Esboço de uma Crise Militar Gen Ex José Carlos | Blog Bolsonaro Presidente = O Futuro Eh Agora | Portal Militar

Blog Bolsonaro Presidente = O Futuro Eh Agora

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Exrcito

Esboço de uma Crise Militar Gen Ex José Carlos

Publicado em 22 de Mar de 2012


2603 Visualizações



 


 


       “Não se espezinha um Exército brioso”!


 


Civil ou militar, jornalista ou parlamentar, não deixe de ler e de refletir e não tire conclusões apressadas!


           


 Esboça-se uma crise militar.


 


 A existência de um Ministério da Defesa, em si, é uma medida acertada,  mas sua criação, por ordem do Consenso de Washington foi sempre uma fonte  de risco institucional, porque os militares nunca aceitaram a autoridade de ministro civil. Era o que se dizia...


 


 Não é verdade que os militares recusem um comando civil; Nunca se ouviu uma restrição ao Dr. Pandiá Calógeras.  O problema são os ministros designados, claramente escolhidos para humilhar a força e destruir sua estrutura. Sob a presidência do FHC as Forças Armadas estiveram em seu pior momento; sem munição e sem comida. Nesta situação foi imposto um ministro suspeito de ser ligado ao crime organizado. Foi como uma bofetada o sermos comandados por um político fracassado e de história controvertida, A gestão de Álvares foi a pior possível. Incompetente, contestado todo o tempo, caiu envolvido em corrupção.


 


  Os sucessores em geral foram da mesma cepa podre. O Advogado,Geraldo Quintão foi outra escolha controvertida colocada para desmoralizar ao militares  Ficou no ministério até o final do governo Fernando Henrique, mas ao custo de ser uma figura ignorada.


 


  Lula  nomeou José Viegas, um  diplomata. Foi uma nomeação consentida, mas perdeu o apoio ao querer revolver o passado, ameaçando os que apenas tinham cumprido seu dever no Araguaia. Desatendido pela tropa, pediu demissão. Foi substituído pelo Vice-Presidente, José Alencar, que conseguiu aplacar os ânimos. Quando Alencar pediu para sair, Lula escolheu para seu lugar o inútil Waldir Pires, que durou pouco no ministério. Jamais foi assimilado quer por seu passado quer por sua inutilidade. Foi derrubado pela queda do Airbus A-320, da TAM.


 


 Assumiu então o arrogante Nelson Jobim, que recebido com desconfiança, aos poucos foi conseguindo alguma liderança, por adotar o ponto de vista dos militares. Continuou ministro no início do governo Dilma e caiu por declarações políticas  que irritaram a presidente. Certamente uma jogada política.


 


 Dilma nomeou o ex-chanceler Celso Amorim,  também recebido com desconfiança. Na atual crise do manifesto publicado pelos  Clubes Militares, negociou uma solução branda, mas esta não é uma crise simples como parece. O manifesto, retirado dos sites dos clubes já está subscrito por centenas de oficiais e praças e continua recebendo adesões.


 


 Tudo isso aconteceu porque uma ministra, Maria do Rosário, resolveu fazer uma exortação contra a letra da lei e contra a decisão do Supremo, mexendo com o “universo sagrado” da Instituição Militar – o cumprimento do dever.  Terá o ministro e a presidente o bom senso de conduzir o assunto com sabedoria?


 


 Só para lembrar:


 


 A História nem sempre se repete, mas causas semelhantes podem gerar efeitos semelhantes, e assim aconteceu na queda do Império.


 


 Os livros de História contam:


 


Tudo começou com um pronunciamento no Clube Militar contra o espezinhamento do Exército, o que foi aplaudido pela tropa. A ordem do governo  de punir o manifestante não foi cumprida pelo superior imediato (Deodoro), que se declarou de acordo


 com o manifesto. Este foi destituído de seu comando, mas passou a ser o líder inconteste.


 


 Instado pela tropa concordou em exigir a destituição do Primeiro Ministro, o que foi aproveitado pelos republicanos para derrubar a Monarquia.


 


 Ao contrário de muitos companheiros, não me orgulho da Proclamação da República. Na ocasião, Deodoro indignado pela notícia (mentirosa) que seria preso, (inventada pelo maquiavélico Benjamin Constant), levou o Exército a abolir a monarquia e com ela o melhor governo que já tivemos: o de Dom Pedro II. O povo não participou.


 


 Agora estamos assistindo notícias de punição de manifestantes. Notícias verdadeiras? Dificilmente, pois não haveria respaldo


 jurídico, mas a notícia que havia sido determinada a prisão de Deodoro também era falsa. O povo também não está participando.


 


 Há no momento uma sucessão de eventos perigosos; as declarações da ministra dos Direitos Humanos visa claramente a vingança , a humilhar as Forças Amadas. Será que ela não percebe que haveria reação? O que realmente ela quer? Uma crise institucional, no momento em que o mundo está em clima de pré guerra? Não basta o exemplo da Argentina, que


 destruiu suas Forças Armadas e agora fica a mercê de qualquer país ambicioso?


 


 A História nos mostra:


 


O Imperador poderia ter dado um basta às ofensas ao Exército feitas pelo seu ministro (visconde de Ouro Preto).


 A Presidente também poderia ter dado um basta à boquirrota ministra, que foi a verdadeira indisciplinada,


  Não se espezinha um Exército brioso, e um Exército sem brio não serve para nada, mas o brio, aceitando provocações de agentes maquiavélicos (ou de partidários inconseqüentes como talvez seja o caso da ministra) podem levar à decisões erradas e a atingir o que não se pretende.


 


 O brio e a bravura são essenciais a qualquer Exército. O soldado tem que ser bravo e brioso, e pode até ser inconseqüente, mas o comandante tem que acertar. Não pode e não deve se lançar como um touro quando lhe acenam um pano vermelho. Tem que saber o que quer alcançar e a discernir qual o verdadeiro alvo, e  o que possa ser apenas uma armadilha.


 


 Bom também que a Presidente se dê conta que a Nação precisa de Forças Armadas  ao contrario de Lula, que teve a desfaçatez de declarar que sempre embromou os milicos com sua disciplina, e quando lhes dava migalhas ainda ficavam agradecidos. Ainda por cima foi o criador da tal Comissão da “Verdade”.


 


 Muitos de nós esperamos uma mudança com a presidente Dilma. Evitemos estragar a esperança agindo intempestivamente.


 


Gen Ex José Carlos Leite Filho.


 

2 comentários


jacques-carioca comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

23 de Mar de 2012 às 1:11

jacques-carioca
Nunca esteve tão presente o título dessse texto. Desde a era FHC que é fato consumado, a idéia de se querer atingir frontalmenye as FFAA. Esse ranço aumentou com a eleição de Lulla. Acredito que, se as FFAA não estivessem no patamar de credibilidade que estão, perante a população, aliada a algumas poucas manifestações de bloqueiros e associações independentes, que expõem suas opiniões aqui outra alí, essa "crise" já teria acontecido e as consequências seriam seríssimas trazendo resultados imprevisíveis. Ocorre que a Presidente demonstra ser inconsequente, quando não assume sua verdadeira posição diante das afrontas às FFAA, o que nos leva a pensar que seu DNA de guerilheira está apenas adormecido, talvez estudando uma forma "constitucional" para provocar o desmantelamento parcial ou até mesmo total das FFAA. Repito, a credibilidade é o maior respaldo das FFAA e isso tem impedido essa quadrilha de ir adiante com seus planos. Mas...SE VIEREM, POR AQUI NAO PASSARAO

 

 
Carlos-RS

23 de Mar de 2012 às 19:01

Carlos-RS
Muito bem, General,gostei muito de sua publicao.Estou torcendo que esses nossos Comandantes das Foras Armadas. tomem vergonha na cara e tomem uma deciso . Estamos com o saco cheio de ser amassados e humilhados.Vamos reagir.

 

 
Joo

05 de Fev. de 2014 às 18:10

Joo
queremos que as foras armada resolva este ploblema queremos nosso brasil de volta faa comprir a constituio brasileira ...


MARMOSILVA-RIO comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

06 de Fev. de 2014 às 1:01

MARMOSILVA-RIO
Prezado. General. Boa Noite! O que ocorre no Brasil de hoje, é tão notório que vejo pessoas incultos e sem qualquer formação intelectual ter a mesma opinião que a nossa, essa coisa de dizer que todo o povo brasileiro é cego e ignorante não é verdade, assim também como não é verdade o que lemos na tarja da bandeira brasileira, onde suprimiram o maior valor da doutrina positivista responsável pela proclamação da República com ORDEM e PROGRESSO sem a palavra AMOR. Portanto, entendo que amor sem disciplina é TIRANIA, pois, os mandantes dos governos dos últimos 20 anos não usam a disciplina para acusar, julgar, condenar e prender todos e qualquer malfeitor ou bandidos de colarinho branco independente da sua posição política, Ora! Ninguém precisa ter doutorado em Direito para saber o que esta ocorrendo no judiciário, legislativo e executivo do Brasil. Preciso, sim, ser brasileiro para defender a minha nação em favor de meus netos e futuras gerações e ser patriota para valorizar as Forças Armadas, porque, elas existem por minha causa e ,é graça aos seus soldados que ainda exitem democracia no Brasil e no mundo. . Sobretudo, aonde esta o AMOR POR PRINCÍPIO, ORDEM POR BASE E PROGRESSO POR FIM? Creio que faltou alguma coerência para os defensores da doutrina positivista, faltou sensatez, faltou responsabilidade, mas se pelo menos tivessem defendido e mantido a ORDEM E PROGRESSO já seria de todo o mal alguma coisa positiva, porque, atualmente de positivo ou positivista, ironicamente não temos nada, nossa bandeira, nossa república, nossas cores, nossas forças armadas e nossa constituição federal não tem o menor valor para a doutrina comunista, eles na verdade defendem as cores vermelhas do sangue derramado por mais de 150.000.000 de extermínios, e onde esta o AMOR nisso, eles carregam, sim, A FOICE E O MARTELO, para nos manter presos aos seus ideais fascistas e matar todos aqueles que se levantam contra eles e suas ações terroristas e apátridas. A Tirania tomou conta do Brasil, espalhou o caos, criou mitos, saqueou o erário público, destruiu a soberania nacional, aviltou os militares das Forças Armadas, pintou de vermelho petista os narizes dos brasileiros de bem que vivem como palhaços dentro de uma política do pão e circo, mas que na verdade os maiores palhaços são os petistas e comunistas, porque, a alegria do palhaço não é ver o circo pegar fogo? Para eles que aparelharam o estado, coagiu a Melhor Polícia do país - PF, Criou sim, arenas de futebol para depositar enterrar os mortos que virão se o que esta sendo previsto acontecer é natural. Não se pode tirar mitos do poder politicamente, ditadores menos ainda, na verdade precisaremos de usar a força de alguma maneira, porque, existe um cenário de "Ordo ab chao" instalado dentro do nosso país e em toda a America Latina, o povo é O único que pode defender o povo. Sem mais, um forte abraço, " SIM! NÓS PODEMOS MUDAR O BRASIL Att. MARMOSILVA-RIO

Este Blogueiro NÃO permite que VISITANTES comentem nesta postagem.
Junte-se a nós ou Entre para comentar!