Caserna Militar FA exige melhor remuneração e respeito | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Salrio dos Militares

Caserna Militar FA exige melhor remuneração e respeito

Publicado em 26 de Mar de 2018


2492 Visualizações


 

Nas FA, onde temos militares federais, exclusivos, e sem definição de carga horária, temos também a humilhação, o desrespeito e a imposição, tudo sob a égide dos princípios da Hierarquia e Disciplina, usado inversamente e de maneira discriminatória pelo governo com anuência dos mandatários da caserna militar das FA, para impor remuneração de fome aos militares das FA. Sentinelas do estado democrático e da soberania nacional.

Senhores, para medir os distanciamentos e tratamento aos militares das FA, vejam como anda a situação do nível salarial de servidores, onde Técnicos Administrativos tem remuneração que ultrapassa o teto remuneratório para servidores públicos; valendo ressaltar que o estado da Bahia sempre pede e recebe aporte financeiro do patrão das militares das FA para fechar as contas. 


LEIAM, PASSEM ADIANTE COMENTEM

Fonte: https://www.bocaonews.com.br       https://www.bocaonews.com.br/noticias/jusnews/justica/201534,tj-ba-concede-duas-aposentadorias-com-salarios-acima-do-teto-constitucional.html

 

TJ-BA concede duas aposentadorias com salários acima do teto constitucional

[TJ-BA concede duas aposentadorias com salários acima do teto constitucional]

 

Duas servidoras do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) tiveram a aposentadoria concedida com salário acima do teto constitucional.

Uma servidora que se aposentou no cargo de técnica em administração na Comarca de Salvador se aposentou com proventos integrais de R$ 43.227,20. O montante é composto de vencimento básico (R$ 5.682,67); abono permanente (R$ 98,91); estabilidade (R$ 1.614,61); vantagem pessoal AFI (R$ 1.564,76); vantagem pessoal AFI símbolo (R$ 11.033,86); complementação salarial (R$ 3.640,96); vantagem Art. 263 (R$ 15.215,89); vantagem pessoal eficiência (R$ 1.019,04); e 36,00% de ATS (R$ 3.356,50).

Já outra servidora, esta lotada no cargo de assistente jurídico do menor também na Comarca de Salvador, se aposentou com um montante de R$ 38.535,39. O alto salário é formado por vencimento básico de R$ 8.526,86; verba de representação de R$ 4.481,71; abono permanente de R$ 98,91; vantagem pessoal eficiência de R$ 936,12; 30,00% de ATS no valor de R$ 2.825,56; vantagem pessoal AFI de R$ 18.840,67; e estabilidade, que representa R$ 2.825,56.

Em ambos os casos, o decreto assinado pelo presidente da Corte, o desembargador Gesivaldo Britto, traz a observação: "O limite do teto constitucional, atualmente estabelecido em R$ 30.471,10, deverá ser observado quando da implantação dos proventos".

Em fevereiro, dias após assumir a presidência do TJ-BA, Britto disse não ter o que fazer para barrar as altas aposentadorias do Judiciário baiano. “Na verdade, não há como [rever]. São direitos adquiridos. A legislação de um tempo atrás favorecia muito o servidor, e eles foram adquirindo direitos que a lei previa, incorporando aos seus salários”, disse.

Notícia relacionada:

Presidente do TJ-BA afirma não ter o que fazer sobre aposentadorias com altos salários

 

bbbVote na Enquete

Sobre os Baixíssimos Soldos Militares FA
 Advém da discriminação e abandono
 Nossos soldos estão do nível dos demais servidores
 Não temos comando nem representação só charlatões
 É culpa nossa preço da desunião

7 comentários


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

26 de Mar de 2018 às 8:15

Avassalador
Somos lamentavelmente, realmente e respectivamente tratados como sendo: "Idiotas e Otários".


Abraão Gomes Alves

26 de Mar de 2018 às 9:42

Abraão Gomes Alves
Mais uma vez o "Portal Militar" se destaca com embaixador é porta-voz da família Militar. Matérias com a temática financeira denunciando o caos salarial das Forças Armadas precisam ser veiculadas frequentemente. A cúpula militar não tem sequer mais o benefício da ignorância, pois, além de saberem a real dimensão da nossa tragédia remuneratória, ainda tem se demonstrado inerte, omissa, medrosa e, perturbadoramente, despreparada. Andar empavonado, ostentando condecorações, desfilando com motoristas, carros oficiais, recebendo obesas diarias e remuneração de Ministro de Estado e utlizando dos cifres até o palito de fósforo que acende em casa, enquanto, se exige dedicação sacerdotal da tropa chega a ser abjeto. Saiam dos gabinetes. Falem alguma coisa em defesa da tropa. Tenham a coeagem moral de exigir melhores condições de vida para a os militares exseus familiares que amargam dificuldades indizíveis. Resgatem o respeito dos seus subordinados. Atentem para julgamento das deusas Clio e Diké (História e Justiça), pois seus julgamentos são éticos, rigorosos e não contemplam apelações.


João Mario

26 de Mar de 2018 às 11:01

João Mario
"A Comissão de Estudo da Defesa, estuda uma nova política de remuneração para as Forças Armadas". Isso é mais velho que a Arca de Noé. Bastaria uma nova LRM;para resolver parcialmente o nosso problema salarial.Ou a votação da PEC 241.


Nilton

26 de Mar de 2018 às 12:33

Nilton
Enquanto houver e continuarem com essa mentalidade de farinha pouca,meu pirão primeiro,e também com essas conversas fiadas que estamos estudando,pois eu já ouço isso há mais de 40 anos e pelo tempo todos já estão cansados de serem reprovados, e nós que somos das Tropas vamos continuar indefinidamente sem nenhuma solução,sendo tratados como idiotas juntos com nossas famílias.


Avassalador comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

26 de Mar de 2018 às 21:48

Avassalador
O Desembargador disse em outras palavras conforme consta no jornal que "a alta remuneração dos servidores é direito adquirido e não se pode rever". Já os militares FA tratados como idiotas e otários tiveram retroação dos efeitos da MP 2215/2000 só para prejudicar; pasmem que a MP 2215/2000, extinguiu direitos e com o que restou criaram o soldão visando impor maior incidência de imposto a pagar quando da declaração do IRPF dos militares das FA, já servidores do TJBA se aposentam com altíssimos salários e ainda terão poucas mordidas do LEÃO. PELO AMOR DE DEUS CADÊ NOSSOS GENERAIS ?


Amiel Ballistra

28 de Mar de 2018 às 7:47

Amiel Ballistra
"Soldão". O Adicional de Inatividade foi "garfado". Os inativos tiveram um aumento de cerca de 3% nos salários, (total, não apenas no soldo). Mas o desconto para os Fundos de Saúde foi multiplicado por 3. Resultado. Ficou mais ou menos assim: Para um salário de 3.000 reais descontava-se 90 reais para o Fundo de Saúde. O salário passou para 3.100 reais, e aquele desconto passou para 270 reais. Estas "mágicas" não acontecem nos Poderes Legislativo e Judiciário. Só no Executivo. Prejudicam os militares das FFAA, e os Generais não se manifestam. Por esta e outras entendo que militares não tem competência nem para serem Prefeitos.


Amiel Ballistra

28 de Mar de 2018 às 11:28

Amiel Ballistra
"RESPEITO". "RESPEITO"? Decreto 8.401 de 16/Dez/1941, artigo 41 letra "g" e artigo 43 letra"e". Alguém já se lembrou ou se lembra de falar em Sargentos Aviadores, brasileiros, na 2ª Guerra Mundial? /// TJRJ Ap Cível 04071305120128190001, publicado em 26/Mar/2014. Militar da Marinha. A constrição da verba alimentar atenta contra a dignidade da pessoa humana. MP 2215/2001; art 537 § 1º "a" e art 649 III do CPC; art 1º III d CF/88; Súmula 200 do TJRJ.//// Mesmo caso TJRJ Ap Cível 01193485320138190001 publicado em 02/Abr/2014. //// TRF2 Ag Inst 201302010027030 publicado em 26/Ago/2013 Graduado que em 2012 recebia salário de R$6.885,00 ficou reduzido a R$2.077,37, desconto consignado de 69,83% dos vencimentos brutos. A Lei só permite o máximo de 30%. //////////----- Direito do consumidor. Empréstimos bancários, limitação de 30% dos recursos do correntista. Princípio da dignidade da pessoa humana e do mínimo essencial à sobrevivência do próprio e de sua família. --------///////// De fato, nas Forças Armadas os Comandantes militares tratam seus subordinados como idiotas e otários.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )