Estudante 16 anos é aprovada medicina na Ufba sem 2º Grau | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Fato Relevante

Estudante 16 anos é aprovada medicina na Ufba sem 2º Grau

Publicado em 24 de Jan. de 2014


1031 Visualizações


 

Estudante de 16 anos é aprovada em medicina na Ufba sem cursar ensino médio

Adolescente obteve a 10ª maior nota entre os classificados no quinto curso mais disputado do país

 

No chão do quarto, um volume surrado de Harry Potter e a Pedra Filosofal (em versão econômica) parece esquecido. Na prateleira, só algumas obras de literatura — de Jeff Lindsay a Machado de Assis. E, sobre o armário, duas únicas caixas dão conta dos materiais que preservou da escola. Com apenas 16 anos, e sem nem cursar o terceiro ano do ensino médio, Maria Paula Frias já está aprovada para o curso de Medicina da Universidade Federal da Bahia (Ufba), o quinto mais disputado do país. Detalhe: ela obteve a 10ª maior nota entre os classificados. 

"Era o meu sonho, mas eu não tinha ideia de que iria tão bem"
Maria Paula Frias, 16 anos, aprovada para Medicina

Apesar do desempenho, Maria Paula ainda não pôde se matricular na Ufba. Isso porque  sua idade não permite obter o certificado de conclusão do ensino médio, necessário para a matrícula. A família, então, entrou com uma ação na Justiça para que a filha pudesse cursar o ensino superior sem precisar voltar à escola — o Colégio Sartre COC — onde as aulas já começaram. A juíza Renata Mesquita, da  14ª Vara Cível Federal entendeu que ela merece, sim, a vaga e emitiu uma liminar garantindo sua pré-matrícula — o que ela já fez na última segunda-feira.

Segundo o advogado da menina, Antonio Jorge Santos, a decisão  se baseou no artigo 205 da Constituição que versa sobre “razoabilidade e proporcionalidade”. “Decisões como esta valorizam a meritocracia, garantindo o acesso da jovem à universidade sem precisar concluir o ensino médio”, disse. Justiça à parte, Maria Paula já pode, inclusive, colocar no currículo duas aprovações em Enem.

Isso porque em 2012, quando ainda cursava o primeiro ano do ensino médio, ela obteve 878 pontos — desempenho que lhe garantira vaga na Universidade Estadual Paulista (Unesp). Além disso, ela tem quatro medalhas em Olimpíadas Brasileiras de Química - duas de ouro, uma de prata e outra de bronze. Apesar de tudo, ela  tinha dúvidas se seria classificada para a Ufba. “Era o meu sonho, mas eu não tinha ideia de que iria tão bem”, diz.

“Você não é deste mundo!”, “É um alienígena”, ouviu dos amigos. Mas está enganado o leitor se concorda, pois ela não tem nada de anormal. Muito estudiosa e responsável, ela revisava todos os assuntos da escola diariamente, mas nunca abdicou da vida social e jamais deixou de curtir os fins de semana. “Não sou a pessoa que mais estuda no mundo”, revela.

Maria Paula conta, inclusive, que só depois de tirar uma soneca de meia hora e ir à academia  se dedicava aos conteúdos para o Enem.  Filha de cubanos, ela nasceu no Rio e vive em Salvador desde 2009. Hoje, mora na Pituba. A mãe, socióloga, e o pai, engenheiro nuclear, são seus exemplos. Mas o interesse em Medicina veio da vontade de exercer a solidariedade e a “arte de fazer cirurgias”. 

3 comentários




Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

24 de Jan. de 2014 às 20:45

Avassalador
Com 16 anos os jovens, adolescentes, tem livre arbítrio para votarem, entretanto o MEC veta o direito dos adolescentes menores de 18 anos de requererem certificado de conclusão do ensino médio, mesmo que obtenham aprovação no ENEM, isso é um disparate, e denota os interesses dos nossos políticos pelo voto, quando ao mesmo tempo suprimem o direito de acesso a educação aos jovens, adolescentes que se dedicam a educação. É lamentável.


Sidinei

24 de Jan. de 2014 às 22:20

Sidinei
Perfeito exemplo para demonstrar o que nossas autoridades pensam a respeito a mérito de um indivíduo, levando-se em consideração que querem criminalizar menor, pois reduzindo a idade penal é o que fazem, portanto o interesse do estado Brasileiro é realmente ferrar com o cidadão Brasileiro. mais cubano, mais médico, mais ferro em idade menor, mais prisões,mais raiva contra o povo e desdenham o conhecimento.será porque as provas são apenas de fachada.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )