José Dirceu solto pelo STF curte praia em Ilhéus | Blog Liberdade | Portal Militar

Blog Liberdade

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Brasil

José Dirceu solto pelo STF curte praia em Ilhéus

Publicado em 25 de Jul de 2018


645 Visualizações


 

Com fartura de provas José Dirceu foi condenado a prisão, entretanto o STF determinou a soltura do corrupto, bandido de colarinho branco.

Agora ele zomba dos trabalhadores honestos e se mostra curtindo praia em Ilhéus.

 

Leiam: 

Fonte: https://www.conjur.com.br

https://www.conjur.com.br/2018-jun-26/jose-dirceu-liminar-supremo-ficar-liberdade

 

José Dirceu consegue liminar no Supremo para ficar em liberdade

26 de junho de 2018, 14h24

Por Ana Pompeu

A pendência de recursos que podem mudar significativamente o cumprimento da pena justifica afastar a prisão determinada após condenação em segunda instância. Assim entendeu a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal, nesta terça-feira (26/6), ao conceder liminar para soltar o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu.

O relator e autor do voto vencedor, ministro Dias Toffoli, negou contrariar nova jurisprudência do STF que reconhece a execução provisória da pena. No caso de Dirceu, segundo ele, as teses presentes em recursos no Superior Tribunal de Justiça podem mudar o quantum de pena e inclusive o regime inicialmente estipulado na condenação.

José Dirceu foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região a 30 anos e 9 meses de reclusão pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Segundo a defesa, porém, houve prescrição da pretensão punitiva no momento da sentença, levando em conta que o réu tem mais de 70 anos.

Outro questionamento é sobre a dosimetria da pena: o TRF-4 o condenou por lavagem e corrupção mesmo reconheceu que os delitos “se perfizeram mediante uma única ação, qual seja, o suposto recebimento de valores indevidos”. O advogado Roberto Podval alega que isso demonstra bis in idem(repetição de sanção pelo mesmo fato).

Execução provisória da pena de Dirceu havia sido decretada em 18 de maio.

 Assim, Toffoli e os ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes enxergarem requisitos para concessão da cautelar, enquanto o ministro Luiz Edson Fachin, apresentou voto contrário à reclamação, ficando vencido.

Fachin chegou a pedir vista do processo, mas a maioria decidiu conceder Habeas Corpus de ofício, antes do fim do julgamento.

Entrada e saída

O ex-ministro ficou dois anos preso, chegou a ser solto em 2017 e voltou a ficar atrás das grades em 18 de maio, quando foi determinado o início do cumprimento da pena.

A defesa do petista apresentou recurso alegando que a execução da pena depois de decisão da segunda instância desrespeita o princípio da presunção da inocência. 

Clique aqui para ler o voto de Dias Toffoli.

Rcl 30.245

* Texto atualizado às 15h20 do dia 26/6/2018 para acréscimo de informações e às 10h30 do dia 27/6/2018 para correção.

 

ELE FOI CONDENADO POR CORRUPÇÃO E TEVE A LIBERDADE GARANTIDA PELO STF AGORA PROTEGIDO PELO JUDICIÁRIO PODE CURTIR PRAIA E NEM MAIS PRECISA TRABALHAR É SÓ CURTIR COM O DINHEIRO PÚBLICO DESVIADO. 

"O capitão do time do PT curte na Bahia. Após ter a prisão relaxada, o ex ministro [sic] José Dirceu aproveita a vida nas praias do litoral baiano. Um acinte à Justiça e aos brasileiros", escreveu Imbassahy na legenda da foto em que o petista posa rodeado pela esposa e por três homens.  

Vejam aqui: https://www.instagram.com/p/BlnZaFjFqRL/?utm_source=ig_embed


Resultado de imagem para dirceu curte praia em ilhéus

Resultado de imagem para dirceu curte praia em ilhéus

 

1 comentários


Amiel Ballistra

25 de Jul de 2018 às 9:42

Amiel Ballistra
No Judiciário tudo é relativo e pode ser negociado. --STJ, REsp 1181.974/MG, Desembargador convocado Newton Tresotto - REsp 1405.116/RS, Ministra Eliana Calmon - Artigo 50, § 2º do artigo 4º da Lei 6.880/80 - Pensão militar para filho, se xo masculino, até 24 anos de idade, sendo universitário.----TEMPUS REGIT ACTUS -----para um vale, para outro não vale. Um continua recebendo a pensão, o outro deixa de recebê-la, mesmo sendo universitário. ///////// E isto no STJ o Tribunal da Cidadania. Cada vez fico mais convencido de que mais vale um péssimo acordo que uma boa demanda.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )