militares de nossos filhos e irmos que conseguiram manter afastado de ns
essa injuria de comunismo.
E, se for necessrio estou do lado deles outra vez.
Fora, generais..o Brasil est no lodo outra vez.


Srgio Oliveira

24 de Fev. de 2012 às 11:32

Srgio Oliveira
E interessante ver essas ministras defenderem ardentemente o direito daqueles, que no passado conspiraram contra o Brasil, e com o mesmo fervor defenderem o ditador de Cuba Fidel Castro. Já e hora de mudar. Chega desse pessoalzinho de esquerda. Chegade PT.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )