O peso das emoções | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Brasil

O peso das emoções

Publicado em 20 de Ago. de 2016


1588 Visualizações


 

Eu estava ligado e da mesma forma avaliando, VEJO o quanto o descontrole emocional interfere na performance dos nossos atletas, e no cotidiano dos brasileiros em geral; na realidade os brasileiros demostram o quanto são diferentes quando com fortes sentimentos se entregam, CORPO, ALMA, E ESPIRITO: VEJAM:

 

O peso das emoções

Integra: http://istoe.com.br/o-peso-das-emocoes/

Por que muitos atletas brasileiros sucumbiram diante da pressão imposta por uma torcida apaixonada na Rio-2016

Crédito: Antonio Scorza/Agência O Globo; Quinn Rooney/Getty Images; Harry How/Getty Images; Daniel Marenco; REUTERS/Kevin Lamarque

RODRIGO CARDOSO

 
2

 

Quando o historiador Sérgio Buarque de Holanda escreveu, em “Raízes do Brasil”, que o povo brasileiro é cordial, não se referia à polidez. Expressava a ideia de que somos movidos muito mais por impulsos emocionais do que racionais. Fazia uma crítica, portanto. Nos Jogos do Rio, a premissa de Holanda nunca foi tão latente. A performance nacional foi marcada por um desfile de choros incontidos, risos eufóricos, gestos efusivos e outras demonstrações de que a emoção, para o esportista nacional, fala mais alto do que o preparo físico e técnico. Houve quem dissesse que Thiago Braz conquistou o ouro inédito no salto com vara graças, em boa parte, à sua força mental durante a prova. Da mesma forma, é surpreendente que a seleção feminina de vôlei tenha sucumbido diante das chinesas, inferiores em diversos aspectos, mesmo depois de tê-las massacrado no primeiro set. Bastou um revés do jogo para o time inteiro fraquejar. O mesmo se aplica à seleção feminina de futebol, que venceu a Suécia por 5 a 1 na primeira fase e depois, na semifinal, foi derrotada nos pênaltis. Nos dois casos, o que fez a diferença foi o tumulto de emoções vivido pelas atletas brasileiras.

3

Houve um tempo em que se dizia que os brasileiros falhavam no Exterior porque se sentiam oprimidos pela torcida adversária. Uma vaia aqui, uma zombaria ali eram suficientes para desestabilizar o time inteiro. Nos últimos dois anos, os atletas tiveram a chance rara de se apresentar para uma multidão apaixonada. Na Copa do Mundo, o apoio popular surtiu um efeito contrário ao esperado. O 7 a 1 para a Alemanha não representa a diferença técnica entre os dois times: os alemães eram melhores, mas não tanto assim. O que pesou, e isso é inegável, foi o medo de perder – ou a responsabilidade de ganhar – diante da própria torcida. A mesma inconstância emocional pode ter influenciado no desempenho de Marta e companhia no futebol feminino na Olimpíada. Prata com o vôlei feminino em Atlanta-96, Ana Moser faz uma análise lúcida da questão. “No Brasil, é tudo ou nada, porque o competidor vive com a expectativa de que uma medalha irá mudar a vida dele.”

A exibição consagradora de um atleta ou o fracasso inesperado podem estar ligados à maneira como ele gerencia as emoções. Isso ficou claro nas palavras de Diego Hypolito, depois que ele conquistou a prata no solo nos Jogos do Rio. “Na hora que fui para a última acrobacia, me veio um filme de Pequim”, recordou o ginasta, referindo-se à Olímpiada realizada em 2008, na qual ele chegou como favorito ao ouro, mas fracassou. “Mas não deixei nenhum pensamento negativo me atrapalhar.” De acordo com a psicóloga Mara Raboni, que presta atendimento a atletas profissionais, expressar emoção não fragiliza o competidor. “Pelo contrário, dá a ele um caráter de garra e vivacidade e tem o poder de motivar os torcedores”, diz ela. “A manifestação emocional sadia pode até desestabilizar o adversário.” Isso, reforça Nuno Cobra, ex-preparador físico e mental de Ayrton Senna, é a maior força de um atleta. “Se ele não se emocionar, é grande a chance de ter um desempenho medíocre”, afirma. “Tanto é verdade que, no atletismo, muitos competidores pedem palmas para o público a fim de sentir a emoção.”

4

Medo e ansiedade são os sentimentos que derrubam um atleta. O que eles provocam:

POR QUE AS EMOÇÕES NEGATIVAS PREJUDICAM O DESEMPENHO

1 – O cérebro prepara o corpo para reagir ao que interpreta como uma ameaça

> A freqüência cardíaca e a pressão arterial se elevam

> A respiração torna-se mais curta

> Com menos oxigênio, o atleta sente-se mais cansado

> Os músculos ficam tensos, prejudicando a execução dos movimentos

> As pupilas se dilatam, perturbando a visão

2 – A mente é atingida

> O foco mental passa a ser a ameaça. A concentração no jogo acaba

> Cresce a irritabilidade com os erros consecutivos

> A sensação de impotência toma conta e o descontrole pode resultar em crises de choro

3 comentários


Eliana

20 de Ago. de 2016 às 20:13

Eliana
Sou obrigada a concordar com o articulista. Vou além: a força do país é um fator primordial. Basta pensar: por que os EEUU têm, até agora, 111 medalhas? Outro fator: a frieza determinada. Quem observou a competição na canoagem individual pôde ver que o alemão só se emocionou após a vitória ao ouvir o hino de sua pátria. Nós somos exageradamente sentimentais. Além disso gostamos de parecer cordiais, quando nosso íntimo está a ponto de dar socos e pontapés. Assim a cordialidade, enquanto cortesia, é uma farsa. O que predomina mesmo é o cordial de palpitações intensas que faz o cérebro entrar em descontrole. Atletas de verdade treinam diariamente para obter autocontrole. Sem autocontrole o fracasso fica à espreita.


Paranoense

22 de Ago. de 2016 às 12:23

Paranoense
Legal Avassalador! É mais ou menos parecido com que acontece aqui no P.Murcho. Tem velhinho boçal que fala o que quer, defende o que quer,mas quando se depara com criticas ou opiniões contrárias: --- " rasgam a tanga ", entram em contato com Coordenador de velhinhos boçais. Imagine só, estes velhinhos na ativo como não eram? Abs: Paranoense


paranaense comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

22 de Ago. de 2016 às 19:15

paranaense
Meu caro Avassalador! Acredito que você saiba quem é esse tal "PARANOENSE". Este cidadão é o maior causador de intrigas por onde passa. Imagino o comportamento quando estava na ativa. Forte abraço!


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )