Boas críticas de boas fontes veja você também | Blog Luis R EB | Portal Militar

Blog Luis R EB

Perfil do luisreb
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Fato Relevante

Boas críticas de boas fontes veja você também

Publicado em 15 de Mar de 2015


439 Visualizações


 Mais do que um ajuste fiscal , o Brasil precisa de um ajuste moral e ético

http://www.fatoonline.com.br/conteudo/388/o-lado-b-da-politica-nacional-e-local

 Há 30 anos, no dia 15 de março de 1985, assumia  o primeiro governo civil após a ditadura militar instaurada no Brasil em 1964. O vice-presidente José Sarney  tomou posse nessa data, no lugar do presidente eleito, Tancredo Neves, que passou mal na noite anterior à cerimônia, devido a uma doença que o levou ao falecimento  em 21 de abril do mesmo ano.

A redemocratização contribuiu para diversas mudanças sociais nos últimos trinta anos, entre elas a promulgação de uma Constituição Federal que garante a igualdade, a liberdade de expressão e o direito do voto,  entre outros direitos fundamentais , e a criação de instituições democráticas . Ainda assim, o Brasil continua sendo um país cheio de contradições , onde as conquistas cidadãs não foram lineares. Nossa história continua marcada pela dominação de alguns grupos sobre a maioria. É uma história de subordinação, exclusão e, principalmente, de privilégios e luxos para uns poucos agraciados.

Aqui, os políticos vivem em condições muito diferentes da realidade do povo que os elegem! São cheios de mordomias financiadas pelo dinheiro dos contribuintes. Além disso, eles têm direito a imunidade, não podendo ser processados e condenados pela justiça comum, como qualquer outro cidadão brasileiro. Apesar de passados trinta anos de redemocratização, o povo ainda parece desconhecer que ele é o patrão, e, assim, políticos são tratados como uma classe superior com direitos a privilégios, ainda que a Constituição Federal afirme que todos são iguais.

Como uma sociedade que tem como direito fundamental a igualdade, aceita passivamente  que os seus parlamentares aumentem os seus próprios salários? Que eles aumentem o valor do fundo partidário sem que ela,  a sociedade,  seja consultada por referendo ou plebiscito? Que eles tenham direito a pensões vitalícias após alguns anos de mandato? Circulem com carros oficiais e motoristas, morem em residências oficiais e apartamentos luxuosos, ocupem espaçosos gabinetes com dezenas de assessores particulares às custas dos contribuintes? Políticos esses, cuja maioria parece não estar interessada em realizar as reformas que o país necessita, mas, sim, enriquecer a si mesmos e às suas famílias, ou representar interesses de uma elite econômica que financia suas candidaturas.

Vivemos uma crise ética em que os presidentes da Câmara e do Senado Federal , além de outros políticos de diversas denominações partidárias, ligadas ao governo ou não, e a empresas que financiaram suas campanhas, foram  denunciados em um dos maiores  esquemas de corrupção já vistos no país!  E, em razão disso,  os movimentos sociais e cidadadãos estão indo para as ruas.  Alguns para pedirem por  uma reforma política e em apoio ao partido que é pivô dos recentes escândalos ; outros, para pedirem o impeachment da presidente da República;  e outros tantos pedem até mesmo o retorno da ditadura militar!

Analisando essas reivindicações , questiono:  Será que o povo brasileiro está indo para as ruas com as bandeiras certas?

Se a presidente da República sofresse o impeachment, o vice- presidente da República  - que é do mesmo partido dos presidentes do Senado e da Câmara, e que hoje governam com o PT – assumiria!  Isso não seria trocar seis por meia-dúzia?

Por outro lado, aqueles que apoiam o atual governo estão sofrendo de alguma cegueira que os impedem de ver a realidade? Por que colaboram para uma visão polarizada da política, que é tão pobre e cheias de conceitos arcaicos de um sistema socialista que, como dizia o sociólogo Herbert de Souza: “Tinha que ser o mais libertário, mais igualitário, mais participativo e acabou sendo deficiente nesses itens. Asfixiou a liberdade e morreu por dentro”?


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )