A Verdade da Lava jato x O Water Gate brasileiro ! | Blog Marmosilva-Rio | Portal Militar

Blog Marmosilva-Rio

Quem sou eu? Clique e conheça meu Perfil
Acompanhe os Blogs da sua conta no google, yahoo e outros. Você pode escolher receber por email informação de novas postagens nos blogs. Fique Ligado.

Brasil

A Verdade da Lava jato x O Water Gate brasileiro !

Publicado em 13 de Ago. de 2018


579 Visualizações


 

  O Brasil virou um grande Cassino de Las vegas e poderia aprender com o caso Water Gate dos E.U.A

 

     Prezados amigos e pares das casernas e patriotas de verdade!

        Gostaria de afirmar que o Brasil está sem governo, ao invés de falido quebrado, na verdade foi saqueado a revelia e de forma tão subliminar e leniente por parte do povo que chega a ser parecido com um filme de fixação científica, vê o alto comando das Forças Armadas assistir a tudo isso de braços cruzados. Já temos mais de 20 milhões de desempregados contrariando as institutos de geografia e estatísticas de igual modo mais de 63 milhões de inadimplentes. Uma economia asfixiada pelos esquerdopatas em seus projetos de poder pelo poder. Isso exigira algo em torno de uma inquisição aos moldes da reforma protestante medieval feita por martinho lutero que praticamente introdução a democracia pela força do poder do código de ético e moral judaico cristão contidos nos Evangelho de Jesus Cristo, É CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ.
SIMON GREELEF : Afirma que Nenhuma Nação no mundo pode ser livre e justa sem o temor da Palavra de Deus por seus governantes e seu povo. Nenhum povo que conhece e domina as sagradas escrituras serão dominados por ateus, anticristãos e anarquistas, porque, a palavra de Deus aplicada dentro da ordem e da conscientização de cada um de seus cidadãos provoca revolução e libertação do caos. O Brasil vive a teoria da ORDUM AB CHAOS! Provocada pelos comuna fascistas, ou seja, eles produziram o caos e depois vieram vendendo uma falsa ordem com seus sistemas de assistências sociais como as bolsas qualquer coisa, concedida até para filhos de bandidos presos o que é um acinte ou afronta a nossa inteligência com uma bolsa muito superior ao salário mínimo, ou seja, uma fabrica de xyzwhijps tirando do bolso de quem ganha seu salário justo e digno de honra, a fim de dar a quem jamais trabalhou com dignidade. Resultado como herança foi o aparelhamento e a falência do Estado e da República Brasileira, porque democracia plena e irrestrita nós nunca tivemos, temos a chance de implantá-la com Jair Bolsonaro. Agora!. Sem mais, Se olharmos o caso water gate dos Estados Unidos 70, precisamente em 1974, quando o presidente Richard Nixon não suporta a força do verdadeiro jornalismo investigativo, o que não temos no Brasil , resolve renunciar ao mais cobiçado poder do mundo que é a Presidência dos Estados Unidos. Veremos abaixo que vivemos o mesmo histórico de corrupção, mentiras e conspirações políticas, mas nossa frágil legislação, povo despolitizado com analfabetos políticos, compra e venda de votos, jornalismo parcial e corporativo financiado e refém da corrupção levaram o país a banca rota. O Brasil virou um grande cassino de Las Vegas. no jogo de poder, aonde todos os políticos comunistas blefaram sobre do pôquer político.

O Watergate e a essência do jornalismo profissional

Por mais que a tecnologia tenha trazido ameaças e desafios à atividade jornalística, na essência nada mudou desde o escândalo que levou à renúncia de Nixon

Em plena campanha pela reeleição presidencial, o partido no poder se vê às voltas com uma investigação que atinge ministros e políticos de destaque no governo. A imprensa publica denúncia atrás de denúncia, é acusada de estar a serviço do partido adversário. Apesar do noticiário negativo, o governo vence a eleição. Pouco depois, as investigações revelam uma gigantesca operação de obstrução da Justiça. O escândalo faz o ocupante da cadeira presidencial balançar entre um processo de impeachment e a renúncia. “Quero que saibam que não tenho a menor intenção de me afastar, de maneira alguma, do cargo para o qual os cidadãos me elegeram”, diz em pronunciamento na televisão. Meses depois, escutas comprometedoras, mantidas em sigilo, tornam seu envolvimento evidente. Não há mais opção, a não ser renunciar.

Eis o resumo do maior escândalo político de todos os tempos. Não aquele em que você deve estar pensando. Trata-se do caso Watergate, que derrubou, em 1974, o então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon. A história começa com uma ocorrência policial, a invasão da sede do Partido Democrata no edifício Watergate, em Washington, por um grupo munido de equipamentos de escuta, câmeras e luvas cirúrgicas. A investigação de dois jovens repórteres do Washington Post, Carl Bernstein e Bob Woodward, liga os invasores à campanha para a reeleição de Nixon. Em meses de apuração, os dois desnudam um esquema escabroso de espionagem e sabotagem, montado sob o comando da Casa Branca. Nixon e seus asseclas usam dinheiro sujo para bisbilhotar a origem do que chamam de “vazamentos”. Depois, usam os mesmos métodos contra adversários e os próprios jornalistas.

Semanas antes da renúncia de Nixon, Woodward e Bernstein lançaram o relato do caso, hoje o maior de todos os clássicos na história do jornalismo investigativo: Todos os homens do presidente. Nesta segunda-feira, faz 40 anos que estreou o filme de Alan Pakula baseado no livro. Depois dele, Bernstein (Dustin Hoffman) e Woodward (Robert Redford) se transformaram em estrelas pop, ídolos venerados nas redações e inspiração para as novas gerações de jornalistas. Por mais que a tecnologia tenha trazido ameaças e desafios à atividade jornalística, na essência nada mudou desde Watergate. Nestes tempos de novos escândalos políticos e campanhas contra o jornalismo profissional, promovidas em blogs oportunistas, abaixo-assinados de ocasião e redes sociais, não custa repetir seus principais elementos:

1. Jornalismo é sempre de oposição. É comum políticos compararem, como álibi para se esquivar de notícias incômodas, o tratamento diferente a quem está no poder e na oposição. Isso deve ser ouvido nas redações como elogio. Significa que a imprensa cumpriu sua missão: fiscalizar com mais atenção o mais poderoso.

2. Jornalismo não é campanha política. Woodward e Bernstein são acusados de trabalhar para o adversário democrata de Nixon, George McGovern. Woodward, um republicano, apoia no íntimo várias diretrizes do governo, mas nem por isso deixa de derrubá-lo. O compromisso do jornalismo é tão somente com a verdade – não com as fontes das informações, nem com visões de mundo, com opiniões, muito menos com interesses políticos. Em várias ocasiões, informantes ficam irritados com as reportagens, mas nem por isso elas deixam de ser publicadas.

3. A busca da verdade exige técnica e princípios editoriais. As informações são verificadas com ao menos duas fontes independentes antes de publicadas. Todo envolvido é procurado para manifestar seu ponto de vista. Arquivos e bancos de dados são mantidos para referência.

4. Numa investigação complexa, que envolve várias esferas do governo, cada uma delas tem seus interesses. Jornalistas precisam manter distância de todas. Não podem funcionar como caixa de ressonância de juízes, procuradores ou policiais. Woodward e Bernstein falam com federais, promotores, frequentam a Casa Branca e o Congresso. Mas a maior parte da apuração vem da investigação deles próprios.

5. Apenas uma grande organização tem a força necessária para bancar o jornalismo diante da tentativa diuturna do governo de desacreditá-lo. No Post, o editor executivo, Ben Bradlee, e a própria dona do jornal, Katherine Graham, resistem, em nome da notícia, a investidas do próprio Nixon. Protegem, acima de tudo, a força investigativa de uma redação grande o bastante para deixar dois repórteres ocupados com um único caso ao longo de anos.

6. Jornalismo é uma vocação, definida por Bradlee com as seguintes palavras: “Conquanto um jornalista conte a verdade, de modo justo e consciente, não é seu trabalho preocupar-se com as consequências. A verdade nunca é tão perigosa quanto uma mentira no longo prazo. Acredito firmemente que a verdade liberta os seres humanos”.

No Brasil de hoje, o que vemos é um jornalismo chapa branca, parcial, comprado pelos corruptos, refém da mentira e inimigos da verdade, contra um povo massacrado pelo esquema de dissolução do Estado brasileiro, das reservas minerais e tecnológicas, privatização e destruição das empresas estatais que eram colunas da economia nacional, destruíram sonhos e projetos, fazendo com a esmagadora maioria de jovens inteligentes e promissores, ensejam deixar a sua própria nação e iniciar uma nova vida em um poaís mais justo e coerente com a verdade, ironicamente os E.U.A é o mais procurado entre jovens promissores, porque, perderam, a esperança de viver e crescer em sua própria Nação. Isso é deprimente e humilhante, pois dentre eles estão os filhos de cada um de nós. Sem mais, só temos uma saída: BRASIL ACIMA DE TUDO E DEUS ACIMA DE TODOS! Jair Bolsonaro e General Mourão.

Att. MARMOSILVA-RIO

bbbVote na Enquete

O caso water Gate dos E.U.A pode nos ensinar a sair do Caos

1 comentários


Guilherme Silva

14 de Ago. de 2018 às 10:21

Guilherme Silva
Apenas algumas perguntas nunca querem calar? Será toda a culpa da esquerda que preside o Brasil desde Fernando Henrique Cardozo? Sim. Alguém esqueceu que ele e seus aceclas Serra, Aluízio Nunes e etc fugiram do Brasil durante o regime militar e participavam (Aluízio) de grupos armados? Têm a alta cúpula do funcionalismo público alguma preocupação com a nação brasileira? Podem juízes e desembargadores se darem mais de 16% de reajuste com tantos desempregados? Estão ou não se lixando para o Brasil? Será mesmo só o Gilmar o câncer?

 

 
MARMOSILVA-RIO comentou. Clique aqui para ver seu perfil.

15 de Ago. de 2018 às 17:03

MARMOSILVA-RIO
Prezado Amigo. Boa Tarde! Me desculpe pela demora da resposta sobre seu comentário. Ocorre que se uma laranja estraga todo o suco, imagine toda essa casta de comuna fascista e apátridas que so sabem aumentar os seus salários de marajás em detrimento do aviltamento salarial de todas as classes salarias dos cidadãos de bem, começando pelas FFAA. Sem mais, todos devem serem banidos da vida pública por cada um de nós. Nenhuma mentira se sustenta a vida inteira. Um forte abraço ! Obrigado por seu comentário muito oportuno.


DEIXE SEU COMENTÁRIO


O blogueiro não publica comentários ofensivos, que utilizem expressões de baixo calão ou preconceituosas, nem textos escritos exclusivamente em letras maiúsculas. Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor. O blogueiro fará a moderação antes de publicar o comentário.

Aceito receber emails do Portal Militar. Emails de confirmação, avisos, notícias e lembretes. ( Obrigatório )