Despesas com Auxílio Moradia crescem 6.312% | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Direito Militar

Despesas com Auxílio Moradia crescem 6.312%

Publicado em 12 de Dez. de 2017


1281 Visualizações


 

Passou fácil quando da supressão do Direito ao AUXÍLIO MORADIA aos militares das FA. Na realidade o Auxílio Moradia para os militares da ativa(FA) deveria ser visto como um Direito Líquido e Certo, isso considerando as peculiaridades da carreira militar(FA), quando muitos são transferidos para localidades que sequer conhecem e são obrigados a pagarem Moradia tirando valores de uma remuneração extremamente defasada para custearem Moradia. Os militares(FA), em decorrência dos baixos soldos e da supressão do Auxílio Moradia, são constantemente obrigados a recorrerem a empréstimos e o endividamento só cresce. A SUSPENSÃO DO AUXÍLIO MORADIA FOI UM CRIME COVARDE E DE REVANCHISMO FEITO CONTRA A FAMÍLIA MILITAR DAS FA.

A ALTA CÚPULA MILITAR JAMAIS PODERIA TER ACEITADO TAMANHO DESCALABRO.

Enquanto isso no âmbito do Judiciário, o direito a Auxílio Moradia, vem sendo estendido, quando magistrados e servidores recebem excelentes salários, isso sem contar com os diversos penduricalhos.

 

JUDICIÁRIO

Fonte: http://blogs.oglobo.globo.com     http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/despesas-com-auxilio-moradia-crescem-6312-no-judiciario-desde-2009.html        

Despesas com auxílio moradia crescem 6.312% no Judiciário desde 2009

POR JULIANA BRAGA

 

André Coelho

  

Um levantamento pedido pelo deputado Rubens Bueno com dados do Tesouro mostra que, entre 2009 e 2016, os gastos do Poder Judiciário com auxílio-moradia passaram de R$ 3 milhões para R$ 307,6 milhões. Descontado o IPCA no período, a variação é de 6.312%.

Nesse rol estão incluídos os servidores do STF, STJ, os vinculados à Justiça Federal, à do Trabalho, à Eleitoral, à Militar da União, além da Justiça do Distrito Federal e dos Territórios e do CNJ. Estão fora os representantes da Justiça nos estados.

No Ministério Público, o salto também foi significativo: de 2.278%, já descontando os 59% de inflação no período. Os gastos saíram de R$ 2,9 milhões em 2009 para R$ 105,4 milhões em 2016.

Em 2014, o CNJ e o CNMP aprovaram resoluções concedendo o benefício às suas categorias, o que impactou fortemente a despesa.

Os dados foram levantados por Rubens Bueno para a conclusão do relatório da comissão especial que discute os supersalários. Para concluir o texto, o parlamentar aguarda os dados das justiças estaduais, que ainda não foram remetidos. Apenas cerca de metade dos tribunais enviaram as informações solicitadas.

Ontem, o ministro Luiz Fux barrou uma ação que acabava com o benefício.

 

 

4 comentários


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

12 de Dez. de 2017 às 19:16

Avassalador
Suprimiram o Auxílio Moradia dos militares(FA) quando sequer houve resistência por parte da alta cúpula militar, e concederam o direito a Auxílio Moradia ao pessoal do Judiciário que sequer possuem direito ao referido Auxílio. QUE PAÍS É ESSE. ONDA ESTAVA A ADMINISTRAÇÃO MILITAR?


Araujo

12 de Dez. de 2017 às 21:14

Araujo
Dá nojo tamanha afronta ao povo sofrido trabalhador e pagador de impostos. Injustiça e mais injustiça! Até quando?


Abreuhomem

13 de Dez. de 2017 às 0:12

Abreuhomem
É por isso que não ouvir falar em mudar e para esse grupo o melor regime é esse entrar no serviço público para esvaziar os cofres da nação, visto que nunca se viu isso que está acontecendo, Juízes, promotores da União e funcionários que ficam morando anos a fio no mesmo lugar sem movimentação e quando se mudam é a pedido por motivo de interesse pessoal e muitas das vezes possuem imóveis na mesma cidade que mora e trabalho. A Administração Militar, por sua vez permitem isso e ficam alegando o art. 141 da Constituição de 1088 que veio aprovada por esse mesmo grupo que hoje se apoderaram do poder e silenciaram os militares. Só está faltando mudar o soldo para salários e montepio previdência e eles assumirem a nossa função, porque da forma como anda a carruagem se pergunta, para que está servindo as FF.AA, porque não estão defedendo nada essa ordem de o militar que estudou tanto para defender a Pátria nem mais os seus vencimentos e direitos pode reclamar, porque logo vem a mordaça de cima e perde o Comando e fica isolado e mau visto. Eu, pergunto qual é o regime que o País está adotando no momento. Lembrem-se um fato e várias consequências e a história se repete, embora em lugares difentes e sempre de vez enquanto. Não se faz líderes e surgem de uma hora para outra, como a Igreja que não faz Santos, mas, as declara. Já espalharam muita pólvora no solo da pátria e mujitos militares já foram sacrificados e o grupo não está nem aí, porque estão acreditando que essa Constituição de democrata não tem nada, uma vez que foi aprovada pela Esquerda e é ela quem está manejando os cordéis, se locupletando com os impostos que são arrecadados para o País sendo desviados pçor grupos de Empresários, políticos, maus servidores e o Estado gastando milhões com altos salários e a caça a bandidos com aparado de guerra e o povo o apoiado e escondedo os facínoras, o tráfico alimentando milhões de usuários e estes dando prejuízos em milhões à saúde e o governo nada faz contra esses usuários a ponto de não combaterem as cacrolândias deixando várias famílias sujeitas a esses elementos que, infelizmente, são piores do que os traficantes , porque se não existisse usuários o trafico nada podia fazer


tinoco comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

13 de Dez. de 2017 às 8:16

tinoco
Errado somos nós ,que deixamos isso acontecer e ficamos calados pelas próximas merd@s que vem. Para que militar quer porte de arma ,se não sabe para que serve ,


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )