Vejam as Fotos de Mulheres Soldados de Diverso Países | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Carreira Militar

Vejam as Fotos de Mulheres Soldados de Diverso Países

Publicado em 11 de Jan. de 2014


1082 Visualizações


 

VEJAM AS FOTOS DE MULHERES SOLDADOS DE DIVERSOS PAÍSES.É UMA CONQUISTA MAS, PROBLEMAS E PRECONCEITOS CONTINUAM A EXISTIR

Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/vasto-mundo/veja-as-fotos-de-mulheres-soldados-de-diversos-paises-e-uma-conquista-mas-problemas-e-preconceitos-continuam-a-existir/

 

originalmente em 25 de fevereiro de 2011.

Fardadas e de fuzil na mão, as mulheres podem passar despercebidas no meio de uma

tropa, embora estejam conquistando cada vez mais espaço dentro das Forças Armadas em diferentes países do mundo.

Campeões de Audiência

Campeões de Audiência

Em países como Alemanha, Canadá, Dinamarca, Estados Unidos, Finlândia, Israel, Noruega, Nova Zelândia, Suécia e Suíça, por exemplo, elas podem participar, inclusive, da linha de frente dos combates. No Brasil, só podem ser combatentes, por enquanto, as mulheres pilotos de caça da Força Aérea Brasileira (FAB), como é o caso da tenente-aviadora Daniele Lins, primeira na galeria de fotos abaixo.

Só nos Estado Unidos, entre 2003 e 2009, mais de 200 mil mulheres serviram no Oriente Médio, principalmente no Iraque. Entre elas, cerca de 600 ficaram feridas e pouco mais de 100 morreram em combate. Na França, de acordo uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Defesa, entre os cerca de 340 mil soldados no país, há mais de 50 mil mulheres.

Um email que circula na internet mostra militares de diversos países com seus respectivos uniformes.

As bonitas fotos que selecionamos, entretanto, não mostram um dado alarmante: elas continuam sofrendo preconceito dentro das Forças Armadas e os casos de estupro são freqüentes. Por exemplo: cerca de 3 mil militares norte-americanas sofreram violência sexual em 2008, 9% a mais do que no ano anterior. Dentre as que estavam servindo no Iraque e no Afeganistão, o número subiu para 25%.

Em 2009, segundo dados do Exército americano divulgados pelo site da BBC, 30% das mulheres foram estupradas durante o serviço militar, 71% foram vítimas de violência sexual e 90% de assédio sexual.

Isso sem consideram os casos não divulgados. Um relatório do Government Accountability Office, organismo investigativo do Congresso dos EUA, concluiu que 90% das agressões sexuais não são notificadas, na maioria dos casos, devido ao receio das vítimas de serem perseguidas.

Áustria

Brasil

Coreia do Sul

Estados Unidos

Finlândia

Grécia

Indonésia

Irã

Israel

Nepal

Noruega

Polônia

Reino Unido

República Checa

Sérvia

Suécia

Turquia

1 comentários


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

11 de Jan. de 2014 às 8:17

Avassalador
As primeiras mulheres militares da MB, começaram a ingressar na Marinha no ano de 1980. Não tenho nada contra o Corpo Feminino das FFAA, no entanto, e no caso da Marinha, acho que a administração naval se deixou dominar pelo carisma das mulheres, com isso elas tiraram proveito,elas influenciaram para alterarem os interstícios das promoções dos diversos corpos de praças, criando benefícios como promoções em interstícios menores dos Corpos de Praças Auxiliares, prejudicando os interstícios de promoções dos desprotegidos militares do Corpo de Praças da Armada. É lamentável a incapacidade de gerenciamento demostrada pela administração naval.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )