O Inocente e o bandido Barrabás | Blog Marmosilva-Rio | Portal Militar

Blog Marmosilva-Rio

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Brasil

O Inocente e o bandido Barrabás

Publicado em 28 de Mar de 2016


1305 Visualizações


       Prezados amigos e pares das casernas

 

Boa Noite!

 

        Gostaria de dizer que estamos em uma data festiva, onde costumes e não teologia comemora o dia da Páscoa com festa de ovos de Chocolates e Coelhinhos. Sobretudo, posso lhe afirmar histórica e teologicamente que a Páscoa quer dizer a passagem do anjo da Morte sobre todos os homens desde os seus primogênitos até os seus animais, exceto, as casas daqueles que foram orientados por Deus a sacrificar um cordeiro macho e sem mácula, e com o seu sangue passar nos umbras das portas de suas casas para que fossem poupados da destruição e olha que isso tudo após várias pragas ter acometido os egípcios e hebreus, bem como o povo judeu.
        Esse cordeiro sacrificado e seu sangue derramado tipifica o sacrifício vicário de Jesus cristo na cruz do calvário no gólgota, lugar das caveiras destinados aos piores ladrões da época. Tudo isso Jesus Cristo passou como inocente para que ficasse registrado o maior código moral, ético e amoroso com o qual o ser humano deveria aprender e viver em família e sociedade. O Brasil ao contrário de muitos países cristãos e democrático é o mais incrédulo e ignorante no tocante as sãs doutrinas Bíblicas, principalmente aos Evangelhos de Jesus Cristo. E quanto a Páscoa em relação a morte e ressurreição de Jesus, podemos ver um tipo de Republica dos tempos de Cristo, onde o Prefeito Pôncio Pilatos, Lava as suas mãos por entender que o messias não tinha culpa alguma, mas obedece o desejo do povo por uma tradição judaica de saltar um ladrão em toda aquela ocasião e o povo escolhe saltar o culpado e sentenciar o inocente. O povo brasileiro não pode condenar um inocente e tão pouco os líderes das insituições republicanas lavar as suas mãos diante do caos e corrupção que o país atravessa neste momento.
        É exatamente isso que os líderes do PT e alguns partidos da base aliada do governo são. Ladrões, salteadores e saqueadores do erário público e do bolso do cidadão brasileiro, e alguns magistrados tem feito exatamente o que pôncio pilatos fez, lavando as suas mãos.

       Na verdade nós temos um culpado no poder e um inocente buscando fazer justiça como um justo juiz, quem deveremos escolher para crucificar, prender e sentenciar e quem devemos absolver? Sejamos sensatos como povo e embora saibamos que o povo do tempo de Jesus Cristo, precisou errar para que se cumprissem as profecias, não significa que como povo brasileiro precisamos errar de novo, as profecias que precisam se cumprir no Brasil deve contar com o acerto do povo, escolhendo prender os culpados e ajudar o Judiciário a fazer justiça na pessoa do Juíz Sérgio Moro, que é discípulo de Jesus Cristo pela Igreja Batista do Sul e já está jurado de Morte, uma ironia do destino ou uma alerta Bíblico, histórico e político para o Brasil ?

      Em toda a história da hum,anidade o povo nunca esteve ausente ou leniente das maiores escolhas e decisões, certas ou erradas o povo sempre estava lá, cnvocado por seus líderes. Portanto, Impeachmente ou Intervenção não é Golpe, está previso na Bíblia Jurídica que é a CF/88. Sem mais, um forte abraço e espero ter compartilhado com os amigos mediante esse blog e que sirva de reflexão para cada um de nós, e aqueles que desejar está autorizado a passar à frente. Não adianta termos um Cristo esculpido numa pedra e dizer que Deus é brasileiro, vivendo num verdadeirto inferno, provocado por governantes ateus e que representam o próprio satanás em suas maldades, insensatez, indiferênça, egoísmo, ambição pelo poder custe o que custar, mesmo que para isso haja um grande derramamento de sangue inocente provocado por militantes do PT , CUT, PC do B, Psol, MST, gritando o tempo todo salte Barrabás e crucifica o inocente!!!

 " Quem Poupa Lobos Sacrifica Ovelhas! "

  " Quem solta Barrabás , crucifica um inocente! "

      " Se Deus é por nós , quem será contra nós! "

         "Operando Deus, quem impedirá! "

           " Podemos todas as coisas em Cristo que nos fortalece! "

    " É Impossível escravizar mental e socialmente um povo que conhece

a Bíblia, porque a Bíblia é o maior instrumento de liberdade de um povo! "

 

Esse governo busca aniquilar os três maiores pilares de qualquer nação : A Família, A Igreja e as Forças Armadas. É Por isso que podemos afirmar ser graça aos Soldados e não aos políticos que ainda existem democracias no Planeta.

 

Att. MARMOSILVA-RIO

     

1 comentários


Luiz Rosemberg Stuart

28 de Mar de 2016 às 10:57

Luiz Rosemberg Stuart
Convido a todos a fazerem uma inferência a escatológica e apócrifa postagem da jumentinha do Balaão, ora reencarnada no eminente MARMOSILVA-RJ, para vos lembrar que JESUS CRISTO, o messias, rei dos reis, foi o primeiro homem a pregar o COMUNISMO na face da terra. Por isso foi crucificado e o coelhinho capitalista da páscoa, tomou o seu lugar no domingo de páscoa, ao invés de ser coelhinhos e ovos de chocolate, deveria ser Jesus e cruzes de chocolate. Entende? Luiz Rosemberg Stuart

 

 
MARMOSILVA-RIO comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

02 de Ago. de 2017 às 22:34

MARMOSILVA-RIO
Boa Noite! Demorei mais voltei para minha defesa com cláusulas pétreas das Sagradas Escrituras que o amigo desconhece. Faço saber que pascoa nada tem haver com coelhinho, significa passagem da morte após uma ordem de Deus que ungissem todos os umbrais das portas com sangue de um cordeiro sem mácula em favor de todos os primogênito, para que as vidas deles fossem poupadas. Após a passagem do anjo da morte, isto está registrado em êxodo. Páscoa é a festa que marca o início do calendário bíblico de Israel e delimita as datas de todas as outras festas na Bíblia. Páscoa (Pêssarr, em hebraico) significa literalmente “passagem” (pois o Senhor “passou” sobre as casas dos filhos de Israel, poupando-os. Ex 12:27). Comparar JESUS CRISTO a líderes que já exterminaram mais de 150 milhões de pessoas ao longo da história e continuam fazendo da mesma forma nos dias atuais, que o digam o comuna fascista e ditador comunista Nícolas Maduro da Venezuela é uma demonstração de insensatez, ignorância hermenêutica, no tocante a teologia, filosofia, sociologia e história, isto sem dizer que todos os comunistas além de ateus não crê nas Sagradas Escrituras. Sem mais, já basta para uma boa assertiva e dissertativa. A palavra Páscoa provém do termo hebraico pesach, que significa passagem. Esta festa judaica é comemorada por sete dias, tendo inicio no 15º dia do mês Nisan (o primeiro mês do calendário judaico). Entre os judeus, esta data assume um significado muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, onde foram aprisionados pelos faraós durantes vários anos. Esta história encontra-se no Velho Testamento da Bíblia, no livro Êxodo. A Páscoa Judaica também está relacionada com a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, que liderados por Moisés, fugiram da escravidão no Egito. Cabe ressaltar que na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera. Entre os povos da antiguidade, o começo da primavera era de extrema importância, pois a troca das estações climáticas estava diretamente ligada as chances de sobrevivência, que aumentavam muito em razão do término do rigoroso inverno que castigava a população, dificultando a produção de alimentos. Para os Cristãos, a festa da Páscoa faz referência à Última Ceia do Filho de Deus em companhia de seus discípulos, a traição cometida por Judas que culminou no julgamento, crucificação e ressurreição de Jesus. A celebração inicia-se no Domingo de Ramos e termina no Domingo de Páscoa, período compreendido como Semana Santa. Com a morte e ressurreição de Cristo, ocorreu uma mudança importante que foi incorporada pelas religiões Cristãs. A Páscoa deixa de ser vinculada à libertação dos judeus e passa a ser associada à libertação dos homens sobre o pecado. Em nossa Escola, buscamos vivenciar estes aspectos através da encenação intitulada A Paixão de Cristo. Nesta, foram envolvidos funcionários, professores e Grupos de Jovens. Buscamos retratar os principais momentos que levaram à condenação, morte e crucificação de Jesus Cristo, iniciando pelo Lava Pés. A representação teve como objetivo provocar reflexão sobre o sentido da Páscoa nos dias atuais e quais ensinamentos podemos compreender através destes acontecimentos. Será que em nosso cotidiano, com atitudes e palavras não estamos acrescentando mais um cravo à cruz, um espinho à coroa e uma martelada a rasgar a carne de nosso Salvador? Att. MARMOSILVA-RIO BACHAREL EM TEOLOGIA E DIREITO.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )