Rio -  O Leão do Imposto de Renda (IR) e a inflação vão devorar boa parte do reajuste de terceiros sargentos. A partir de março, o grupo de sargentos em início de carreira vai ter o soldo aumentado de R$2.268 para R$ 2.475, uma diferença de R$ 207,00 ou ganho de 9,13%.


Com os adicionais da carreira, a remuneração total vai fazer o grupo saltar de alíquota do IR. Antes eles eram tributados em 7,5% em parte da remuneração, e em 15% na outra parte. Serão tributados agora em 7,5%, 15% e também em 22,5%, na parcela que englobará o reajuste.


O aumento de 9,13% também será corroído pela inflação, que fechou o ano passado em 5,84%, índice que será engordado pelo aumento de preços de janeiro e fevereiro. Ou seja, hoje os 9,13% já são 3,29%, percentual que ainda minguará afetando não só sargentos, mas toda a carreira militar.


“Senhores terceiros sargentos, fiz a conta e nosso aumento real vai ser de R$ 5”, desabafou uma fonte da coluna, considerando os números acima.