Minha opinião sobre o Manifesto dos Clubes Militares | Blog Petrocchi: militar pensador militar | Portal Militar

Blog Petrocchi: militar pensador militar

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Opinio Pessoal

Minha opinião sobre o Manifesto dos Clubes Militares

Publicado em 27 de Fev. de 2012


3146 Visualizações



Minha (humilde) opinião sobre o Manifesto dos Clubes Militares


 


È muito fácil a gente emitir opiniões a respeito de decisões tomadas por outras pessoas, mormente quando não estamos em suas posições ou não conhecemos as implicações que tais posições exigem/determinam.


No meu modesto modo de pensar procuro entender as razões que levaram os ocupantes das presidências dos clubes a emitir um comunicado discordando das atitudes da Chefe Suprema das FFAA (isto é constitucional, sua designação). Discordar é uma coisa, arriscar uma instituição é outra. Na posição de presidentes de associações representativas de uma classe existe um natural cuidado em preservar as mesmas. Os oficiais-generais ocupantes de tais funções são obrigados a pensar na perenidade dos clubes.


Ficar de fora condenando-os pode ser muito fácil. No exercício da função é diferente. Alguém, antes de criticar, preocupou-se em ler os Estatutos Sociais dos Clubes? Paremos com essa história rotineira de ficar falando que os oficiais-generais não faziam nada em função da classe enquanto não estavam na ativa. As limitações das carreiras (e não entram aí interesses espúrios) impediam-nos de fazer. Nós, que nunca estivemos na função de mando à qual chegaram apenas alguns, não sabemos no que é que implica uma decisão de tal porte. Temos que deixar dessa mania de ficar aqui, na cômoda posição de possíveis alvos de benefícios que julgamos merecer, esperando que alguém brigue por nós. Pense como você agiria na condição de qualquer um deles.


Um dos motivos que levaram os presidentes a recuarem, no meu modesto modo de entender e de pensar, é a sistemática adotada pelos clubes e por muitos outros setores que envolvem militares e funcionários públicos em geral, é o famigerado “DESCONTO EM FOLHA”. As mensalidades dos clubes são captadas através desse meio que, convenhamos, é o mais seguro (e cômodo) para eles. Se esse meio não existisse, muito difícil seria mantê-los. Transito nesse meio de associações e clubes desde meus tempos de aluno e sei que, se assim não fosse, os clubes não existiriam. Se as Forças cortarem essa facilidade hoje, os Clubes fecham amanhã. Não existe, entre o nosso pessoal, a cultura de “pagar e mensalidade na sede”. Coloque-se na posição de ter que manter uma instituição e você vai ver que os Presidentes dos Clubes pensaram na existência e perenidade dos mesmos. Das quais dependem para ações futuras.


Por essa e por outras é que não concordo, de vez em quando, quando vejo a insistência com a qual criticamos pessoas que, em detrimento do seu descanso na reserva e afastamento do convívio familiar, dispõe-se a trabalhar para a classe. Retirem essas pessoas do cenário e você vai ver que sua vida pode piorar um pouco.


É muito bom chegar na sede e ver que as instalações estão bem cuidadas, que o restaurante está funcionado, que alguém regateou para que as coisas chegassem com preços menores a cada um de nós. A grande pergunta é: VOCÊ FARIA MELHOR???  Ou,, numa hipótese mais condescendente: O QUÊ É QUE VOCÊ TEM FEITO PELA TURMA???


Acho que temos que refletir mais antes de ficar comodamente atirando pedras.


 

6 comentários


DeBug comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2012 às 21:45

DeBug
Caro Companheiro Petrochi.
Vc fala claramente o que motivou o recuo. Não vejo nenhuma outra possibilidade legal.
Obviamente eles recuaram, mas espero que não seja uma manobra permanente.
OK.


paranaense comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2012 às 22:31

paranaense
Prezado Senhor Petrocchi,
Lendo suas postagens e comentários aqui no Portal, digo que aprendi a ter muita admiração e respeito pela sua
pessoa. Quero me referir a esta postagem dizendo que foi muito cristalina, apenas quero fazer alguns adendos
ao assunto. Fiz um comentário sobre a manifestação dos Clubes Militares, me posicionando a favor. Quanto ao
manifesto acho que atingiu o objetivo desejado, atingindo em cheio o Palácio do Planalto. Entendo também que
mesmo não sendo citado o reajuste das FFAA, estava inserido no contexto. Quanto ao recuo, acho que foi estra-
tégico, a fim de não criar um mal estar aos atuais Comandantes das três forças. Um forte abraço.







PONTO50 comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

27 de Fev. de 2012 às 23:43

PONTO50
Meu caro... com toda a minha cordialidade, não tenho muito a escrever pois vc escreveu tudo,eu não respondi as criticas feitas ao clube militar pois sei que tiveram seus motivos, é melhor recuar para se reacrupar e retornar com a tropa refeita.Parabenz pela postagem.Um forte abraço.3sR/1 GLINS.


DETONADOR comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

28 de Fev. de 2012 às 0:12

DETONADOR
Na minha opinião, foi bem feito!

Os Oficiais sempre disseram que militares não devem criticar os superiores hierárquicos, mas, será que isso só se aplica aos militares praças e graduados, e não aos Oficiais?

Se um Cabo, Sargento ou Sub Oficial fizerem uma crítica ao Presidente da República, estes serão devidamente enquadrados no Estatuto dos Militares, mas e os Oficiais, não? PORQUÊ???????????????

Ahhhhhhhhhhh, eles estão preocupados com o Clube, certo? kkkkkkkkkkkkk

Por mim, o Clube Militar pode ser fechado, pois para mim, não faz diferença alguma! Como sou graduado, não posso fazer parte do Clube, que discriminação!

CLUBE MILITAR - Criado só para Oficiais.

Praças e Graduados estão de fora, pois não são dignos de fazerem parte do Clube! Então, dane-se esse Clube!

Foi lindo ver esses Oficiais tomarem um esporro e terem recuado com o rabinho entre as pernas, pois o Estatuto e o Regulamento são para todos, do recruta ao Oficial General mais antigo de cada Força!



Zaryj comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

28 de Fev. de 2012 às 19:35

Zaryj
Meu caro Petrocchi, não deves esquecer que esses "CLUBES MILITARES" são CLUBES CONSTRUÍDOS PELAS FORÇAS ARMADAS QUANDO, AINDA, O RIO DE JANEIRO ERA O - DISTRITO FEDERAL -. Até o ano de 1990, TODOS ELES RECEBIAM VERBAS DO ORÇAMENTO DA UNIÃO. O então Presidente Collor - ACABOU COM ESSA MAMATA FINANCEIRA. Entretanto, os clubes em si SÃO PATRIMÔNIOS DESSAS TRÊS FORÇAS: MARINHA, EXÉRCITO E AERONÁUTICA.

Aí, está a razão dessa interferência dos COMANDANTES MILITARES. AS FORÇAS SÃO AS DONAS E SE QUISEREM PODEM ATÉ "LIQUIDAR COM ESSES PATRIMÔNIOS”.


DETONADOR comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

01 de Mar de 2012 às 11:03

DETONADOR
Se os Oficiais manifestantes do Clube Militar vierem a ser punidos pela manifestação, será de bom tamanho!

AFINAL:

Se fossem os Praças Graduados na reserva que tivessem criticado o Governo, estariam todos devidamente enquadrados!
Tanto os Oficiais da reserva, quanto os da ativa estariam querendo as cabeças dos Praças graduados críticos!

Afinal, se o Estatuto dos militares e os Regulamentos são para todos os militares, porquê os Oficiais que criticam o Governo não podem ser punidos?

Digo isto porquê se fosse eu, um simples sargento da reserva, estaria ferrado, pois todos os Oficiais iriam querer certamente, a minha punição!
Mas como os críticos são Generais e Oficiais Superiores, ahhhhhhhhh eles não podem ser punidos? Eles são os donos da verdade absoluta? Eles estão acima das Leis?

Os Praças Graduados não podem criticar os seus superiores hierárquicos mas os Oficiais podem?

Este Blogueiro NÃO permite que VISITANTES comentem nesta postagem.
Junte-se a nós ou Entre para comentar!