A dessalinização da água do mar é imprescindível para vida. | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Brasil

A dessalinização da água do mar é imprescindível para vida.

Publicado em 05 de Mar de 2013


3110 Visualizações


 A dessalinização da água do mar é imprescindível para vida.


O Brasil já pede socorro.


Muitos cidades a maioria no nordeste vem sofrendo com os efeitos da seca, os efeitos são devastadores, falta inclusive água potável para o consumo humano, sem contar com a devastação na agricultura, provocada pela falta de irrigação. A dessalinização da água do mar embora embora ainda possua custo considerado elevado, aparece como solução, nesse sentido se faz necessário desenvolvimentos de estudos para melhor viabilidade, pois a transposição do São Francisco não é solução.


 


Vejam matéria sobre o assunto:


Por Prof. Jorge Rios


Extraído do portal: http://ecoviagem.uol.com.br/fique-por-dentro/artigos/meio-ambiente/dessalinizacao-da-agua-682.asp


A dessalinização de águas salgadas ou salobras acontece quando a mesma passa a vapor e se torna doce depois que se condensa - CONDENSAÇÃO- ou então através do processo da OSMOSE REVERSA quando a água passa por membranas filtrantes. Nos oceanos pode estar a principal solução para o atendimento das futuras demandas de água doce, já que são possuidores de 95,5% da água existente no Planeta.O principal problema a ser resolvido ainda é o custo dos processos que envolvem grande consumo de energia. Aliás esses processos há muito tempo já são utilizados nos navios e nas plataformas de petróleo.


Principais Processos para Dessalinização da Água do Mar:


 


- destilação


- osmose reversa


A dessalinização da água salgada ou salobra, do mar, dos açudes e dos poços, se apresenta como uma das soluções para a humanidade adiar ou vencer a crise da ÁGUA que já É REAL EM DETERMINADAS REGIÕES DO PLANETA.


Atualmente muitos países e cidades já estão se abastecendo totalmente ou parcialmente de água doce extraída da água salgada do mar que, embora ainda a custos elevados, se apresenta como uma alternativa, concorrendo com o transporte em navios tanques, barcaças e outros. Alguns países árabes simplesmente "queimam" petróleo para a obtenção de água doce através da destilação, uma vez que o recurso mais escasso, para eles, é a água.


O consumo de água doce no mundo cresce a um ritmo superior ao do crescimento da população, restando, como uma das saídas, a produção de água doce, retirando-a do mar ou das águas salobras dos açudes e poços. O uso das fontes alternativas de energia, como a eólica e a solar, apresenta-se como uma solução para viabilizar a dessalinização, visando o consumo humano e animal.


Parte da Região Nordeste do Brasil é caracterizada por condições semi-áridas, com baixa precipitação pluviométrica (cerca de 350 mm/ano) e por um solo predominantemente cristalino, que favorece a salinização dos lençóis freáticos. Até agora as iniciativas se restringiram a soluções paliativas, como a construção de açudes e a utilização de carros pipa.


A dessalinização de água através de osmose reversa apresenta-se como uma alternativa a mais, uma vez que possui um menor custo quando comparado com outros sistemas de dessalinização. Além de retirar o sal da água, este sistema permite ainda eliminar vírus, bactérias e fungos, melhorando assim a qualidade de vida da população.


O seu funcionamento está baseado no efeito da pressão sobre uma membrana polimérica, através da qual a água irá passar e os sais ficarão retidos,podendo-se ainda aproveitar a salmoura. A integração com a energia eólica pode ser interessante nos locais com baixo índice de eletrificação, tornando o sistema autônomo.


Histórico dos processos de dessalinização:


- Em 1928 foi instalado em Curaçao uma estação dessalinizadora pelo processo da destilação artificial, com uma produção diária de 50 m3 de água potável.


- Nos Estados Unidos da América as primeiras iniciativas para o aproveitamento da água do mar datam de 1952, quando o Congresso aprovou a Lei Pública número 448, cuja finalidade seria criar meios que permitissem reduzir o custo da dessalinização da água do mar. O Congresso designou a Secretaria do Interior para fazer cumprir a lei, daí resultando a criação do Departamento de Águas Salgadas.


- O Chile foi um dos países pioneiros na utilização da destilação solar, construindo o seu primeiro destilador em 1961.


- Em 1964 entrou em funcionamento o alambique solar de Syni, ilha grega do Mar Egeu, considerado o maior da época, destinado a abastecer de água potável a sua população de 30.000 habitantes.


- A Grã-Bretanha, já em 1965, produzia 74% de água doce que se dessalinizava no mundo, num total aproximado de 190.000 m3 por dia.


- No Brasil, algumas experiências com destilação solar foram realizadas em 1970, sob os auspícios do ITA- Instituto Tecnológico da Aeronáutica, em São José dos Campos.


- Em 1971 as instalações de Curaçao foram ampliadas para produzir 20.000 m3 por dia.


- Em 1983, o LNEC- Laboratório Nacional de Engenharia Civil, em Lisboa- Portugal, iniciou algumas experiências com o processo de osmose reversa, visando, sobretudo, o abastecimento das ilhas dos Açores, Madeira e Porto Santo.


- Em 1987, a Petrobrás iniciou o seu programa de dessalinização de água do mar para atender às suas plataformas marítimas, usando o processo da osmose reversa, tendo esse processo sido usado pioneiramente, aqui no Brasil, em terras baianas, para dessalinizar água salobra nos povoados de Olho D`Água das Moças, no município de Feira de Santana, e Malhador, no município de Ipiara.


- Atualmente existem cerca de 7.500 usinas em operação no Golfo Pérsico, Espanha, Malta, Austrália e Caribe convertendo 4,8 bilhões de metros cúbicos de água salgada em água doce, por ano. O custo, ainda alto, está em torno de US$ 2,00 o metro cúbico.


- As grandes usinas de dessalinização da água encontram-se no Kuwait, Curaçao, Aruba, Guermesey e Gibraltar, abastecendo-os totalmente com água doce retirada do mar.


Jorge Paes Rios é Engenheiro Civil; especializado em Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro; Pós-Graduado em Hidráulica e Recursos Hídricos no Laboratório Nacional de Engenharia Civil de Lisboa; Pós-Graduado em Hidráulica e Recursos Hídricos no Institut National Polytechnique de Grenoble-Ecole Nationale Supérieure D`Hydraulique – França; é Professor do CEFET- RJ, tendo sido fundador dos Cursos de Técnico em Saneamento Ambiental e de Tecnólogo de Nível Superior em Controle Ambiental.


Site: www.profrios.hpg.ig.com.br


 

4 comentários


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

05 de Mar de 2013 às 7:56

Avassalador

A minha dica e o caminho para um melhor processo visando a quebra de moléculas, para dessalinizar a água do mar, está na fotografia da postagem.


Marinheiros, avante...
Pelo Brasil vencer, ou então morrer.

 

 
Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

05 de Mar de 2013 às 8:19

Avassalador

Na realidade o atual processo implementado no rio da Unidade Nacional (So Francisco) deveria ser inverso, e em outro ponto, onde o gua do mar apos o processo de quebra de molculas e dessalinizao, iria alimentar o nordeste com irrigao etc. com posterior alimentao do So Francisco.


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

05 de Mar de 2013 às 8:44

Avassalador

Notícia do portal IG


Seca afeta 10 milhões de nordestinos

Seis estados do Nordeste brasileiro ainda sofrem com a seca, que afeta 10 milhões de pessoas. Na Bahia, Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte chove apenas em pontos isolados, o que não resolve a situação, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A baixa temperatura dos oceanos Pacífico e Atlântico é a causa da falta de chuva na região.
No Recife, mesmo com a chuva na noite de domingo (3) o racionamento nas áreas planas começou na sexta-feira (1°) e 82 bairros da região metropolitana ife são afetados. De acordo com a Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos de Pernambuco, a medida foi adotada porque uma das barragens opera com apenas 19% da capacidade.
O sistema prevê que as áreas planas do Recife terão 20 horas com água e 28 horas sem. Nas áreas de morro, o racionamento já era a medida utilizada como prevenção. O rodízio foi adotado levando em consideração a situação dos principais reservatórios de água que abastecem a região, já que no mês de fevereiro choveu apenas 30% do esperado.
O percentual de chuva abaixo da média nesses estados é de 75%. O restante corresponde a quantidade igual ou acima da média. De acordo com o Inmet, não há previsão de chuva para os próximos cinco dias em Alagoas, Sergipe e Bahia, que estão com o maior número de municípios ainda em situação de emergência.
No sul dos estados do Maranhão e do Piauí a chuva tem sido constante desde outubro. No Maranhão choveu 190 milímetros (mm) dos 230 mm esperados para todo o mês de fevereiro. Em Teresina, choveu mais que o esperado, 200mm. Para o Inmet esses dados indicam que “a situação nesses estados está se normalizando”. No litoral entre Natal e Recife também chove, mas ainda é muito pouco para abastecer a população.



SIDINEI

06 de Mar de 2013 às 0:36

SIDINEI
CHAVES AMALDIÇOOU ISRAEL.
CHAVES FALOU EM LUTAR OU MORRER.
QUAL O RESULTADO A MORTE LHE BUSCOU.

http://www.youtube.com/watch?v=vUmaVN-BCNQ


JORGE RIOS

26 de Ago. de 2013 às 23:58

JORGE RIOS
A solução técnica-economica mais viável para o Nordeste é sim A TRANSPOSIÇÃO DO SAO FRANCISCO por ser atualmente a mais barata .....

VER MINHA PALESTRA/AULA NA PAGINA DO CLUBE DE ENGENHARIA

http://www.portalclubedeengenharia.org.br/topico/dte-recursos-hidricos-e-saneamento-%28drhs%29/3/0


SAUDAÇÕES
FLUVIAIS ;

PROF. JORGE RIOS = ver meu novo BLOGSPOT http://prof-rios.blogspot.com.br


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )