Militares Correm o Risco de Não Receber o Reajuste em Agosto | Blog Paranaense | Portal Militar

Blog Paranaense

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Fato Relevante

Militares Correm o Risco de Não Receber o Reajuste em Agosto

Publicado em 11 de Mai de 2016


2002 Visualizações


10 de maio de 2016

Tá feia a coisa! Militares correm o risco de não receber 'reajuste' em agosto

 
Resultado de imagem para reajuste pngO Exército já considera a possibilidade de que o 'reajuste' de 5,5 % nos vencimentos dos militares não seja pago em agosto, como previsto. Na esteira da crise econômica, a verba - prevista no orçamento - corre o risco de não ser disponibilizada.
 
Pensando bem...
O chefe do Estado-Maior do Exército sabia mais do que disse aos novos generais, quando se referiu à 'penosa situação' dos vencimentos dos militares.

Leiam o que a jornalista Alessandra Horto, de O Dia publicou na Coluna do Servidor do último sábado:

Ofensiva para garantir reajuste salarial

Lideranças sindicais da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) prometem ofensiva nesta semana na Câmara dos Deputados para garantir a aprovação dos projetos de lei que vão assegurar o pagamento do reajuste salarial em agosto. A corrida é contra o tempo, já que a partir de quarta-feira um eventual governo Michel Temer (PMDB) pode pôr em risco a execução do pagamento das correções salariais.
O secretário geral da Condsef, Sérgio Ronaldo, afirmou à coluna que não há hipótese dos servidores federais sofrerem qualquer tipo de mudança no que já está assinado e acordado por conta da mudança na Presidência: “O acordo foi assinado com a instituição do Estado e não com a presidente Dilma Rousseff. Se houver quebra deste contrato a resposta será muito simples: vamos fazer uma greve geral. Já mostramos que somos capazes de parar a máquina”. A Condsef tem em sua base 800 mil servidores públicos federais.
Os aumentos já estão previstos no Orçamento de 2016. Ao todo são seis projetos de lei que tramitam na Câmara. O impacto total até 2019 será de R$ 32,2 bilhões. Neste ano, o custo do reajuste salarial será de R$ 5,3 bilhões. Em agosto o índice de correção será de 5,5%. Os números são do pessoal do Poder Executivo. O reajuste do Judiciário também depende de aprovação no Congresso.
ESTADO MÍNIMO
Sérgio Ronaldo lembrou da época em que o país era governado pelo PSDB e declarou que o funcionalismo não pode ficar sem reajuste com a “desculpa da grave crise”: “Não vamos levar essa culpa. Os servidores precisam de valorização. Na Era FHC passamos anos sem reajustes, vivendo uma política de Estado mínimo. Não queremos reviver isso”.
SEM VALOR
O sindicalista apontou que qualquer decisão de Michel Temer (PMDB) que venha prejudicar o funcionalismo será “ilegítima”: “Não vamos respeitar atitudes que subtraiam direitos adquiridos nem mesmo que tire o reajuste acordado. Ele optou pelo caminho curto, sem voto popular, pelo golpe e, por isso, não haverá qualquer valor da nossa parte”.
PELA IGUALDADE
Um dos argumentos que serão utilizados para convencer os parlamentares será de que a Câmara já aprovou regime de urgência para apreciação dos projetos de lei que reajustam salários e subsídios dos servidores do Poder Judiciário, do Ministério Público da União e dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Estes devem ser votados em 15 dias.
Aos milicos resta apostar na mobilização dos servidores, se bem que os chefes - sabemos todos - continuam preocupados. 
 

5 comentários


tinoco comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

11 de Mai de 2016 às 14:19

tinoco
Se marca poderemos ficar sem pagamento em setembro, pelo menos este e o papo que rola dentro da Aeronáutica.

 

 
paranaense comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

11 de Mai de 2016 às 14:34

paranaense
Caro amigo tinoco! J estamos com o salrio defasado, em comparao com outras categorias. Essa Dilma tem que ser enforcada em praa pblica, para servir de exemplo. Grande abrao!


pixuleco comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

11 de Mai de 2016 às 14:58

pixuleco
Os comandantes já disseram que estão atentos..... e se não vier o reajuste, continuarão atentos.....afinal, o Brasil vive em plena Democracia e Aldo Rebelo é amigo dos militares: palavras do Gal Selva. O Judiciário já garantiu o reajuste deles e os militares................pelo jeito, vão morrer na praia,

 

 
paranaense comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

11 de Mai de 2016 às 17:03

paranaense
Meu caro pixuleco! Perfeito! Concordo plenamente! Os militares vo morrer de fome. Fraternal abrao!


Aramar comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

11 de Mai de 2016 às 17:04

Aramar
Caro amigo tinoco! Na Marinha também rola esse papo de ficarmos sem pagamento em setembro.


Abreu Homem

11 de Mai de 2016 às 23:53

Abreu Homem
Na Argentina duas mulheres como presidenta foram rejeitadas. Essa agora que nó em pingo d"agua, já está saindo, temporariamente e nos deixando na bananosa. Eu sempre falei que tomassem cuidado com o ovo da serpente, mas, agora já vi que não é um só, são muitos.O maior perigo vai começar depois do dia 13 com o Lula solto e essa mulher se fazendo de vítima porque os comunas estão soltos.


Amiel Ballistra

05 de Jun de 2016 às 19:15

Amiel Ballistra
A respeito dos dizeres na Bandeira Nacional, um Deputado esclareceu para um militar das FFAA: - " as palavras estão corretas, vocês é que entenderam errado. Vocês obedecem às ordens e nós desfrutamos do progresso".- É isso aí. Tirem a Dilma e Lula, estas ratazanas. Certo. Mas o Castelo Branco disse que vieram dois outros animais, a águia e a onça. Acho que saímos perdendo, pois é mais fácil matar ratazanas que onça e águia, bichos traiçoeiros e mais poderosos. Agora, em Junho, que tal o Temer? Valeu a troca?////////////


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )