Doutor Titularidade banalizada como ALCUNHA | Blog Mudar Conceitos e Valores | Portal Militar

Blog Mudar Conceitos e Valores

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Brasil

Doutor Titularidade banalizada como ALCUNHA

Publicado em 19 de Abr de 2016


540 Visualizações


Prezados,

 

Apresento “Doutor Titularidade banalizada como ALCUNHA”, https://pt.scribd.com/doc/309661746/Doutor-Titularidade-Banalizada-como-ALCUNHA , onde apresentamos a íntegra do Processo Judicial Eletrônico do Conselho Nacional de Justiça, PJe nº 0000207-67.2016.2.00.0000, que de forma pífia, restringiu a Demanda proposta, com o único propósito de não reformular Conceitos e Valores, onde o Estabelecimento da Importância, e Relevância, da Titularidade Acadêmica de Doutor, deixasse de ser, apenas e tão somente, a Alcunha de Doutor de MERDA.

 

Vale ressaltar que o Atual Presidente do Supremo Tribunal Federal, que tem como uma de suas Atribuições, e Responsabilidades, atuar como Presidente do Conselho Nacional de Justiça, razão pela qual, se posicionou de forma diferente quando avaliou questão similar no Supremo Tribunal Federal, e avaliou a demanda de ERRADICAR do PODER JUDICIÁRIO BRASILEIRO no Conselho Nacional de Justiça, ratificando nosso entendimento de que não passa de “menino que brinca em tribunal nazista”, conforme o colocado pelo “bom advogado geral da união”, que, infelizmente, esta Ministro do Supremo Tribunal Federal, e Vice-Presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

 

Afinal, o bom advogado geral da união, infelizmente, esta Ministro do Supremo Tribunal Federal, e Vice-Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, em ocasião inoportuna, pois, rebelava-se contra o correto impedimento de arruda, então condenado em 2ª Instância, efetuado pelo Tribunal Superior Eleitoral ao ter negado o seu registro a candidatura eleitoral, então, profetizou:

Todo tribunal tem escrúpulo em mudar a jurisprudência e justifica, e justifica. Quem tem responsabilidade institucional, justifica. Quer dizer, estou mudando por causa disso. E não faz de conta que ontem eu estava votando assim e hoje estou votando assado. Isso é brincadeira de menino. [...] A gente não cria jurisprudência 'ad hoc' [para uma finalidade específica]. Quem faz isso é tribunal nazista", afirmou o ministro antes da sessão desta quarta.”

Abraços,

Plinio Marcos

 

 

1 comentários


Bernardo Alves Dinamarco

19 de Abr de 2016 às 13:47

Bernardo Alves Dinamarco
Doutor e Coronel se tornaram termos banais. Já vi delegado assinando como bacharel mas exigindo ser chamado de doutor. Paulo Maluf gosta de ser chamado "doutor". Só se for como naquela música "doutor de anedotas e de champanhotas". Qualquer idoso, com cavanhaque, bengala e bem vestido, é Coronel. Capitão, nem se fala. Temos o Capitão Virgulino, o Capitão do time, o Capitão do Mato, Capitão de feijão (interior de MG) e até o dono de uma pequena lancha no Rio São Francisco gosta de ser chamado de "Capitão Siloé". Também, com os deputados, ladrões, sendo tratados como "excelências", só falta os "cardeais" e as "suas santidades".

 

 
pliniomarcosmr comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

20 de Abr de 2016 às 0:00

pliniomarcosmr
Prezado Bernardo, A questo provocada tem em seu cerne, a apresentao de 2 (dois) Bacharis em Direito, como Doutores em Petio Inicial de Cobrana de Cotas Condominiais na 15 Vara Cvel do Tribunal de Justia de Estado do Rio de Janeiro, isto, no s se APRESENTARAM PROFISSIONALMENTE, como o fizeram, EM JUZO. Qualquer coisa fora de contexto com um Rito Processual Solene, mesmo que seja considerado ALCUNHA, inadmissvel, inominvel, , no mnimo, DESRESPEITOSO, principalmente, quando para alguns a apresentao de um campons com chinelos, bermuda e camisa surrada uma ofensa ao Tribunal, de tal forma, que obrigue este campons a "lugar", ou "comprar", vestimentas ditas "respeitosas". Abraos Respeitosos, Plinio Marcos


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )