Brasil! Ó Pátria Mutilada, Aviltada e Saqueada! | Blog Marmosilva-Rio | Portal Militar

Blog Marmosilva-Rio

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Brasil

Brasil! Ó Pátria Mutilada, Aviltada e Saqueada!

Publicado em 20 de Fev. de 2017


1472 Visualizações


Brasil: Ó Pátria Mutilada, Aviltada e Saqueada!

Ouvimos do planalto os marginais, nas margens plácidas,

eleitos por um povo fraco e sem um brado retumbante.

Brasília ofuscou o sol da nossa liberdade, sem raios fulgidos,

o que brilhou no céu da pátria, foi às cifras da corrupção.

 

Só vejo as trevas ao invés de luz da liberdade, essa tal liberdade foi penhorada,

foi-se a liberdade e não conseguimos reconquistá-la com braços fortes,

o comunismo tirou do seio da república a nossa liberdade

e desafiou o nosso peito varonil com a própria morte

entregue a própria sorte.

Onde está você ó Pátria amada?

Que não é mais idolatrada. Nos Salve! Salve!

da foice e o Martelo  que eles  idolatram

Nos palácios de Brasília.

 

 O Brasil virou um pesadelo ao invés de um sonho intenso,

Um raio tímido de amor é sem  esperança

Desta terra ainda não desce, a não ser ao abismo,

Ao subir para o formoso céu, risonho e límpido só o nosso bolso.

Do povo, um raio tímido de amor vem dos corredores de Brasília.

Uma esperança da terra ainda desce ao comunismo.

 

A corrupção é gigante pela sua própria natureza e soberba

Brasil que era belo, forte e impávido colosso,

Formou uma colossal fortuna para a vida e patrimônio de seus algozes,

E o teu futuro não espelha a sua grandeza, só se vê miséria e pobreza,

A terra não é mais adorada por seu povo, Só vale carnaval e futebol,

Entre outras mil é minúscula apesar de sua grandeza,

Será que és tu, Brasil ainda uma Pátria Amada?

Que ama os seus filhos deste solo como uma mãe gentil?

 

Seus filhos gritam: Me devolvam minha Pátria Amada!

Me devolvam o meu Brasil, dentre outros mil Brasis!

Eu não quero trocar de país, quero mudar o meu Brasil.

 

Deitado eternamente: Jamais!

Acordei  e estou de pé!

Meu berço é esplêndido,

Vou gritar por liberdade,

Como um som do mar a luz da liberdade,

Como um céu profundo fulguras, ó Brasil.

Florão da América derrotando  a UNASUL,

Porque, fomos iluminados ao sol de um novo mundo!

Pela lava jato, limpando esta  terra e deixando-a mais garrida.

 

Brasil teu povo não tem risonhos céus e límpidos,

Nem seus campos têm mais flores,

Nossos bosques não têm mais vidas,

Nossa vida no teu seio, só tem rancor e furor,

 

Ó Pátria Amada!

Tu precisas voltar a ser idolatrada,

Ao invés de maltratada, saqueada e aviltada.

Salve! Salve!

 

Brasil, de luta por amor eterno.

Que teu  verde  e amarelo seja símbolo de liberdade,

O Lábaro que ostenta volte a ser estrelado,

Ao invés de uma única estrela manchada de sangue vermelho,

E que teu povo diga que o verde-louro dessa flâmula, é o único motivo,

de luta pela paz no futuro, luta no presente,

Em memória da glória do passado de 64.

 

Brasil que se ergue da justiça da lava jato,

Que clava forte no coração dos corruptos e corruptores,

Que verão que um filho teu não foge a luta,

Nem teme o seu algoz, mas te adora e desafia a própria morte.

 

Minha terra adorada,

Tu és entre outras mil,

O meu Brasil,

Ó Pátria Amada,

 

Seus filhos neste solo tem uma mãe gentil,

Que não pode mais ser  tão gentil com os ardis,

Da imoralidade, sagacidade e impunidade.

Alimentando a corrupção e ceifando a nossa nação

Quem vai banir o comunismo e seu totalitarismo?

 

Dos filhos patriotas deste solo saiu a mãe viril,

Ó Pátria Amada Brasil!

Sua bandeira jamais será vermelha,

O cruzeiro do sul, não mais será ofuscado.

Suas cores serão sempre o azul celeste,

O verde de seus campos,

O amarelo de suas riquezas,

O Amor será por princípio! A ordem será por base!

E o progresso por fim! Brasil acima de tudo!

 

O País espera que cada um cumpra  como seu dever cívico,

Que sejamos um povo heroico, agora com um brado retumbante.

O Povo unido jamais será vencido,

Juntos somos fortes! E no fim, enfim louvaremos!

Ó Pátria Amada Brasil!

 

      Gostaria de compartilhar com os meus amigos e pares das casernas sobre algo que Deus me inspirou a escrever. Trata-se de um hino que não desejamos ou queremos cantar, mas que estão cantando para nós nas entrellinhas, e fazem outros brasileiros cantar subliminarmente. A Política do pão e circo se enraizou, o fascismo comunista já esta impregnado em Brasília, estamos sendo massacrados por um sistema totalitário, insensato, insano, apátrida e homicida, que para seus intentos se tornar totalmente implantado, não exitarão em mudar todos os baluartes da nossa república e destruírem todas as conquistas do nosso povo. Aparelhando todo o Estado, aviltando e sucateando as Forças Armadas, Desvalorizando e destruíndo a Família, Destituíndo a Igreja de suas funções libertadoras e pacificadora e produzindo o terror a todos e a qualquer preço. A sociedade brasileira vive uma espécie de Armagedom apocalíptico e seus cidadãos estão doentes, em fase terminal, estão na UTI, anestesiados, vivendo sobre aparelhos, tipicando o estado aparelhado que o fascimo comunista internou em cada cidadão, vivemos então sem qualquer reação. Os blocos da ilusão do carnaval arrastam milhões de pessoas para a  fólia, mas essas mesmas pessoas não são capazes de inundar está nação em busca de liberdade e justiça social. Isso é surreal, anormal e terrível. Sem mais, deixo uma esperança para cada um que possa ler e procurar entender o hino que não desejamos jamais cantar. Que Deus tenha misericórdia de cada um de nós, mas que cada um de nós precisamos fazer a nossa parte.

Ai daquele que ajunta em sua casa bens mal adquiridos, para pôr o seu ninho no alto, a fim de se livrar da mão do Mal!

Vergonha maquinaste para a tua casa; destruindo tu a muitos povos, pecastes contra a tua alma.

Porque a pedra clamará da parede, e atrave lhe responderá do madeiramento.

Ai daquele que edifica cidade com iniquidade! Eis que não vem do Senhor dos Exércitos.

Mas o SENHOR ESTÁ NO SEU SANTO TEMPLO; cale-se diante dele toda a terra.

Porquanto, Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja vacas, todavia, eu me alegrarei no SENHOR, exultarei  no Deus da minha Salvação. Essa é uma das mais lindas oração da Bíblia, é a oração do profeta Habacuque em forma de canto, um belo hino, e que seja esse o nosso hino. Saber que o SENHOR é a nossa FORÇA.            Cap. 2 : versículos 9,10, 11, 12, 15,20 ; Cap. 3: 17,18,19.

Att. MARMOSILVA-RIO

 


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )