Como se forma uma liderança política! | Blog AutoIndustrial Polêmico | Portal Militar

Blog AutoIndustrial Polêmico

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Opinio Pessoal

Como se forma uma liderança política!

Publicado em 16 de Mar de 2014


1846 Visualizações


 Como se forma uma liderança política!

 

Nos anos eleitorais, aqui no Portal Militar, existe uma verdadeira chuva de candidatos ‘paraquedistas’ de todas as cores e matizes políticos.  Isto é bom, muito bom, pois demonstra que nosso pessoal está tentando se engajar na política, porém, creio que, muitos esquecem ou não sabem como se forma ou se faz uma liderança política! 

 

Acredito que existam, basicamente, dois caminhos para a formação de uma liderança política:

 

1)  Com dinheiro, muito dinheiro, para se ‘comprar’ as consciências dos eleitores ignorantes; e,

2)  Através da participação ativa nas atividades das comunidades onde se reside, colhendo suas carências e buscando soluções para as mesmas.

 

Em princípio, a ideia era colher os dados da Comunidade de Onça e a atuação do meu amigo Eliardo Batista fim escrever este artigo/post, porém, creio que o relato/resumo da atuação dele naquela comunidade, transcrito abaixo, está melhor do que qualquer artigo que escreva sobre a questão da formação da liderança política.

 

Quero que prestem atenção que o caminho da formação da liderança política é espinhoso, exige sacrifícios, ouvir as pessoas, conversar com as mesmas, participar de reuniões para debater os problemas comuns a todos da comunidade e buscar soluções.  Enfim, é um trabalho!

 

Abaixo segue o relato do meu amigo Fuzileiro Naval da Reserva Remunerada ELIARDO BATISTA que, acredito, está seguindo o caminho da liderança política via o segundo caminho. Quero, desde já, desejar paz, saúde, felicidade e sucesso, muito sucesso, ao meu amigo Eliardo e família.

 

Minha história aqui [na Comunidade de Onça] começou por causa de meus pais. Eu morava em Natal e tinha muitas dificuldades para falar com eles, por telefone. Então fiz o primeiro abaixo assinado para tentar conseguir algo para a comunidade, que na época nem era conhecida assim. Então fiz um ofício para a TELEMAR e anexei o abaixo assinado, pedindo um orelhão para a comunidade. Quase cinco anos depois, chegou o orelhão, já não era tão útil, porque todo mundo tinha celular. Depois veio o problema da falta d'água, comecei a usar as redes sociais para denunciar os descasos das autoridades políticas com o povo. Incomodei tanto, que o Prefeito da época, Edimilson Júnior, enviou um assessor pra conversar comigo e prometeu resolver o problema. Então comecei a sentir gosto pela coisa. Passei a vir mais a Quixeramobim e consequentemente à Onça, passei a ficar conhecido pelos moradores por conta dos meus pais e muitos outros parentes que residem aqui. A ideia da Associação foi pra dar mais força as nossas reivindicações, procurei convencer os moradores daqui que quanto mais unidos, mais forte seríamos. Pesquisei pra saber como fundar uma Associação de Moradores e aos poucos colocamos o projeto em prática. Na verdade não era minha ideia ser  O Presidente, eu queria trabalhar nos bastidores, dando apoio técnico. E Ana [esposa do meu amigo Eliardo] é quem seria a Presidente, porque ela tem mais carisma do que eu e consequentemente, era mais aceita. Mas Ana não quis, até porque, ela ainda não se aposentou e não poderia assumir compromisso com a Associação. Então me escolheram, não tive escolha. Eu, de acordo com os moradores, era o mais indicado, e não houve concorrência. Disputei a eleição em chapa única e hoje estamos conduzindo a Comunidade e incomodando muito os políticos locais, principalmente depois que tive  a ideia de criar a página no facebook. Já melhoramos e muito o abastecimento de água, estamos atrás de iluminação pública, posto de saúde, policiamento, enfim, as necessidades básicas de uma comunidade que antes só era visitada pelos políticos à época das eleições. Deixamos de ser "só mais um" e passamos a ser a Comunidade de Onça! conhecida e respeitada! E não temos nem um ano de fundação. Pretendemos fazer muito mais. A atualmente os moradores já cogitam o nome de Ana ou o meu para uma possível candidatura a vereador. Mas aí são outros quinhentos. Infelizmente não se ganha eleição sem dinheiro em nosso País, e nós não temos recursos. Além do mais, Olívia não concorda, ela não quer sair candidata. Bom amigo, espero que esse resumo lhe sirva. Qualquer coisa, estamos à disposição!  Grande abraço!

 

 

 

Eliardo Batista do Nascimento

Presidente da Associação de Moradores da Comunidade de Onça”

 

Fan Page da Comunidade de Onça no Facebook: https://www.facebook.com/comunidadedeonca?fref=ts

 

 

Adsumus!


2 comentários


natking comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

16 de Mar de 2014 às 10:31

natking
O caminho correto é o do Eliardo. Se ele conseguir estender essa ajuda a outros bairros que ainda não tem associação, terá muitos votos sem gastar muito. Quem começa pelas comunidades tem interesse na melhoria de vida das pessoas mas, quem gasta o que não tem com campanha eleitoral tem interesse em desvio de verbas, até para poder pagar os gastos com a campanha. o importante é o candidato se preparar. Ter informações do trabalho que ele irá realizar. Uma pessoa despreparada vai perder tempo até aprender a trabalhar corretamente e sem uma assessoria competente ficará mais difícil ainda.

 

 
AutoIndustrial comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

16 de Mar de 2014 às 10:41

AutoIndustrial
Caro Natking! Agradeo sua participao ao post. Com relao ao caminho que meu amigo Eliardo est seguindo, concordo com voc que o caminho certo. Meu propsito maior com este artigo mostrar aos 'paraquedistas polticos' aqui do Portal Militar, que poltica no to simples como se pensa. Forte abrao e boa sorte! Adsumus!


Sidinei

16 de Mar de 2014 às 20:44

Sidinei
Mas infelizmente tudo acontece quando alguém precisa de alguma coisa, e começa desde baixo ate em cima, a dificuldade maior é quando as pessoas não estão precisando e colaboram seja com apoio ou dinheiro para se movimentar as pessoas que desejam verdadeiramente fazer a diferença. é como se uma pessoa no meio do povo desconhecido fala, sabe-se que é verdade as coisas que se fala, mas as pessoas não dão ouvidos porque, tem o que fazer. Fazer que nem o lula é fácil, leva tempo mas começa-se com o dedinho, o resto vem de ter lábia. O grande problema dos que querem mudanças não são ouvidos porque fere interesses dos que ouvem e nada se lhe acrescenta nos bolsos, não é verdade? se não acredita... olha o portal!! a quanto tempo tenta mover a montanha???? O exemplo já dei, começa-se a movimentar as massas para pedir que se acabe com cobranças de estacionamento nas ruas, posso afirmar que se conseguirem movimentar a montanha para mudar isto, vocês verão as pedras que atrapalham o caminho do povo humilde rolarem as montanhas sem precisar de muita força. TENTEM E VERÃO.

 

 
AutoIndustrial comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

17 de Mar de 2014 às 6:49

AutoIndustrial
Caro Sidinei! Agradeo o comentrio ao post. complicado exercer a 'arte da poltica'. Adsumus!


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )