Blog

Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Voc pode escolher receber por email informao de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

O Oficial No comissionado

Publicado em 29 de Fev. de 2008

3926 Visualizaes


Vamos debater nesse blog (que tem mais visualizaes que o frum) o assunto abaixo. Contribuies em todos os sentido sero bem aceitas (oficiais e graduados da ativa e inativos). "Teclei" uma vez com o Deputado Bolssonaro sobre o tema e ele me respondeu que h algum tempo tramita no EMFA esse assunto. Inicia-se com um relato:


Um lder para os soldados: investindo no corpo de suboficiais

Em um cenrio urbano de treinamento para atividades de paz, o peloto da infantaria avanava por um beco de uma vila. Ento, o lder do peloto, um tenente, recebeu a seguinte notcia: De acordo com o cenrio, um franco-atirador havia acabado de atirar desde uma janela de um dos prdios da redondeza e o tenente havia sido fatalmente atingido. Para o peloto, a perda de seu lder deixa os soldados confusos. Apesar de vrios sargentos terem sido designados para o peloto, ningum assumiu o comando. O peloto ficou sem saber como completar a misso.

A experincia do exerccio demonstrou como necessrio treinar e delegar autoridade aos sargentos para que eles possam tomar o controle da situao quando for preciso. No investir na educao e no desenvolvimento de lderes de nvel mdio pode resultar na perda de vidas, o que, seguramente, teria sucedido neste cenrio.

O sucesso de qualquer tipo de instituio depende tanto da administrao e da liderana de nvel mdio como da liderana dos veteranos. Na maioria dos exrcitos, esses lderes de nvel mdio so representados pelo corpo formado pelos Oficiais no Comissionados (sargentos). No momento, Honduras e outros exrcitos regionais esto tentando incorporar estas lies em suas prprias estruturas de liderana.

Apesar de em alguns exrcitos os sargentos j liderarem tropas durante vrias misses, muitos pases da Amrica Latina no possuem um corpo formado por Oficiais no Comissionados ou no lhes d autoridade para que eles assumam o controle. Comandantes de unidades, que geralmente so tenentes ou capites, delegam quase nenhuma autoridade aos seus graduados.

No entanto, em dezembro de 2000, o Corpo de Oficiais No Comissionados do Exrcito de Honduras foi estabelecido oficialmente com a promoo de 21 sargentos de vrias unidades operacionais. Entre este novo grupo de lderes est o Sargento Major Comandante VALLE, graduado com distino do curso de sargentos majores comandantes do 5 Comando do Exrcito Colombiano, realizado em Bogot, na Colmbia.

Durante o curso, o sargento major comandante Valle viu em primeira mo a importncia que a liderana do exrcito colombiano d para os sargentos em desenvolvimento. Essa capacidade adicional permitiu que as foras armadas colombianas confrontassem com sucesso a FARC em operaes reais de combate, ele explica.

Apesar de o corpo formado pelos oficiais no comissionados ser algo relativamente novo para o exrcito hondurenho, ter sargentos bem treinados, experientes e capazes de assumir o controle considerado um investimento inestimvel. O sargento major comandante Valle afirma que os sargentos do exrcito norte-americano so os responsveis pelo treinamento e liderana dos soldados e prevemos os benefcios de converter aos nossos sargentos em lderes, tambm.

Apesar de ter visto alguns sinais positivos nos ltimos anos em relao ao desenvolvimento de oficiais no comissionados, ele se d conta de que isso no acontecer do dia para a noite sem que ocorram algumas mudanas culturais e sem que seja dada a devida nfase no comando. Mudanas institucionais importantes devem ser feitas para aprimorar o quadro de sargentos no exrcito hondurenho e isto requer que os lderes militares veteranos transformem sua maneira de pensar, ele diz.

De acordo com o sargento major comandante Valle, o desafio que o exrcito hondurenho tem pela frente desenvolver um corpo formado por oficiais no comissionados a fim de formar lderes, pessoas que possam assumir a responsabilidade em um piscar de olhos e completar a misso

2 comentrios


29 de Fev. de 2008 s

A guerra do Exrcito Brasileiro somente " A GUERRA DO PAPEL".

Passamos todo o expediente fabricando mapas, grficos, informaes que interessam apenas a ns.

Somente os exrcitos de primeiro mundo e exrcitos com algum tipo de conflito que realmente do valor a formao de lderes na classe dos praas, o que no o caso do nosso exrcito.

Somente uma guerra salvar o Exrcito Brasileiro.

Se continuar nessa situao, em menos de uma dcada teremos um exrcito sem condies de entrar em conflito nem com o Uruguai.

Pessoal totalmente desestimulado salarialmente, material sucateado.....

o fim....



29 de Fev. de 2008 s

Apoio total as FARBS!
TERRORISMO DE TODOS OS MODOS!


DEIXE SEU COMENTRIO


O blogueiro no publica comentrios ofensivos, que utilizem expresses de baixo calo ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maisculas. Os comentrios aqui postados expressam a opinio dos seus autores, responsveis por seu teor. O blogueiro far a moderao antes de publicar o comentrio.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmao, avisos, notcias e lembretes. ( Obrigatrio )
Blogs Denunciar